Trava-línguas infantis

Márcia Fernandes

Trava-língua é um jogo de palavras inseridas em frases curtas, rimadas e engraçadas. Fazem parte da cultura popular e são difíceis de serem recitados; daí o nome trava-língua.

Na medida em que traz uma série de benefícios no desenvolvimento das crianças, pode ser um recurso utilizado na educação infantil, auxiliando as crianças a melhorar a dicção brincando.

Trava-línguas fáceis e curtos

  1. A abelha abelhuda abelhudou as abelhas.
  2. Fala, arara loura. A arara loura falará.
  3. A babá boba bebeu o leite do bebê.
  4. Bagre branco, branco bagre.
  5. O bode bravo berra e baba na barba.
  6. O brinco da Bruna brilha.
  7. Casa suja, chão sujo. Chão sujo, casa suja.
  8. Catarina canta uma canção com Carina.
  9. A chave do chefe Chaves está no chaveiro.
  10. Dorme o gato, corre o rato e foge o pato.
  11. O seu Veiga come aveia e pão com manteiga.
  12. O tenente valente felizmente recebeu um presente.
  13. A faca afiada ficava no fundo do fogão.
  14. Com fé, vou a pé à Sé.
  15. A flora do seu Floripes vende flores frescas.
  16. O frasco francês está fresco e frio.
  17. O gato fugiu pro mato e pegou carrapato no ato.
  18. Se eu desligo, ficas no castigo comigo?
  19. Larga a tia, lagartixa. Lagartixa, larga a tia.
  20. José junta jabuticabas na jarra.
  21. O noivo doido endoidou a noiva doida.
  22. O pelo do peito do pé do Pedro é preto.
  23. Pedro pregou um prego na porta preta.
  24. O rato roeu a roupa do rei de Roma.
  25. Sabia que o sabiá sabia assobiar?
  26. O senhor Silva soou o sino cedo.
  27. Alô, o tatu taí? Não, o tatu não tá.
  28. Toco preto, porco fresco, corpo crespo.

Trava-línguas difíceis

  1. A Cuca cutuca o caqui, o Cuco cutuca a Cuca, a Cuca cutuca o Saci.
  2. A rã arranha a aranha, a aranha arranha a rã.
  3. Conta quantos contos contastes quando contavas contos.
  4. As manas ciganas Luciana e Ana passam a semana comendo banana.
  5. Digo e prossigo: o inimigo não se mete comigo.
  6. No ninho de mafagafos, sete mafagafinhos há.
  7. A pia pinga, o pinto pia. Quanto mais a pia pinga mais o pinto pia.
  8. Qual caqui que Cacá quer? Cacá quer qualquer caqui.
  9. Qual é o doce mais doce que o doce de batata doce?
  10. O tempo no templo é um passatempo e não um contratempo.
  11. Sardinha seca sem sal se seca sozinha ao sol.
  12. Depois da seresta, a senhora modesta bateu a testa na festa.
  13. Quando digo "Digo", digo "Digo", não digo "Diogo".
  14. O rato roeu a rolha redonda da garrafa de rum do rei da Rússia.
  15. Três pratos de trigo para três tigres tristes.

Leia também:

Trava-línguas super difíceis
Parlendas do folclore brasileiro

Márcia Fernandes
Márcia Fernandes
Professora, pesquisadora, produtora e gestora de conteúdos on-line. Licenciada em Letras pela Universidade Católica de Santos.