Neoplasia


Neoplasia é uma proliferação anormal, autônoma, progressiva e descontrolada de um determinado tecido, que persiste em seu crescimento mesmo quando cessado o estímulo que a provocou. A neoplasia é também conhecida como "tumor".

A palavra neoplasia tem origem nos termos gregos Neo = Novo e Plasia = Formação.

Devido a uma série de fatores que podem ser genéticos ou adquiridos, as células neoplásicas perdem a sua capacidade de controlar devidamente a sua proliferação e diferenciação.

Um tumor possui um parênquima, com as células tumorais, e um estroma, formado por vasos sanguíneos, tecido conjuntivo, macrófagos e linfócitos. O parênquima influencia as consequências patológicas e o comportamento do tumor, enquanto que o estroma possibilita e determina o seu crescimento.​

Classificação das Neoplasias

De acordo com a sua capacidade de causar danos, as neoplasias são categorizadas em benignas, malignas ou “borderline” (malignidade intermédia).

Neoplasia Benigna

  • Normalmente está localizadas em uma única massa tumoral;
  • É circunscrita por cápsula ou tecidos adjacentes comprimidos;
  • Manifesta-se através de ocupação de espaço e compressão;
  • Não há risco de metástase;
  • Quando removida, não volta a surgir, garantindo a sobrevivência do indivíduo na grande maioria dos casos.

Nomenclatura:

  • Neoplasias com diferenciação epitelial: Ao tipo de célula, acrescenta-se o sufixo "–oma" (fibroma, adenoma);
  • Neoplasias com diferenciação mesenquimatosa: Ao tipo de célula, acrescenta-se o sufixo "–oma" (lipoma, osteoma);
  • Neoplasias com diferenciação melanocítica: Designam-se “novos melânicos”.

Neoplasia Maligna (Câncer)

  • Suas células podem disseminar e crescer em locais distantes da sua origem, processo denominado metástase;
  • Possui capacidade de invadir tecidos adjacentes.

Nomenclatura:

  • Neoplasias com diferenciação epitelial: Utiliza-se a o termo “carcinoma”, em alguns casos, como sufixo (adenocarcinoma, carcinoma pavimentoso);
  • Neoplasias com diferenciação mesenquimatosa: Utiliza-se a designação genérica “sarcoma”, maioritariamente, como sufixo (lipossarcoma, osteossarcoma);
  • Neoplasias com diferenciação melanocítica: Designam-se “melanomas”. Na grande maioria das vezes acometem a pele, mas podem ocorrer no globo ocular, cavidade nasal e oral, esôfago, reto, vagina, próstata.

Neoplasia de Malignidade Intermediária (“borderline”)

  • Tem capacidade de invasão local, mas com baixo risco de progressão e metástase;
  • Apresenta elevado risco de recidiva local;
  • Após sucessivos episódios de recidiva, pode ocorrer progressão para formas de maior agressividade clínica.