Estudar em casa: 9 dicas fundamentais

Daniela Diana

Nesse momento de quarentena todos os estudantes estão tendo o mesmo desafio: passar a estudar em casa. Como isso é algo novo para muitos, esse processo pode causar certas preocupações.

Para que esse desafio seja prazeroso, confira abaixo algumas dicas fundamentais para estudar em casa e ter muito sucesso nesse período.

Não se esqueça que o mais importante nesse momento é ter disciplina e foco para atingir as metas e objetivos traçados.

1. Programe-se

A palavra-chave para estudar em casa e ter sucesso nessa empreitada é organização. Por isso, nada melhor que se programar para enfrentar esse desafio que, para muitos, parece impraticável. Para isso, aproveite o tempo em casa para se programar e começar a estudar. Antes de tudo, faça uma lista do que precisa ser feito.

Existem algumas ferramentas hoje de organização como o trello ou google keep. Para aqueles que preferem fazer tudo à mão não tem problema. O que vale aqui é organizar o que será necessário fazer. Por exemplo: essa semana é necessário estudar português, matemática e fazer as lições de casa.

Resumindo:

  • Organize e programe as tarefas da semana
  • Faça um lista de tudo que precisa ser feito
  • Se necessário, use ferramentas de organização

2. Defina prioridades

Junto com a programação deve-se entender o que é prioridade. Ou seja, se tem um trabalho de biologia para entregar no final da semana, esse deve ser o foco, a meta que deverá ser atingida. Por isso, de acordo com as tarefas, estabeleça metas e objetivos semanais.

Não vale a pena deixar tudo para a última hora. Já sabemos que coisas realizadas em cima da hora podem ficar incompletas, sem contar a questão da internet. Imagine que a internet cai no final do dia de sexta e você fica impossibilitado de enviar o trabalho para a professora. Por isso, atenção aos prazos.

Exemplo:

Estudar biologia na segunda-feira
Fazer o trabalho de biologia na terça-feira
Revisar o trabalho de biologia na quarta-feira
Entregar trabalho de biologia na sexta-feira

Resumindo:

  • Defina quais são as prioridades de estudos
  • Estabeleça metas e objetivos semanais
  • Evite deixar o mais importante para depois

3. Faça um plano/cronograma de estudos

Muitas pessoas já optaram por fazer um plano ou cronograma de estudos antes dessa nova situação de estudar em casa. Para quem ainda não fez, essa é a hora certa para melhorar o desempenho e se certificar de que tudo sai como planejado.

Assim, o cronograma de estudos irá auxiliar a cumprir os objetivos, sem deixar nada de fora. Alguns preferem fazer à mão, outros com ferramentas online.

Não importa como ele será produzido, a ideia é fazer o plano de estudos e seguir o que precisa ser cumprido. Assim, não vale fazer um cronograma mirabolante. Tenha noção de seus hábitos e do que conseguirá fazer nesse período.

Pense nos horários que levanta, ou mesmo o dia de folga. Uma dica interessante é imprimir o cronograma e deixar no local de estudos escolhido.

Veja abaixo um exemplo da plano de estudos até o horário do almoço:

Horário 2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira Sábado
7h Levantar Levantar Levantar Levantar Levantar Levantar
8h Matemática Matemática Matemática Matemática Matemática Matemática
9h Português Português Português Português Português Português
10h Simulado Simulado Simulado Simulado Simulado Simulado
11h Redação Redação Redação Redação Redação Redação
12h Almoço Almoço Almoço Almoço Almoço Almoço

Resumindo:

  • Faça um plano de estudos com as tarefas diárias
  • Não deixe de seguir o cronograma proposto
  • Se necessário, refaça o cronograma e imprima

4. Estabeleça os horários de estudos

Aliado com a produção de um plano de estudos deve estar os horários disponíveis para estudar, como você pode ver na imagem acima, as “janelas” para almoçar. E assim deve ser para lanchar e fazer outras atividade cotidianas que não estão relacionadas com o estudo.

Logo, se for estabelecido um horário de estudos, ficará mais fácil de cumprir as tarefas.Pode ser que na primeira semana seja mais complicado, mas aos poucos isso vai se ajeitando. Imagine que na segunda-feira foi separada 1 hora para estudar português, mas na verdade foram ocupadas 3 horas.

