Microclima Urbano


Microclima Urbano é o nome dado ao clima que abrange uma pequena localidade e que se diferencia dos arredores da região em que está localizada.

Trata-se de uma variação das condições climáticas (temperatura, pressão atmosférica, ventos) que é determinada pela existência de vegetação, de grandes edifícios e fábricas, entre outros.

Assim, o centro de uma cidade não apresenta o mesmo clima que os bairros circundantes; tendencialmente será mais quente, abafada e poluída.

Causas

O microclima é causado especialmente pelas alterações ao ambiente e provocadas pelo homem.

Por uma lado, a redução de vegetação e demolição de árvores para construção de imóveis, por exemplo. O asfaltamento de estradas de terra, bem como a afluência de carros no centro das cidades. A quantidade de fábricas e, até mesmo, a altura dos prédios estão entre as causas do microclima.

Por outro lado, porém, a arborização provoca a formação de microclima nas grandes cidades.

Microclima UrbanoPrédios na orla da praia de Ipanema, no Rio de Janeiro

Consequências

A variação da temperatura está entre as principais consequências do microclima.

Nas grandes cidades, a condutibilidade térmica resultante das construções tornam o resfriamento mais lento. Numa zona arborizada, a evapotranspiração (água absorvida do solo que são libertadas através das folhas das árvores) ajuda a equilibrar o clima, propiciando a sensação de clima fresco.

Os benefícios e os malefícios ao ambiente são também resultado do microclima. Os malefícios são aqueles causados pela poluição atmosférica das cidades. Isto ocorre por causa do trânsito, de fábricas existentes em determinadas áreas e da dificuldade de circular o ar tendo em conta a “barreira” feita pelos prédios altos.

Grandes extensões de áreas verdes, por sua vez, contribuem no combate de um fenômeno conhecido como Ilha de Calor.

Ilha de Calor

A Ilha de Calor é o fenômeno de microclima urbano mais conhecido. Ele é comum nas grandes cidades, por isso é frequente chamá-lo de ilha de calor urbano.

Na ilhas de calor, pelos motivos que já citamos acima, a temperatura se eleva e não consegue ser amenizada. Desta forma, numa verdadeira condição de sufocamento (provocado pela poluição), o aquecimento permanece ali isolado naquele ponto da cidade.

Que tal conhecer os principais poluentes do ar e suas consequências? Leia Poluição do Ar.

No Meio Disto, o Parque Ibirapuera!

É comum citar a ilha de calor como exemplo de microclima, pois é a ocorrência mais notória dessa alteração climática. Mas o contrário também existe. É como o caso de uma grande cidade em que a existência de um parque promove o microclima, ou seja, nesse espaço verde, o clima é diferente dos seus arredores.

Microclima UrbanoVista aérea do Parque Ibirapuera, em São Paulo

Pensemos no Parque Ibirapuera localizado no coração da grande cidade de São Paulo. Lá, as pessoas até esquecem que estão dentro de uma metrópole!