Dia Nacional da Poesia: 31 de outubro

Daniela Diana

O Dia Nacional da Poesia é comemorado em 31 de outubro. A data foi implementada com o intuito de celebrar a produção poética brasileira e incentivar a leitura desse tipo de texto.

Lembre-se que a poesia é um texto literário do gênero lírico que contém uma grande carga de sentimentos e emoções. São escritas em versos e geralmente, possuem rimas.

Como surgiu o Dia Nacional da Poesia?

Foi no governo de Dilma Rousseff que o Dia da Poesia foi oficializado através da Lei n° 13.131 de 03 de junho de 2015.

Art. 1º É instituído o Dia Nacional da Poesia a ser celebrado, anualmente, no dia 31 de outubro, em homenagem à data de nascimento de Carlos Drummond de Andrade.”

Como mencionado acima, a data faz referência ao dia do nascimento do escritor modernista Carlos Drummond de Andrade. Drummond é um dos nomes mais destacados da literatura brasileira.

Note que antes dessa data ser oficializada, o Dia da Poesia era celebrado em 14 de março, nascimento do poeta romântico Castro Alves.

Atividades para o Dia da Poesia

No Dia da Poesia acontecem diversas atividades sejam em centros culturais, casas de culturas, bibliotecas, livrarias, escolas, etc.

É comum as pessoas organizarem eventos ou mesmo saraus literários para incentivar a leitura de poesias e a produção de textos poéticos.

Para atividades escolares, temos:

  • visitas às bibliotecas;
  • organização de eventos literários;
  • concurso de poesias;
  • produção de cartazes e poesias pelos alunos;
  • leitura de poemas na sala de aula;
  • apresentações teatrais de alguns poemas;
  • assistir vídeos, documentários, filmes sobre poetas.

livro aberto

É importante o professor explicar o que é poesia, a origem e a história da linguagem poética. Além disso, apresentar suas principais características e citar alguns nomes mais destacados da literatura brasileira e mundial.

Poesias brasileiras

Poeminho do Contra (Mario Quintana)

Todos esses que aí estão
Atravancando o meu caminho,
Eles passarão…
Eu passarinho!

No meio do caminho (Carlos Drummond de Andrade)

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

Soneto da Fidelidade (Vinícius de Moraes)

De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

Retrato (Cecília Meireles)

Eu não tinha este rosto de hoje,
Assim calmo, assim triste, assim magro,
Nem estes olhos tão vazios,
Nem o lábio amargo.

Eu não tinha estas mãos sem força,
Tão paradas e frias e mortas;
Eu não tinha este coração
Que nem se mostra.

Eu não dei por esta mudança,
Tão simples, tão certa, tão fácil:
— Em que espelho ficou perdida
a minha face?

Traduzir-se (Ferreira Gullar)

Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.

Uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.

Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.

Uma parte de mim
almoça e janta:
outra parte
se espanta.

Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.

Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem.

Traduzir-se uma parte
na outra parte
– que é uma questão
de vida ou morte –
será arte?

Aos Anos do Meu Prezado Diretor (Castro Alves)

Mancebos! De mil louros triunfantes
Adornai o Moisés da mocidade,
O Anjo que nos guia da verdade
Pelos doces caminhos sempre ovantes.

Coroai de grinaldas verdejantes
Quem rompeu para a Pátria nova idade,
Guiando pelas leis sãs da amizade
Os moços do progresso sempre amantes.

Vê, Brasil, este filho que o teu nome
Sobre o mapa dos povos ilustrados
Descreve qual o forte de Vendôme.

Conhece que os Andradas e os Machados,
Que inda vivem nas asas do renome
Não morrem nestes céus abençoados;

Frases sobre poesia

  • A poesia é mais fina e mais filosófica do que a história; porque a poesia expressa o universo, e o história somente o detalhe.” (Aristóteles)
  • A poesia é a música da alma, e, sobretudo, de almas grandes e sentimentais.” (Voltaire)
  • A poesia abre os olhos, cala a boca e estremece a alma...” (Charles Bukowski)
  • Se os líderes lessem poesia, seriam mais sábios.” (Octavio Paz)
  • Todas as coisas têm o seu mistério, e a poesia é o mistério de todas as coisas.” (Federico García Lorca)
  • A poesia é a criação rítmica da beleza em palavras.” (Edgar Allan Poe)
  • Poesia, uma maneira de falar sozinho.” (Mario Quintana)
  • Se eu gosto de poesia? Gosto de gente, bichos, plantas, lugares, chocolate, vinho, papos amenos, amizade, amor. Acho que a poesia está contida nisso tudo.” (Carlos Drummond de Andrade)

Dia Mundial da Poesia

Diferente do Dia Nacional da Poesia, comemorada no Brasil, O Dia Mundial da Poesia é comemorado em 21 de março em diversos países.

Essa data foi criada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura em 16 de novembro de 1999. Isso aconteceu durante a 30ª Conferência Geral da Unesco.

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.