Isso fará você perceber melhor, na realidade, o tempo necessário para realizar a tarefa, e com isso, estabelecer melhor os horários da próxima semana.

Resumindo:

  • Defina os melhores horários para estudar em casa
  • Não se esqueça de determinar os horários para comer e realizar outras atividades
  • Siga sempre o plano de estudos proposto

5. Determine um local de estudos

Um ponto muito importante é estabelecer um local de estudos. Escolha um local em que o silêncio prevalece e você possa se concentrar melhor. Além disso, é necessário que o local seja confortável e esteja sempre organizado. Não estude na cama ou no sofá, por exemplo.

Um local desconfortável pode fazer com que a gente se distraia com mais facilidade. Se o desconforto impera, o corpo não aguentaria ficar por muito tempo ali.

Assim, é muito importante para realizar essa tarefa uma cadeira e mesa em que o corpo se acomode melhor e sua mente possa permanecer ali por mais tempo, sem que se distraia com o desconforto. Um local iluminado, calmo e fresco é o melhor.

Além disso, todas as pessoas que moram com você precisam ajudar nessa tarefa. Logo, é importante que todos saibam qual será a rotina de estudos e que você precisará, nesses momentos, se concentrar e evitar interrupções.

Resumindo:

  • Defina o local de estudos em sua casa, levando em conta o conforto e luminosidade
  • O lugar de estudos deve estar sempre organizado, limpo, ser iluminado, claro e fresco
  • Fale com os familiares sobre a escolha do local de estudos, para que não haja interrupções

6. Não deixe de fazer as atividades/lições

Depois de tudo organizado e planejado nada mais gratificante do que poder estar em dia com todas as tarefas, né? Deixar tudo para última hora é muito estressante e o trabalho entregue pode não ser satisfatório.

Por isso, se programar e ter um plano com tudo o que deve ser feito é a melhor maneira de cumprir no prazo dado todas as lições.

Além disso, é por meio dos trabalhos passados pelo professor que nosso conhecimento sobre tal assunto será efetivado. Não se esqueça disso e leve a sério o cronograma.

O sentimento de satisfação e de dever cumprido são especiais para o ser humano, evitando assim, as frustrações.

Resumindo:

  • Coloque no plano de estudos as tarefas que precisam ser entregues naquela semana
  • Fique de olho nos prazos para produzir e entregar os trabalhos e tarefas no tempo
  • Cumpra o cronograma proposto e não deixe para fazer o trabalho na última hora

7. Faça pausas

Uma mente cansada não é muito favorável para cumprir os objetivos propostos, ainda mais quando relacionado com os estudos, onde o cérebro é o nosso grande aliado. Dormir bem, ter uma boa noite de sono, ajuda nosso cérebro a se recuperar para um novo dia.

Durante o período diário de estudos é muito importante fazer pausas. Esses momentos, como uma boa noite de sono, são essenciais para preparar nossa mente para outra tarefa.

Não adianta ficar horas estudando sem comer e sem sair do local de estudos para acalmar nossa mente. Lembre-se que as pausas são tão importantes quanto os estudos.

Assim, defina alguns horários durante o dia para fazer outras coisas que podem ser: tirar uma soneca, se alongar, caminhar no bairro, fazer comida ou outros afazeres domésticos. Você verá que depois das pausas a concentração irá melhorar e o cérebro estará pronto para a próxima.

Resumindo:

  • Não estude cansado ou com sono
  • Faça pequenas pausas durante os estudos
  • Defina quais são os melhores horários do dia para fazer as pausas

8. Alimente-se bem

O ditado popular já diz “saco vazio não para em pé”. Como todas as expressões populares, essa têm um fundo de verdade e é de suma importância nesse momento. Defina os horários para comer e coloque todos no plano de estudos.

Não comece a estudar sem tomar um café da manhã reforçado. O nosso corpo precisa de nutrientes e por mais que não pareça, nosso cérebro necessita de energia para estar atento e absorver melhor as informações. Porém, cuidado com os petiscos desnecessários na hora dos estudos.

