Revolução Praieira


A Revolução Praieira ou Insurreição Praieira de Pernambuco, representou um levante armado de caráter liberal e republicano.

Liderada por Pedro Ivo Veloso da Silveira, a revolta ocorreu na província de Pernambuco, no final do período do Brasil Império (1822-1889) durante o Segundo Reinado (governo de Dom Pedro II), entre os anos de 1848 e 1850.

Foi considerada a última revolta do período imperial, tendo como principal objetivo pôr fim ao sistema político vigente das elites conservadoras, donde o poder local era monopolizado pelas famílias aristocráticas: Cavalcanti e Rego Barros.

O termo “praieira” associado a revolta, remete ao nome da rua (rua da praia), local onde era a sede do “Diário Novo”, principal meio de comunicação do grupo liberal, o qual recebeu o nome de “praieiros”.

Em resumo, a revolução praieira representou o choque político entre os liberais e os conservadores.

Para saber mais: Brasil Império.

Contexto Histórico: Resumo

Em fins do Segundo Reinado, a população de Recife se encontrava insatisfeita com o aumento da desigualdade social, o controle do monopólio político e comercial (Portugal), dentre outros problemas.

Assim, quando foi eleito governador da Província de Pernambuco, em 1845, pelo partido conservador, Antônio Chinchorro da Gama despertou grande insatisfação na população, sobretudo dos liberais que ocuparam o poder no período anterior de 1844 a 1848.

A partir disso, com o apoio dos federalistas, socialistas, republicanos e os setores populares, os liberais almejavam, primeiramente, destituir Chinchorro do cargo.

Ao lado de Pedro Ivo, líder militar da revolta, estavam Borges da Fonseca, com quem escreveu o “Manifesto ao Mundo”, e o deputado Joaquim Nunes Machado, influenciados pelo socialismo utópico, do qual destacam-se os pensadores: Pierre-Joseph Proudhon, Robert Owen e Charles Fourier.

O "Manifesto ao Mundo" foi publicado em 1849 e trazia as reivindicações do grupo liberal, a saber:

  • Voto livre e universal
  • Liberdade de Imprensa
  • O trabalho como garantia de vida para os cidadãos
  • O comércio a retalho só para os cidadãos Brasileiros
  • Harmonia e efetiva independência dos poderes políticos
  • A extinção do Poder Moderador
  • Nova organização Federalista
  • Reforma do poder judicial, assegurando os direitos individuais dos cidadãos
  • Extinção da cobrança de juros
  • Extinção do atual sistema de recrutamento militar
  • Expulsão dos portugueses

A revolta praieira, se espalhou pelo Estado de Pernambuco, tendo como palco de confrontos, as cidades de Olinda e Recife, donde durante dois anos houve diversos focos de combates, no entanto, os liberais foram reprimidos pelo governo, em 1850, mais precisamente pelo capitão Antônio de Sampaio, patrono da Infantaria.

Para saber mais: Socialismo.

Curiosidade

  • A Revolução Praieira ocorreu no mesmo ano das Revoluções de 1848, ou seja, de um conjunto de movimentos revolucionários europeus, conhecido como a “Primavera dos Povos”.