Peptídeos e Ligações Peptídicas


Os peptídeos são biomoléculas formadas por dois ou mais aminoácidos. A união dos peptídeos ocorre através das ligações químicas covalentes, chamadas de ligações peptídicas. Alguns exemplos de peptídeos são: glutationa, galanina, ocitocina, bradicinina, amanitina, tireotrofina, colecistocinina, vasopressina e encefalina.

Aminoácidos

Antes de mais nada, vale lembrar que os aminoácidos são moléculas orgânicas formadas por um grupo amina - NH2 e um grupo carboxila – COOH, os quais são considerados as unidades básicas dos peptídeos e das proteínas.

Destarte, um conjunto de aminoácidos formam as proteínas, utilizado na síntese delas. São classificados em aminoácidos naturais e essenciais, donde o primeiro é sintetizado pelo próprio corpo e os outros são aqueles encontrados na natureza, ou seja, nos alimentos.

Proteínas

As proteínas são macromoléculas formadas pelo encadeamento de aminoácidos. São compostos extremamente importantes para o bom funcionamento do corpo sendo formadas basicamente de carbono, hidrogênio, nitrogênio e oxigênio.

De tal modo, os peptídeos são considerados pequenas proteínas, ou seja, são fragmentos de proteínas e portanto, são constituídos por números menores de aminoácidos em relação às proteínas.

Saiba também sobre a Estrutura das Proteínas.

Funções dos Peptídeos

Tal qual as proteínas, os peptídeos são compostos químicos que designam diversas funções essenciais para a vida, a saber:

  • Regula a atividade de vários sistemas
  • Auxilia na síntese de DNA
  • Transporte de aminoácidos
  • Metabolismo de fármacos e substâncias tóxicas
  • Regeneração celular
  • Efeito anti-inflamatório
  • Estimulação ou inibição do apetite
  • Estimula a produção de urina
  • Regula a atividade hormonal e dos neurotransmissores
  • Função imunológica
  • Antibióticos naturais

Ligação Peptídica

As ligações peptídicas são ligações químicas covalentes (ligações moleculares) que ocorrem entre dois ou mais peptídeos, através da reação entre um ácido carboxílico (-COOH) e um grupo amima (-NH2), liberando uma molécula de água (H2O) num processo denominado de síntese de desidratação. Assim, um hidrogênio (H) proveniente do grupo amina se une com uma hidroxila (-OH) do grupo carboxílico, formando a molécula de água.

Peptídeos e Ligações PeptídicasLigação Peptídica

Por outro lado, para quebrar ou desfazer uma ligação peptídica basta adicionar uma molécula de água que ocorrerá o processo inverso à desidratação, denominado de hidrólise.

Vale lembrar que os peptídeos são biomoléculas formadas por dois ou mais aminoácidos e a união de muitos peptídeos compõem as proteínas. Em resumo, as ligações peptídicas formam as proteínas, essenciais para o bom funcionamento do corpo.

Nomenclatura

De acordo com o número de aminoácidos presentes na molécula, os peptídeos são classificados em:

  • Dipeptídeo: formado por dois aminoácidos
  • Tripeptídeo: formado por três aminoácidos
  • Tetrapeptídeo: formado por quatro aminoácidos
  • Oligopeptídeo: de 4 até 50 aminoácidos
  • Polipeptídeo: formado por mais de 50 aminoácidos