Governo Trump


O Governo Trump começou em janeiro de 2017 e tem sido alvo de críticas até mesmo de seus simpatizantes.

O presidente americano enfrenta dificuldades em cumprir suas propostas de governo devido à falta de apoio do Congresso e dos grandes índices de rejeição por conta de suas atitudes controversas.

Política Interna

Governo Trump Texas
A primeira-dama Melania Trump e o presidente distribuem refeições num abrigo para os atingidos pelo furacão no Texas

No plano interno, a política de Trump tem buscado recuperar a indústria americana e dificultar a imigração ilegal.

No primeiro mês na presidência, por exemplo, ameaçou aumentar impostos da indústria automobilística caso esta continuasse a montar automóveis fora do país.

Uma de suas promessas de campanha foi acabar com o serviço de saúde implantado pelo presidente Barack Obama, chamado popularmente de Obamacare. Contudo, não conseguiu apoio do Congresso para fazê-lo.

Em matéria de imigração, busca reduzir um fundo de ajuda para jovens imigrantes que atingiria cerca de 800.000 pessoas. Outra medida polêmica foi restringir a imigração de países de maioria muçulmana. Esta medida foi bloqueada pela Justiça americana.

Donald Trump teve de enfrentar desastres naturais que destruíram cidades no estado do Texas, Flórida e Porto Rico. Apesar de ter visitado os lugares atingidos, a maneira irônica com que se referia aos acontecimentos provocou muitas críticas.

Política Externa

Governo Trump
O presidente do México, Peña Nieto e o presidente americano, Donald Trump, discursam após um encontro bilateral

No campo da política externa, o presidente Donald Trump tem colecionado uma série de controvérsias.

Um dos seus primeiros atos foi retirar os Estados Unidos do Tratado do Pacífico alegando que o mesmo não trazia vantagens comerciais significativas para o país.

Igualmente, anunciou a saída dos EUA do Acordo de Paris, que previa um compromisso para tentar frear o aquecimento global. Ainda que não possa fazê-lo antes de 2020, segundo o mesmo acordo, já declarou publicamente sua intenção de romper o tratado.

Uma de suas medidas mais polêmicas diz respeito à construção de um muro na fronteira com o México. No entanto, o Congresso americano não autorizou o financiamento para esta obra.

As relações com a Rússia também são alvo de preocupação. Não só pelas posições contrárias que os países sustentam em assuntos de política internacional, mas a possível interferência do presidente russo Putin na campanha eleitoral americana azedou a relação.

Após décadas de relações conflituosas com Cuba, o ex-presidente Obama finalmente havia se reaproximado da ilha caribenha. No entanto, Trump está revisando esta política e ordenou a retirada da maior parte dos diplomatas que serviam no país.

O presidente Donald Trump recebeu cerca de 20 mandatários nos EUA, dentre os quais o presidente da China, Xi Jinping; o primeiro-ministro do Japão, Shinzō Abe; o presidente da Argentina, Maurício Macri; o presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, entre outros.

Anunciou a retirada dos Estado Unidos da Unesco.

Em dezembro de 2017, cumprindo uma promessa de campanha, reconheceu Jerusalém como capital de Israel desencadeando protestos da comunidade internacional.

Conflitos Bélicos

A administração Trump enfrenta problemas com a Coreia do Norte. Desde que chegou o governo, o mandatário norte-coreano Kim Jong-un vem realizando testes com mísseis que poderiam atingir territórios americanos no Pacífico.

Além da troca de insultos pela imprensa, o presidente Trump ordenou a mobilização do porta-aviões Carl Vinson na Ásia alimentando o Conflito entre Estados Unidos e Coreia do Norte.

No contexto da Guerra na Síria, Trump bombardeou a Síria em resposta ao ataque com armas químicas contra civis, em 6 de abril.

Da mesma forma, em 13 de abril, ordenou o lançamento de bombas no Afeganistão, afirmando que estas atingiram um esconderijo do Estado Islâmico.

Curiosidades

  • O Twitter é a sua ferramenta de comunicação mais importante. A conta do presidente Trump tem mais de 40 milhões de seguidores.
  • Trump passa mais tempo num resort em Palm Beach, Florida, que na Casa Branca, em Washington.

Leia mais: