Malária


Malária é uma doença infecciosa parasitária, causada por protozoários do gênero Plasmodium e transmitida ao homem através da picada de fêmeas infectadas do mosquito Anopheles.

A transmissão da Malária de pessoa para pessoa também pode se dar por meio de transfusão de sangue e compartilhamento de seringas e agulhas infectadas.

Ciclo de Transmissão da Malária

O agente etiológico da Malária é um parasito do gênero Plasmodium, sendo 4 as espécies associadas à malária humana: Plasmodium falciparum, P. vivax, P. malariae e P. ovale. No Brasil, apenas os 3 primeiros estão presentes.

A infecção inicia-se quando os parasitos (esporozoítos) são inoculados na pele pela picada do vetor, os quais irão
invadir as células do fígado, os hepatócitos.

Nessas células, multiplicam-se e dão origem a milhares de novos parasitos (merozoítos), que rompem os hepatócitos e, caindo na circulação sanguínea, vão invadir as hemácias e dar início à segunda fase do ciclo, chamada de esquizogonia sanguínea. É nessa fase sanguínea que aparecem os sintomas da malária.

Na fase sanguínea do ciclo, os merozoítos formados rompem a hemácia e invadem outras, dando início a ciclos repetitivos de multiplicação eritrocitária

Malária

O P. falciparum, mais comum na África, é o que causa a forma grave da malária e leva à morte, uma vez que se espalha mais rápido pelo corpo e atinge rapidamente o cérebro, causando a chamada malária cerebral.

No Brasil, o parasita mais comum é o Plasmodium vivax, que se espalha mais lentamente pelo corpo e dificilmente provoca a malária cerebral.

Sintomas da Malária

  • Febre;
  • Calafrios;
  • Sudorese;
  • Dores musculares e articulares;
  • Dores de cabeça;
  • Náuseas e vômitos.

Os sintomas da Malária manifestam-se após 9 a 14 dias após a infecção. O quadro clínico da doença pode ser leve, moderado ou grave, dependendo da espécie do parasito, da quantidade de parasitos circulantes, do tempo
de doença e do nível de imunidade adquirida pelo indivíduo.

A morte por malária pode ser resultante de danos cerebrais (malária cerebral) ou danos aos órgãos vitais. A redução do número de glóbulos vermelhos (hemácias) pode causar anemia.

Tratamento da Malária

O tratamento da Malária é simples, quando a doença é detectada precocemente. Cada espécie de Plasmodium é tratada com medicamento ou associações de medicamentos específicos, em dosagens adequadas à cada situação.

Prevenção da Malária

Quimioprofilaxia

A quimioprofilaxia é o uso de medicamentos antimaláricos que impedem a multiplicação do parasito no sangue, mas que não evita a infecção malárica e pode adiar a manifestação dos sintomas.

Medidas Preventivas

  • Evitar o contato com o mosquito transmissor;
  • Utilizar repelentes;
  • Usar mosquiteiros sobre as camas ou redes de dormir;
  • Colocar telas nas janelas e portas;
  • Não ficar ao ar livre ao amanhecer e anoitece.

Ainda não existe vacina para Malária.​​