Exercícios sobre o uso dos porques com gabarito comentado

Carla Muniz

Antes de fazer os exercícios, confira um resumo que vai ajudar você a compreender o uso correto dos "porques":

  • Por que: usado em início de perguntas, em perguntas indiretas e em retóricas. Também pode ser usado para ligar orações, podendo ser substituído por "pelo qual" e suas flexões.
  • Por quê: usado no fim de perguntas diretas.
  • Porque: usado em respostas; explicações.
  • Porquê: embora possa ser precedido de um pronome ou de um numeral, costuma ser usado depois do artigo "o" e do artigo "um", e é sinônimo de "motivo".

Agora que você já está por dentro do assunto, consolide o seu aprendizado através da prática:

Questão 1

____________ você chegou tão tarde?

a) Porquê
b) Por quê
c) Por que
d) Porque

Alternativa correta: c) Por que

No início de perguntas diretas, usa-se "por que" (separado e sem acento).

Questão 2

A professora queria saber o ____________ de ninguém ter feito o trabalho de casa.

a) porquê
b) por quê
c) por que
d) porque

Alternativa correta: a) porquê

A alternativa correta a preencher a lacuna é porquê (junto e com acento), pois tal lacuna é antecedida do artigo definido "o", e pode ser substituído pela palavra "motivo" sem que haja alteração de sentido na frase.

Questão 3

Identifique a alternativa correta:

a) Ele está chorando porquê?
b) Ele está chorando por quê?
c) Ele está chorando por que?
d) Ele está chorando porque?

Alternativa correta: b) Ele está chorando por quê?

No final de perguntas diretas, usa-se por quê (separado e com acento).

Questão 4

Acabei comprando a outra televisão ____________ era a mais barata.

a) porquê
b) por quê
c) por que
d) porque

Alternativa correta: d) porque

Porque (junto e sem acento) é utilizado em respostas/explicações e tem o mesmo sentido da conjunção "pois".

Questão 5

Não entendi o ____________ de todo esse auê.

a) porquê
b) por quê
c) por que
d) porque

Alternativa correta: a) porquê

Observe que o uso do artigo definido "o" antes da lacuna a ser preenchida é um indicativo de que a frase deve ser completada com porquê (junto e com acento). Ele tem a função de substantivo e, se substituído pela palavra "motivo", o significado da frase não muda.

Questão 6

Identifique a alternativa incorreta:

a) Perguntei ao meu filho porquê ele chorava.
b) Perguntei ao meu filho por quê ele chorava.
c) Perguntei ao meu filho por que ele chorava.
d) Perguntei ao meu filho porque ele chorava.

Alternativa correta: c) Perguntei ao meu filho por que ele chorava.

Embora não termine com um ponto de interrogação, a frase apresentada consiste em uma pergunta indireta.
Por que (separado e sem acento) é usado no início de perguntas diretas, em perguntas indiretas ou em retóricas.

Questão 7

____________ você não gosta da irmã dela?

a) Porque
b) Por que
c) Por quê
d) Porquê

Alternativa correta: b) Por que

No início de perguntas diretas, usa-se a palavra "por que" (separado e sem acento).

Questão 8

Fomos nós que pintamos as paredes ____________ não tínhamos como pagar um pintor.

a) porque
b) porquê
c) por que
d) por quê

Alternativa correta: a) porque

Quando uma resposta ou uma explicação indica a causa ou a razão de alguma coisa, utiliza-se a palavra porque (junto e sem acento), que é um sinônimo da conjunção "pois".

Questão 9

Faça a correspondência entre as colunas:

( a ) porque
( b ) porquê
( c ) por que
( d ) por quê

( ) utilizado no início de perguntas, em perguntas indiretas ou em retóricas. Também pode ser usado com o sentido de "pelo qual" para ligar orações
( ) utilizado no fim de perguntas diretas
( ) utilizado em respostas; explicações
( ) embora possa ser precedido de pronome ou numeral, geralmente é usado depois do artigo "o" ou do artigo "um", e pode ser substituído pelo sinônimo "motivo"

Resposta correta:

( c ) utilizado no início de perguntas, em perguntas indiretas ou em retóricas. Também pode ser usado com o sentido de "pelo qual" para ligar orações
( d ) utilizado no fim de perguntas diretas
( a ) utilizado em respostas; explicações
( b ) embora possa ser precedido de pronome ou numeral, geralmente é usado depois do artigo "o" ou do artigo "um", e pode ser substituído pelo sinônimo "motivo"

Confira abaixo uma frase de exemplo que ilustra cada um dos usos dos “porques”:

  • Desistimos de ir à praia porque o tempo mudou. - explicação; resposta
  • O motivo por que deixei de falar com ela é pessoal. - liga duas orações; pode ser substituído por “pelo qual”
  • Depois de ouvir a proposta pensei: e por que não? - retórica
  • Não entendi por que ele faltou. - pergunta indireta
  • Você não lavou a louça por quê? - fim de pergunta direta
  • Por que você não convidou a Natália para a festa? - início de pergunta direta
  • Queria entender o porquê de todo esse drama. - sinônimo de “motivo”; usado depois do artigo “o” ou do artigo ”um”

Questão 10

Nas frases abaixo, substitua as palavras sublinhadas por “porque”, “porquê”, “por que” ou “por quê”

1. Por qual razão você faltou no dia da prova?
2. Não vamos viajar uma vez que não temos dinheiro.
3. Este é o motivo de eu não gostar de frequentar a casa deles.
4. Vocês terminaram por qual razão?
5. Compartilhei com ela o problema pelo qual estou passando.
6. Não sei por qual motivo ele ficou chateado.

Resposta correta:

1. Por que você faltou no dia da prova?
2. Não vamos viajar porque não temos dinheiro.
3. Este é o porquê de eu não gostar de frequentar a casa deles.
4. Vocês terminaram por quê?
5. Compartilhei com ela o problema por que estou passando.
6. Não sei por que ele ficou chateado.

Conforme você pôde observar nas frases acima, os “porques” podem ser substituídos por determinadas outras palavras ou locuções que mantêm o sentido das frases.

Confira abaixo uma tabela com essa correspondência:

porque pois
por que (início de pergunta; pergunta retórica; pergunta indireta)

por qual motivo; por qual razão

por que (quando liga orações) pelo qual
porquê motivo
por quê (fim de pergunta direta) por qual motivo; por qual razão

Veja também: Uso do Por que, Porquê, Por quê e Porque

Carla Muniz
Carla Muniz
Professora, lexicógrafa, tradutora, produtora de conteúdos e revisora. Licenciada em Letras (Português, Inglês e Literaturas) pelas Faculdades Integradas Simonsen, em 2002.