Tratado de Guadalupe Hidalgo


O Tratado de Guadalupe Hidalgo foi um acordo de paz assinado na Cidade do México, em 2 de fevereiro de 1848 entre os Estados Unidos da América (EUA) e o México e que pôs fim à guerra travada entre ambos os países.

Contexto Histórico

O México vivia uma forte instabilidade política e econômica após a sua independência da Espanha em 1810, enquanto os EUA acreditava que era vontade divina se expandir de modo a conquistar a América, crença que ficou conhecida como Destino Manifesto.

Assim, a guerra da intervenção dos Estados Unidos no México, conhecida como Guerra Mexicano-Americana teve início em 1846, num momento em que os EUA percebeu na fragilidade do México uma oportunidade para expandir o seu território.

Essa guerra militar, em que os EUA saiu vencedor, somente terminou com a assinatura do tratado, cujo nome oficial em espanhol é Tratado de Paz, Amistad, Límites y Arreglo Definitivo entre la República Mexicana y los Estados Unidos de América e em inglês é Treaty of Guadalupe Hidalgo.

Saiba mais sobre Estados Unidos e México.

O Acordo

Composto por 23 artigos, o Tratado de Guadalupe Hidalgo convencionou a cedência de território mexicano aos EUA, tendo como contrapartida o pagamento de 15 milhões de dólares pelos EUA ao México tendo em conta os danos causados pela guerra.

O México cedeu para os Estados Unidos mais da metade do seu território, que corresponde à parte dos atualmente chamados estados do Colorado, Arizona, Wyoming e Novo México e, ainda, todo o estado de Utah, da Califórnia e da Nevada.

De modo geral, o acordo é uma declaração de paz e tem o objetivo de restabelecer a ordem. Entre outras coisas, ele determina que o Rio Bravo demarque a divisão territorial entre o Texas e o México, bem como algumas cedências de livre trânsito de navios e cidadãos.

Foi acordado que os mexicanos que viviam no território que agora passava a pertencer aos EUA teriam os seus direitos civis assegurados durante um ano, bem como poderiam escolher em manter ou não a nacionalidade mexicana. Os EUA impediria a invasão ao México por tribos indígenas a ele pertencentes.

Antes de ser ratificado, porém, alguns artigos foram retificados. O artigo IX, por exemplo, que trata da questão da manutenção dos direitos civis por um ano passa a declarar que os cidadãos mexicanos são admitidos cidadãos norte americanos mediante critérios dos EUA.

Conheça outros tratados importantes na história: