Como começar uma redação

Márcia Fernandes

A redação começa com a introdução. Nessa parte deve ser apresentado o tema que será tratado, sem grandes explicações. Por isso, a introdução deve ser sucinta, ocupando cerca de 10% do texto.

A primeira coisa que você precisa fazer é apresentar os pontos que serão abordados na sua redação. É muito importante começar de forma clara e objetiva, e sem fugir do tema.

Para começar uma redação:

  1. Apresente os pontos que serão abordados;
  2. Tenha uma lista de frases prontas;
  3. Seja claro e objetivo.

1. Apresente os pontos que serão abordados

Depois de ler a introdução o leitor deverá saber exatamente qual o tema da redação. Ninguém deve supor o que encontrá ao longo do seu texto, porque isso deve ficar muito claro logo no início.

Por exemplo, imagine que você tem que fazer uma redação dissertativa-argumentativa sobre problemas na adolescência e escolheu escrever sobre duas coisas: baixa autoestima e comunicação com os pais.

Ao ler a introdução o leitor saberá que o seu texto não abordará drogas ou outros problemas, porque num universo de tantos problemas na adolescência, você listou apenas dois.

Então, você pode começar escrevendo algo assim:

“É provável que, dentre os problemas enfrentados na adolescência, a baixa autoestima e a comunicação com os pais geralmente sejam os mais frequentes. Nessa fase da vida os adolescentes não têm uma percepção boa deles próprios e, por isso, receiam que seus problemas sejam ridicularizado pelos pais, afastando-os de uma relação mais comunicativa.".

No que respeita à redação do Enem, uma das competências avaliadas é a compreensão da proposta. Assim, se logo na introdução você não mencionar o que foi solicitado na proposta, mostrará que estará fugindo ao tema. Isso quer dizer que se a proposta é sobre frutas, você não deve escrever sobre legumes e verduras.

2. Tenha uma lista de frases prontas

Ter uma lista de palavras e frases que se adequam muito bem no início de um texto pode ajudar. Exemplos:

  • Possivelmente
  • Com o propósito de
  • Levando em consideração
  • É indiscutível
  • Muito se discute sobre

Afinal, muitas vezes você já tem a ideia, mas não sabe como colocá-la no papel. Assim, basta encontrar a palavra ou a frase certa para dar início a sua escrita.

Para te ajudar mais, leia Palavras e frases para começar uma redação.

3. Seja claro e objetivo

A parte inicial da redação dissertativa-argumentativa deve dizer de forma objetiva, sem rodeios, o que a pessoa que vai ler o texto encontrará nela. É só dizer isso mesmo, sem entrar em explicações, afinal as explicações fazem parte do desenvolvimento e da conclusão.

A introdução é o momento de captar a atenção do leitor, por isso não invente. Seja claro ao informar o que o leitor vai encontrar no texto. Mencionar coisas que não serão tratadas é uma promessa não cumprida, e você não pode fazer isso. Se prometeu, cumpra!

As explicações sobre o problema de baixa autoestima e o motivo pelo qual a comunicação com os pais é uma dificuldade enfrentada na adolescência, por exemplo, devem constar na parte do desenvolvimento.

Se você ficar enrolando o seu leitor perceberá isso e vai abandonar a leitura, que é o que grande parte das pessoas têm a tendência de fazer.

E lembre-se: a redação não precisa ser bonita, com palavras rebuscadas. Se a sua grande preocupação é a redação do Enem, saiba que o avaliador tem cinco competências para avaliar e nenhuma delas contempla o conteúdo dessa forma.

O mais importante é que cada uma das suas partes cumpra a sua missão: a da introdução é justamente apresentar quais aspectos serão abordados na sua redação.

Exemplo de uma boa introdução

Leia a redação de um participante que tirou nota 1000 no Enem 2018, com o tema “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”:

Redação de Mattheus Martins Wengenroth Cardoso

I n t r o d u ç ã o à potência de espaço em branco"O advento da internet possibilitou um avanço das formas de comunicação e permitiu um maior acesso à informação. No entanto, a venda de dados particulares de usuários se mostra um grande problema. Apesar dos esforços para coibir essa prática, o combate à manipulação de usuários por meio de controle de dados representa um enorme desafio. Pode-se dizer, então, que a 1em moldura circular negligência por parte do governo e a forte 2em moldura circular mentalidade individualista dos empresários são os principais responsáveis pelo quadro.

1em moldura circular Em primeiro lugar, deve-se ressaltar a ausência de medidas governamentais para combater a venda de dados pessoais e a manipulação do comportamento nas redes. Segundo o pensador Thomas Hobbes, o Estado é responsável por garantir o bem-estar da população, entretanto, isso não ocorre no Brasil. Devido à falta de atuação das autoridades, grandes empresas sentem-se livres para invadir a privacidade dos usuários e vender informações pessoais para empresários que desejam direcionar suas propagandas. Dessa forma, a opinião dos consumidores é influenciada, e o direito à liberdade de escolha é ameaçado.

2em moldura circular Outrossim, a busca pelo ganho pessoal acima de tudo também pode ser apontado como responsável pelo problema. De acordo com o pensamento marxista, priorizar o bem pessoal em detrimento do coletivo gera inúmeras dificuldades para a sociedade. Ao vender dados particulares e manipular o comportamento de usuários, empresas invadem a privacidade dos indivíduos e ferem importantes direitos da população em nome de interesse individuais. Desse modo, a união da sociedade é essencial para garantir o bem-estar coletivo e combater o controle de dados e a manipulação do comportamento no meio digital.

Infere-se, portanto, que assegurar a privacidade e a liberdade de escolha na internet é um grande desafio no Brasil. Sendo assim, o 1em moldura circular Governo Federal, como instância máxima de administração executiva, deve atuar em favor da população, através da criação de leis que proíbam a venda de dados dos usuários, a fim de que empresas que utilizam essa prática sejam punidas e a privacidade dos usuários seja assegurada. Além disso, a sociedade, como conjunto de indivíduos que compartilham valores culturais e sociais, deve atuar em conjunto e combater a manipulação e o controle de informações, 2em moldura circular por meio de boicotes e campanhas de mobilização, para que os empresários sintam-se pressionados pela população e sejam obrigados a abandonar a prática.

Afinal, conforme afirmou Rousseau: “a vontade geral deve emanar de todos para ser aplicada a todos”."

A introdução da redação acima compreende o primeiro parágrafo e cumpre a sua função. Repare que o texto é curto e indica os pontos abordados.

Verificamos que os assuntos indicados foram os mesmos explicados no desenvolvimento e que foram retomados na conclusão: 1) negligência do governo e 2) mentalidade individualista dos empresários.

O ponto 1 foi explicado no segundo parágrafo, enquanto o ponto 2, no terceiro. Por fim, nos últimos parágrafos, que correspondem à conclusão, o participante faz uma reflexão críticas sobre ambos. Ou seja, todas as partes - a começar pela introdução - cumpriram o seu papel.

Leia também: Dicas para a introdução de uma redação

Márcia Fernandes
Márcia Fernandes
Professora, pesquisadora, produtora e gestora de conteúdos on-line. Licenciada em Letras pela Universidade Católica de Santos.