Mikhail Gorbachev

Juliana Bezerra

Mikhail Gorbachev é um advogado e político russo, que ocupou a Secretaria-Geral do Partido Comunista da União Soviética, de 1985 a 1991.

Com sua política moderada foi o responsável pela abertura social, política e econômica do seu país e, indiretamente, pelo fim da Guerra Fria.

Saiba mais sobre a Guerra Fria.

Mikhail Gorbachev
Mikhail Gorbachev, em 1985

Formação e Carreira Política

Gorbachev nasceu na zona rural de Stavropol em 2 de março de 1931. Seu pai era motorista e mecânico e a mãe, dona de casa. A região sofreu duramente na Segunda Guerra Mundial, e a metade dos 800 convocados para lutar, não voltou para casa.

Ingressou na Juventude Comunista de sua cidade, trabalhou como eletricista e quando terminou a escola foi a Moscou estudar Direito. Ali conheceria sua esposa Raíssa Titarenko que seria sua companheira por toda vida e mãe da sua única filha.

Terminada a faculdade, o casal se instalou em Stavropol onde Gorbachev trabalhava na promotoria e se envolvia com o partido comunista local galgando posições de liderança.

Assim foi ministro da Agricultura em 1970 e membro do Comitê Central. Na década de 70 presidiria várias delegações soviéticas em visitas à Bélgica, Alemanha Oriental e Canadá.

Em 1984, Gorbachev é eleito Secretário-Geral do Partido Comunista da União Soviética, o mais alto cargo da URSS.

Leia mais sobre a formação da URSS

Contexto Histórico

Na década de 80, as diferenças entre o mundo capitalista e o mundo comunista eram cada vez maiores.

No entanto, os gastos com armamentos eram um bom negócio para ambas as ideologias. Sem conseguir garantir o abastecimento à população soviética e com uma indústria cada vez mais defasada, Gorbachev dá os primeiros passos para abrir a URSS ao mundo.

As economias americanas e europeias viviam um momento de expansão. A primeira, liderada por Ronald Reagan, adotando os princípios do neoliberalismo e a segunda, devido ao crescimento e consolidação da União Europeia.

A fim de não perder a chance de posicionar a União Soviética no mundo, Gorbachev iniciou uma política de aproximação externa enquanto promovia reformas internas.

Por isso, encontrou-se com o presidente americano Ronald Reagan em Gênova, a fim de garantir que uma guerra nuclear não ocorreria entre as duas potências militares.

Reagan e Gorbachev
Reagan e Gorbachev em Gênova.

Reformas Políticas e Econômicas

Desta maneira, Gorbachev pôs em marcha as reformas que, curiosamente, levariam ao fim da URSS: Perestroika e Glasnot (reestruturação e transparência, respectivamente).

No dizer do político Grigori Vavlinski, líder do Partido Democrático Russo Yàbloko:

Rapidamente, Gorbachev entendeu que é impossível matar a todos que discordam da sua visão política, que seria impossível prender todos aqueles que discordam de você. Esta foi a mais importante, a mais séria, a mais crucial ideia que transformou a Rússia.

Todas as outras mudanças aconteceram como consequências dessa inesperada e rara decisão do Secretário-Geral do Partido Comunista da União Soviética.

As principais medidas do governo Gorbachev para renovar a URSS foram:

  • Anistia aos presos políticos,
  • Acabar oficialmente com os Gulags,
  • Fim da censura aos jornais e a artistas,
  • Fim do sistema de partido único,
  • Criação de um sistema eleitoral onde os cidadãos votavam.

Entretanto, apesar da crescente liberdade, Gorbachev desejava uma Rússia associada às antigas repúblicas soviéticas nos moldes da Commonwealth britânica.

Não esperava o levante nacionalista de países como a Lituânia, Ucrânia e o Azerbaijão que foram duramente reprimidos pelo Exército Vermelho.

Fim do Governo Gorbachev

Criticado tanto pelos comunistas e como por aqueles que apoiavam as reformas, Gorbachev se vê isolado politicamente.

Não tinha o suporte necessário para as reformas econômicas (perestroika) como a liberalização dos mercados e nem conseguia alavancar a economia russa. Deste modo, Gorbachev sofre um golpe de estado, liderado por Boris Yeltsin. Para evitar uma guerra civil renuncia ao cargo de Secretário-Geral da URSS em 24 de agosto de 1991.

Atualmente, Gorbachev é um crítico da política do presidente russo Vladimir Putin.

Entenda o Fim da URSS.

Curiosidades

  • Recebeu o prêmio Nobel da Paz em 1990 devido aos seus esforços em acabar com as armas nucleares.
  • Criou a Fundação Mikhail Gorbachev, em 1992 e a Cruz Verde Internacional, em 1993.
  • Se para o Ocidente ele é considerado um herói, na Rússia ele é visto com reticências devido à crise econômica que seguiu ao seu governo. Em 1996 tentou se eleger presidente na Rússia, mas obteve menos de 1% dos votos.
  • Em 1997 participou de um comercial para a cadeia de alimentação Pizza Hut onde duas gerações discutem o legado de Gorbachev na Rússia.

Leia sobre Margaret Thatcher

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.