Ganga Zumba

Juliana Bezerra

Ganga Zumba (1638-1678) foi o primeiro rei do Quilombo dos Palmares, um dos muitos quilombos da era colonial no Brasil que servia como abrigo aos escravos fugitivos.

Biografia

Ganga Zumba era filho da princesa Aqualtune e irmão de Sabina, a mãe de Zumbi dos Palmares.

Nascido no Reino do Congo foi capturado e vendido como escravo no Brasil. Consegue fugir da fazenda com alguns companheiros e se dirigem para um dos mocambos, núcleos onde os negros refaziam sua vida ao escapar do cativeiro.

Cada mocambo era liderado por um parente ou chefe de confiança. Apesar de Ganga Zumba ter sido proclamado rei do lugar, as decisões importantes era tomadas por um colegiado, na presença de todos os líderes.

Isto era a reprodução da organização social que os negros conheciam na sua terra natal, Angola.

Ganga Zuma
Ilustração representando Ganga Zumba

Devido às fugas de escravos, sejam elas planejadas ou espontâneas, a população do quilombo cresce. Desta maneira, as investidas contra o quilombo aumentaram tanto no período de dominação holandesa quanto com os portugueses.

Sendo assim, era necessário acabar com o Quilombo dos Palmares para recuperar a mão de obra escrava e para que o exemplo não se espalhasse pela colônia.

Deste modo, Ganga Zumba enfrenta vários ataques derrotando os portugueses com o sistema de guerrilhas atacando-os pela retaguarda.

Também sofreu reveses que destruíram parte da produção agrícola dos mocambos. Numa dessas batalhas, alguns dos seus filhos e sobrinhos foram presos.

Em 1678, o governador Pedro de Almeida liberta alguns parentes que levam a Ganga Zumba uma proposta de paz. Os quilombolas se mudariam para o Vale do Cacaú e não deveriam aceitar mais escravos fugidos das fazendas.

A proposta divide os líderes dos mocambos no Quilombo dos Palmares. Vários líderes, como Zumbi, não aceitam o tratado e desejam continuar a lutar. Outros, cansados das batalhas, apoiam a Ganga Zumba.

Sem conseguir chegar à unanimidade, parte dos moradores decide abandonar o quilombo, enquanto outro grupo permanece ali. A liderança da comunidade, agora, é assumida por Zumbi.

Ao chegar no Vale do Cacaú, Ganga Zumba percebe que foi enganado. As terras não eram boas para o cultivo e os moradores não teriam direito a circular livremente, além de estarem vigiados.

A morte de Ganga Zumba é incerta. Alguns estudiosos afirmam que teria sido morto por um aliado de Zumbi, outros apontam que foram seus próprios liderados que o teriam assassinado. Igualmente, há quem sustente que ele suicidou-se ao se dar conta que tinha sido ludibriado pelo governador.

Curiosidades

  • A vida de Ganga Zumba foi transformada em filme por Cacá Diegues, em 1964. O roteiro se baseou no livro do historiador João Felício dos Santos que havia sido premiado pela Academia Brasileira de Letras.
  • O Quilombo dos Palmares era chamado de Angola Janga, "Angola Pequena" em bantu.

Leia mais:

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.