Ginástica acrobática

A ginástica acrobática consiste na execução de exercícios sem a utilização de aparelhos. Para realização dessa modalidade é necessário controle corporal, equilíbrio, força e flexibilidade.

Ginástica é uma palavra origem vem do grego "Gymnastike" e pode ser traduzida como algo relacionado à exercitar o corpo. O termo “Acrobática” tem sua origem do grego "Acrobates", cujo significado é ascensão.

Por isso, a ginástica acrobática é caracterizada pelos movimentos mão contra mão para execução de exercícios de equilíbrio, saltos e voos (projeção do ginasta).

História da ginástica acrobática

As origens da ginástica acrobática estão nas atividades circenses e de lazer no período da Antiguidade, principalmente por gregos, romanos, chineses e egípcios.

No Egito, por exemplo, escavações arqueológicas indicam a sua prática, através de pinturas ilustrativas, desde 2300 anos a.C.

A expansão dos movimentos acrobáticos pode ser observada na Idade Média, com a prática de movimentos acrobáticos em conjunto com recital de poesias e canções.

A visibilidade e crescimento de adeptos veio a iniciar no século XIX e se tornou mais próxima do que conhecemos hoje no final do século XX.

O desenvolvimento de esportes acrobáticos era bastante observado no leste europeu, principalmente na antiga União Soviética onde foi realizado o primeiro campeonato de esportes acrobáticos em 1939.

A Federação Internacional de Esportes Acrobáticos foi fundada em 1973 e no ano seguinte, em 1974, realizou-se em Moscovo o primeiro campeonato mundial da modalidade.

Vale ressaltar também que a ginástica acrobática ainda não faz parte dos esportes apresentados nos Jogos Olímpicos.

Saiba mais sobre a Ginástica.

Tipos de ginástica acrobática

Nas competições ocorrem as apresentações em pares (feminino, masculino e misto) e grupos (trio feminino e quadra masculina).

ginástica acrobática
Apresentação de um trio de Ginástica Acrobática

Objetivo dos juízes nos torneios é avaliar o nível de harmonia, execução com perfeição e o grau de complexidade dos movimentos.

Para que seja feita a demonstração de equilíbrio, em saltos e rotações, os componentes da equipe devem assumir as seguintes funções: base, intermédio e volante.

  • base: componente da base da estrutura, que efetua a posição mais estável para suportar e transportar o volante;
  • volante: componente que fica no topo da estrutura, que apresenta maior versatilidade;
  • intermédio: componente intermediário da estrutura, que mescla as características dos anteriores.

Confira na tabela a seguir as funções dos ginastas nas categorias de competição.

Categoria Composição
Dupla (feminina ou masculina) base e volante
Dupla (mista) base (homem) e volante (mulher)
Trio (feminino) base, intermédio e volante
Quarteto (masculino) base, dois intermédios e volante

Os movimentos realizados pelos ginastas dividem-se me estáticos e dinâmicos. Os movimentos estáticos são caracterizados pela execução de um exercício com uma posição de equilíbrio por pelo menos 3 segundos, já os movimentos dinâmicos realizam-se com a movimentação do volante.

A apresentação deve constar os movimentos técnicos: montes e desmontes. O monte representa a elevação do volante sem a perda de contato e o desmonte a perda de contato para execução da fase de voo.

Conheça também a Ginástica Artística e a Ginástica Rítmica.