Uso do Por que, Porquê, Por quê e Porque

Daniela Diana

Você costuma ter dúvidas da hora de usar os porquês, não é? Então, chegou ao lugar certo. O Toda Matéria vai fazer você entender de uma vez quando usar as formas por que, porquê, por quê e porque. Quer ver como é fácil?

  • Perguntas = por que
  • Respostas = porque
  • Perguntas no fim das frases = por quê
  • Substantivo = (o) porquê

Tirinha do 'Porque'

Na tirinha acima, o menino passou os 2 primeiros quadrinhos a errar o uso dos porquês, até que acertou em tudo no último. Ele teria acertado se tivesse usado assim:

Porque sim (no 1.º quadrinho), afinal é uma resposta.

Por que não? (no 2.º quadrinho), pois estamos diante de uma pergunta.

Quando usar Por que?

Em perguntas ou como pronome relativo, com o sentido de "por qual e "pelo qual".

"Por que" separado e sem acento é usado no início das frases interrogativas diretas ou no meio, no caso de frases interrogativas indiretas.

  • Por que ele não voltou mais?
  • Por que isto é tão caro?
  • Queria saber por que você não me telefonou ontem.

Quando usado no meio das frases, "por que" tem a função de pronome relativo. Pode ser substituído por "por qual e "pelo qual".

Exemplos:

  • O local por que passei é muito bonito. (O local por qual passei é muito bonito.)
  • A razão por que sobra sempre para mim, eu não sei. (A razão pela qual sobra sempre para mim, eu não sei.)
  • Não sei o motivo por que as pessoas têm dúvidas. (Não sei o motivo pelo qual as pessoas têm dúvidas.)

Quando usar Porquê?

Como um substantivo.

Grafado junto e com acento circunflexo significa “motivo” ou “razão”.

Aparece nas sentenças precedido de artigo, pronome, adjetivo ou numeral com objetivo de explicar o motivo dentro da frase.

Exemplos:

  • Não foi explicado o porquê de tanto barulho na noite de ontem.
  • Queria entender o porquê de isto estar acontecendo.
  • Você pode me explicar o porquê de tanta gente complicar algo fácil?

Quando usar Por quê?

Em perguntas no fim das frases.

Separado e com acento circunflexo é usado no fim das frases interrogativas diretas ou de maneira isolada. Antes de um ponto mantém o sentido interrogativo ou exclamativo.

Exemplos:

  • O almoço não foi servido por quê?
  • Andar a pé, por quê?
  • Não vai errar mais? Por quê?

Quando usar Porque?

Em respostas.

Grafado junto e sem acento é uma conjunção subordinativa causal ou coordenativa explicativa.

Pode ser substituído por palavras, como “pois”, ou pelas expressões “para que” e “uma vez que”.

Exemplos:

  • Não fui à escola ontem porque fiquei doente.
  • Leve o casaco porque está frio.
  • Não preciso de mais exemplos, porque já entendi.

Resumo

Uso dos porques

Dica de vídeo

Exercícios comentados

1. (Fuvest-SP) Assinale a frase gramaticalmente correta.

a) Não sei por que discutimos.
b) Ele não veio por que estava doente.
c) Mas porque não veio ontem?
d) Não respondi porquê não sabia.
e) Eis o porque da minha viagem.

Alternativa a: Não sei por que discutimos.

Trata-se de uma frase interrogativa indireta, logo devemos usar "por que" (sem acento e separado).

Correção das frases restantes:

b) Ele não veio porque estava doente. (resposta)
c) Mas por que não veio ontem? (pergunta)
d) Não respondi porque não sabia. (resposta)
e) Eis o porquê da minha viagem. (substantivo, o mesmo que "o motivo")

2. (UFV-MG) Assinale a única alternativa em que a expressão porque deve vir separada.

a) Em breve compreenderás porque tanta luta por um motivo tão simples.
b) Não compareci à reunião porque estava viajando.
c) Se o Brasil precisa do trabalho de todos é porque precisamos de um nacionalismo produtivo.
d) Ainda não se descobriu o porquê de tantos desentendimentos.
e) Choveu durante a noite, porque as ruas estão molhadas.

Alternativa a: Em breve compreenderás porque tanta luta por um motivo tão simples.

O correto é: Em breve compreenderás por que tanta luta por um motivo tão simples. Isso porque estamos diante de uma frase interrogativa indireta.

Nas alternativas "b", "c" e "e" o porque é usado como resposta.
Na alternativa "d" o porquê é usado com o mesmo sentido de motivo.

3. Preencha corretamente os espaços em branco usando por que, porque, porquê e por quê:

1. Não fui à aula ___ fiquei doente.

Não fui à aula porque fiquei doente. (resposta)

2. ___ você não me ouve?

Por que você não me ouve? (pergunta)

3. Estamos muitos próximos do ___ desse comportamento.

Estamos muitos próximos do porquê desse comportamento. (substantivo, o motivo)

4. Quando chegarmos, saberemos o ___ dessas dores.

Quando chegarmos, saberemos o porquê dessas dores. (substantivo, o motivo)

5. Você não vai à festa ___ está triste?

Você não vai à festa porque está triste? (resposta para o motivo de não ir à festa)

6. Você está triste ___?

Você está triste por quê? (pergunta no fim da frase)

7. ___ chegamos tão rápido?

Por que chegamos tão rápido? (pergunta)

8. Chegamos rápido ___ peguei um atalho.

Chegamos rápido porque peguei um atalho. (resposta)

9. O trânsito está lento ___ houve um acidente.

O trânsito está lento porque houve um acidente. (resposta)

10. Não entendo o ___ de você atormentar meu coração.

Não entendo o porquê de você atormentar meu coração. (substantivo, o motivo)

11. ___ você atormenta meu coração?

Por que você atormenta meu coração? (pergunta)

12. Esse enfeite quebrou. ___?

Esse enfeite quebrou. Por quê? (pergunta no fim da frase)

13. ___ esse enfeite quebrou?

Por que esse enfeite quebrou? (pergunta)

14. Esse enfeite quebrou ___ caiu no chão.

Esse enfeite quebrou porque caiu no chão. (resposta)

15. Não sei ___ você atormenta meu coração.

Não sei por que você atormenta meu coração. (pergunta indireta)

16. Concordo. Ainda assim, ___ não tentou esse método antes?

Concordo. Ainda assim, por que não tentou esse método antes? (pergunta)

Leia também sobre outras dúvidas de português:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.