Tuberculose


A tuberculose, também chamada de tísica pulmonar, é uma doença infectocontagiosa causada por bactéria.

O nome científico do bacilo é Mycobacterium tuberculosis, também chamado de Bacilo de Koch (BK).

Recebe esse nome pois foi descoberto pelo médico e bacteriologista alemão Heinrich Hermann Robert Koch, em 1882.

TuberculoseMycobacterium tuberculosis

A principal característica da tuberculose é o acometimento de um dos órgãos mais importantes do sistema respiratório: o pulmão. Crises de tosse podem ser acompanhadas de pus e sangue.

Além do pulmão, a tuberculose pode atingir outros órgãos (laringe, intestinos, rins, pele, etc.), ossos, articulações e tecidos do corpo humano, sendo uma doença muito grave. Se não for tratada, pode levar o indivíduo à morte.

Essa doença é muito antiga e já antes da Era Cristã atingia diversas pessoas. Anteriormente, ela era chamada de “peste cinzenta”.

Somente nos séculos XIX e XX, mediante a quantidade de infectados, a doença passou a ter atenção internacional. Vale lembrar que ela é considerada uma das doenças mais graves e mortais do mundo.

TuberculoseMapa de Tuberculose no Mundo. Fonte: Organização Mundial da Saúde (OMS), 2007

Tuberculose no Brasil

No Brasil, os casos de tuberculose ainda são evidentes, o que torna um problema grave de saúde pública, embora tenha diminuído nos últimos anos por conta das campanhas de vacinação. Segundo o Ministério da Saúde (2014):

No Brasil, a tuberculose é sério problema da saúde pública, com profundas raízes sociais. A cada ano, são notificados aproximadamente 70 mil casos novos e ocorrem 4,6 mil mortes em decorrência da doença. O Brasil ocupa o 17º lugar entre os 22 países responsáveis por 80% do total de casos de tuberculose no mundo.

Nos últimos 17 anos, a tuberculose apresentou queda de 38,7% na taxa de incidência e 33,6% na taxa de mortalidade.”

Diagnóstico

O diagnóstico da doença é feito através de um exame chamado baciloscopia. Além disso, o raio-x do tórax pode identificar a tuberculose.

Saiba mais sobre o tema com a leitura dos artigos:

Tipos de Tuberculose

Além da tuberculose pulmonar, há outros tipos de tuberculose. São chamados de tuberculose extrapulmonar e afetam outros órgãos do corpo humano.

  • Tuberculose Pulmonar: forma mais frequente da doença e que atinge os pulmões.
  • Tuberculose Pleural: ocorre pelo acúmulo de secreção na pleura pulmonar, ou seja, uma membrana que envolve o pulmão. Causa dores na caixa torácica e falta de ar.
  • Tuberculose Ganglionar: quando o bacilo da doença atinge os gânglios linfáticos, ou seja, pequenos órgãos que atuam na defesa do organismo. Esse tipo é muito comum nos pacientes soropositivos.
  • Tuberculose Óssea: também chamada de "Doença de Pott" (Mal de Pott) ou "Tuberculose Vertebral", esse tipo de tuberculose atinge os ossos (sobretudo, a coluna vertebral) causando dores e inflamações.
  • Tuberculose Cutânea: é uma das formas mais graves da doença. Ela atinge a corrente sanguínea causando lesões na pele.

Meningite Tuberculosa

Quando a bactéria atinge as meninges, ou seja, membranas que protegem o sistema nervoso central, ela é chamada de meningite tuberculosa.

Saiba mais sobre a Meningite.

Transmissão

A tuberculose é uma doença contagiosa a qual é transmitida pelo contato com as pessoas infectadas.

As secreções do doente (espirro, saliva, tosse, etc.) expelem a bactéria e, portanto, os locais fechados e com grandes aglomerações devem ser evitados.

Além do ser humano, a doença também atinge animais. Note que as pessoas que possuem o vírus da AIDS e doença como a diabetes estão mais propensas a contraírem a bactéria.

Sintomas

Os principais sintomas da tuberculose são:

  • Febre
  • Calafrios
  • Fadiga
  • Palidez
  • Sudorese
  • Rouquidão
  • Falta de apetite
  • Emagrecimento
  • Tosse persistente com secreção
  • Dor no peito
  • Dificuldade de respirar
  • Dores musculares
  • Mal-estar

Tratamento

Para tratar a tuberculose, o portador da doença deve permanecer em repouso, se alimentar bem, ingerir muitos líquidos e tomar antibióticos. Vale lembrar que o tratamento da tuberculose é longo e pode durar mais de 6 meses.

É aconselhável que os infectados permaneçam isolados no primeiro período de tratamento, evitando a proliferação do bacilo.

Prevenção

Uma das maneiras mais eficazes de se prevenir contra a tuberculose é tomando a vacina BCG (Bacilo de Calmette e Guerin) numa única dose. Ela é obrigatória e tomada durante a infância.

Boa alimentação, práticas de exercícios diários e hábitos saudáveis fortalecem nosso sistema imunológico, deixando nosso corpo menos suscetível ao aparecimento da doença.

Além disso, evitar locais com intensa aglomeração pode ser uma alternativa, visto ser uma doença contagiosa.

Você Sabia?

A vacina BCG é aplicada no braço direito e geralmente causa uma cicatriz por toda a vida. Ela não deve ser tomada por pessoas que possuem o vírus HIV e que apresentam sintomas.

Conheça sobre as Doenças causadas por bactérias.