Nilo Peçanha


Nilo Procópio Peçanha foi o sétimo presidente da República do Brasil, de 14 de junho de 1909 e 15 de novembro de 1910.

Nilo Peçanha foi eleito para ser ser vice de Afonso Pena (1847-1909) e quando este faleceu, assumiu o cargo presidencial, com 42 anos.

Biografia e Governo de Nilo Peçanha

Presidente Nilo Peçanha
Presidente Nilo Peçanha

Nilo Peçanha nasceu em 2 de outubro de 1867 em Campos, no Rio de Janeiro. Em 1887, graduou-se em Recife e ocupou diversos cargos políticos após fundar em 1888 o Partido Republicano Fluminense.

Foi deputado federal e senador até que renunciou para ocupar a Presidência. Está entre os signatários do Convênio de Taubaté.

Chegou em 1906, ao cargo de vice-presidente e assumiu a Presidência após a morte de Afonso Pena. Após a incursão como presidente, foi novamente deputado.

Tentou, sem sucesso, chegar à Presidência novamente. Chegou a ocupar o cargo de Senador pelo Rio de Janeiro, onde morreu em 31 de março de 1924.

Seu governo foi marcado pelo acirramento dos conflitos entre as oligarquias de São Paulo e Minas Gerais que praticavam a chamada política do café com leite.

No seu governo houve incentivo ao ensino técnico-profissional e a criação do SPI (Serviço de Proteção ao Índio), que depois foi transformado em autarquia e denominado Funai (Fundação Nacional do Índio).