Delfim Moreira

Juliana Bezerra

Delfim Moreira, 10º presidente do Brasil, governou de 15.11.1918 até 28.07.1919.

Apesar do curto período na presidência, seu mandato coincidiu com uma rebelião no antigo estado de Goiás, greves e o fim da Primeira Guerra Mundial.

Delfim Moreira

Biografia

Delfim Moreira nasceu em Minas Gerais onde estudou no seminário de Mariana e, posteriormente, Direito na Faculdade de São Paulo.

Desenvolveu toda sua carreira política em Minas sendo deputado e governador deste estado.

Dentro da lógica da política de café com leite, Delfim Moreira foi escolhido para ser vice-presidente do paulista Rodrigues Alves nas eleições de 1918.

No entanto, Rodrigues Alves sequer assumiu o cargo, pois contraiu e veio a falecer de Gripe Espanhola antes da posse.

Conforme estipulava a Constituição de 1891, o vice só deveria assumir a presidência se o titular tivesse morrido após completar dois anos de mandato.

Como isso não aconteceu, Delfim Moreira assumiu a presidência de forma interina, até serem convocadas novas eleições.

Leia mais sobre a política do café com leite.

Conflito em Goiás

Entre dezembro de 1918 e janeiro de 1919 estalou na cidade de São José do Duro, atual Tocantins, uma disputa entre coronéis locais. Também é conhecida como Chacina dos Nove ou Chacina do Duro.

O caso foi um desentendimento por causa de uma questão de herança. Apesar da intervenção do Governo Delfim Moreira, as famílias envolvidas praticaram sequestros. Os policiais, por sua vez, efetuaram prisões arbitrárias que incluíram nove suspeitos que foram amarrados em troncos.

O conflito revela as dificuldades dos poderes locais, os chamados "coronéis", em aceitarem o poder centralizador da República brasileira.

Saiba mais sobre coronelismo.

Greves

Embalados pela primeira Greve Geral de 1917, ocorrida em São Paulo, vários setores da indústria brasileira fazem paralisações nessa época.

Geralmente, as reivindicações não eram atendidas e as manifestações terminavam em confronto com a polícia.

A política do Governo Delfim Moreira seguiu a linha dos anteriores e a polícia reprimia as greves. No Brasil, as primeiras lei trabalhistas só seriam promulgadas no governo de Epitácio Pessoa (1919-1922).

Fim da Primeira Guerra Mundial

Em abril 1917, submarinos alemães bombardeiam um navio brasileiros na costa da França. O Brasil sai da sua posição de não-beligerante e declara guerra à Alemanha. Envia para Europa um contingente de enfermeiros, médicos, aviadores que auxiliaram as tropas aliadas. Além disso, navios brasileiros patrulharam o Estreito de Gibraltar.

Assim, coube ao governo Delfim Moreira, organizar a participação brasileira na Conferência de Paz (1919), em Versalhes. Representado por Epitácio Pessoa, o Brasil, pediu indenizações pelos danos materiais causados pelos alemães.

Leia sobre O Brasil na Primeira Guerra Mundial.

Fim do Governo Delfim Moreira

Delfim Moreira ainda seria responsável por reeditar o Código Civil brasileiro e organizar a estrutura administrativa do estado do Acre.

Nas eleições celebradas em 1919, Epitácio Pessoa saiu vitorioso e Delfim Moreira voltou ao cargo de vice-presidente.

Veio a falecer em 1º de julho de 1920 como vice-presidente do Brasil.

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.