Celoma


Celoma é uma cavidade corporal dos animais caracterizados como triblásticos e que se localiza no interior da mesoderme. Todo revestido por tecido mesodérmico, o celoma é preenchido por um líquido chamado de fluído celômico.

O celoma surge no desenvolvimento embrionário e tem como principal função proporcionar espaço para alojar as vísceras dos animais.

Os animais que têm essa cavidade são chamados de celomados. São exemplos: os anelídeos (minhocas e sanguessugas), moluscos (polvos e caramujos) e os equinodermos (estrelas-do-mar e pepinos-do-mar).

Importa referir que nem todos os animais têm celoma e nem todas as cavidades apresentam-se da mesma forma. Vejamos como:

Animais Acelomados

Acelomados são aqueles que não possuem o celoma. A única parte vazia ou cavidade que o embrião desses animais têm é o arquêntero, de onde surge o sistema digestório.

Como animais acelomados, podemos citar os platelmintos (solitárias e tênias).

E os Animais Pseudocelomados?

Há, ainda, outro tipo: os pseudocelomados. São exemplos os nematelmintos (filárias e lombrigas).

Quando o celoma não é completamente revestido por mesoderme, ele é chamado de pseudoceloma. Seu nome vem de pseudo, o mesmo que falso.

Isso porque aqueles que são totalmente revestidos são os celomas ou celomas verdadeiros.

No caso dos pseudocelomas, apenas um dos seus lados é revisto de mesoderme, enquanto o outro, de endoderme.

Vale lembrar que somente os animais triblásticos (os que têm três folhetos germinativos: ectoderme, endoderme e mesoderme) podem ser celomados, acelomados ou pseudocelomados.

Resumindo:

  • Celoma: cavidade corporal completamente revestida por mesoderme.
  • Aceloma: não existe celoma, ou seja, a cavidade corporal não é revestida por mesoderme.
  • Pseudoceloma: uma parte da cavidade corporal é revestida por mesoderme e outra parte é revestida por endoderme.

Saiba tudo sobre o Reino Animal.