Salmonelose

Lana Magalhães

A salmonelose é uma infecção gastrointestinal provocada por bactérias do gênero Salmonella e família Enterobacteriaceae.

Quase todos os representantes do gênero Salmonella são amplamente distribuídos na natureza.

O trato intestinal dos homens e animais é o seu principal reservatório natural.

São patogênicas ao homem. Entre as doenças que podem provocar estão: a Febre Tifoide, a Febre Entérica e as Salmoneloses.

As seis subespécies de Salmonella enterica são as responsáveis por causar a salmonelose.

A salmonelose é a intoxicação alimentar mais comum no mundo.

Representa um problema de saúde pública, mesmo nos países desenvolvidos.

Transmissão

A ingestão de alimentos contaminados é a principal forma de transmissão de salmoneloses para os humanos.

Também pode ocorrer ao ingerir água ou alimentos contaminados com restos de fezes de animais infectados.

Ao serem ingeridas, as bactérias penetram no epitélio do intestino delgado, provocando inflamações.

Os alimentos apontados como maiores responsáveis por casos de salmoneloses são:

  • Leite e queijos
  • Ovos e seus derivados (pudins, gemadas, maioneses)
  • Carnes bovinas, suínas e de aves

Quando as medidas de higiene e de manuseio correto desses alimentos não são adotadas, podem favorecer o aparecimento e multiplicação de Salmonella.

Saiba mais sobre os alimentos de origem animal.

Sintomas

Os sintomas da salmonelose costumam se manifestar até 12 a 36 horas da ingestão do alimento contaminado.

Entre os sintomas estão:

  • Febre
  • Dor abdominal
  • Náuseas
  • Vômitos
  • Diarreia

Prevenção e Tratamento

Para evitar as salmoneloses devem ser adotadas medidas de higiene no manuseio dos produtos alimentares, desde o momento da produção até o seu consumo.

Também é necessário garantir o tempo de cozimento necessário para cada alimento, evitando o consumo de alimentos crus.

Ao beber leite, o ideal é ferver antes ou consumir o do tipo pasteurizado.

Os hábitos de higiene pessoal, como lavar a mão antes das refeições, também auxiliam na prevenção de salmoneloses.

Para o tratamento, deve-se cuidar dos sintomas e manter o doente hidratado. Geralmente, não há complicações mais sérias.

Porém, quando as bactérias atingem outros órgãos, o quadro é mais grave e torna-se necessário o uso de antibióticos.

Saiba mais sobre outras Doenças Causadas por Bactérias.

Lana Magalhães
Lana Magalhães
Licenciada em Ciências Biológicas (2010) e Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais pela Universidade do Estado do Amazonas/UEA (2015). Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia pela UEA.