O mais aconselhável é não levar nada para comer enquanto estuda, no entanto, bebidas são essenciais para nos hidratar. Sendo assim, tenha sempre uma garrafa de água ou de chá ao lado, no local de estudos. Isso também te ajudará a não petiscar nas horas erradas.

Assim como um café da manhã reforçado, um almoço repleto de fibras, proteínas e vitaminas o ajudarão nessa tarefa. Inclua saladas e vegetais em todas as refeições e coma frutas diariamente.

Resumindo:

  • Defina horários para comer e coloque no seu plano de estudos
  • Não esqueça de tomar o café da manhã
  • Evite petiscos desnecessários

9. Mantenha-se longe das distrações

Essa última dica é uma das mais importantes. Se distrair pode impedir o cumprimento dos objetivos e regras traçados e isso pode levar a uma enorme frustração no final.

Estando em casa já é mais fácil se distrair e hoje em dia temos de lidar com as distrações da internet, e sobretudo das redes sociais. Claro que nesse momento de quarentena falaremos mais com as pessoas, sejam amigos e familiares, e isso deve mesmo ser feito.

Porém, durante a hora dos estudos devemos evitar ficar com o celular ao lado, ou nos distraindo com o monte de informações que encontramos na internet. Assim, a melhor coisa a fazer é desligar todas as notificações.

Depois disso, no período de pausa, podemos ligar e responder todas as mensagens ou nos distrair com vídeos e postagens nas redes sociais. Cuidado para não ultrapassar o tempo. Seja disciplinado e honesto consigo mesmo. Só assim terá sucesso nessa missão.

Resumindo:

  • Quando estiver estudando, desligue as notificações do celular
  • Não estude com o celular ao lado ou mesmo a televisão ligada
  • As distrações devem fazer parte somente dos momentos de pausa

Técnicas de estudos para manter o foco

Confira abaixo algumas dicas de técnicas de gestão do tempo muito conhecidas que ajudam a melhorar o foco e a organização.

1. Técnica pomodoro

A técnica pomodoro foi criado na década de 80 por um estudante chamado Francesco Cirillo. Trata-se de uma das técnicas mais conhecidas de gestão de tempo e seu nome deriva do termo “tomate”, que em italiano é “pomodoro”.

Objetivos:

  • Auxilia na organização de tarefas e gestão do tempo;
  • Ajuda a manter o foco;
  • Permite identificar melhor as distrações.

Metodologia:

Primeiramente, faça uma lista das tarefas que necessitam ser cumpridas. O tempo é dividido em 4 pomodoros, sendo que cada pomodoro corresponde a 25 minutos. Assim, quatro pomodoros totalizam 100 minutos.

Para facilitar, pode-se colocar um cronômetro ao lado, por exemplo, e iniciar a tarefa, sem desviar a atenção. Quando o pomodoro chegar ao fim, é necessário fazer uma pausa de 5 minutos.

Caso aconteça de se distrair em algum dos pomodoros, deve-se anotar, para que no final, determine melhor o que mais tira o foco, ou seja, o que está atrapalhando a concentração.

Por fim, risque da lista as tarefas que foram cumpridas com sucesso.

2. Técnica Kanban

A técnica Kanban é de origem japonesa e da mesma forma que a pomodoro auxilia na gestão do tempo que, nesse momento, é o mais importante.

Objetivos:

  • Auxilia na organização da rotina e das tarefas;
  • Contribui para o aumento da performance;
  • Ajuda na visualização dos status das tarefas.

Metodologia:

As tarefas são divididas em 3 partes:

  • tarefas pendentes;
  • tarefas em execução;
  • tarefas finalizadas.

Cada um pode escolher o local para aplicar essa técnica, que pode ser um quadro, lousa, ou mesmo papel. Podem ser escolhidos post-its de 3 cores diferentes, que ajudarão na visualização.

Um exemplo é deixar em vermelho as tarefas pendentes, em amarelo as tarefas em execução, e em verde as tarefas finalizadas.

Para pessoas que possuem uma identificação maior com estratégias visuais, essa técnica é muito eficaz para organizar a tarefas diárias.

Leia também:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.