Encontros Vocálicos

Márcia Fernandes
Márcia Fernandes
Professora licenciada em Letras

Encontros vocálicos são encontros de vogais ou semivogais, sem consoantes intermediárias.

Eles acontecem na mesma ou em outra sílaba e são classificados em: ditongo, tritongo e hiato.

Isso quer dizer que quando vogais ou semivogais (sons vocálicos ditos com menos força) aparecem umas ao lado das outras numa palavra, acontece um encontro vocálico. Se uma consoante aparecer entre as vogais ou semivogais, elas deixam de estar juntas e não ocorre o encontro vocálico.

Exemplos: lua, madeira, Uruguai.

Nos hiatos, ocorre apenas o encontro de vogais (nunca de semivogais), e quando fazemos a separação das suas sílabas, cada vogal fica numa sílaba diferente. Exemplos: álcool (ál-co-ol), navio (na-vi-o), sda (sa-í-da).

Nos ditongos, ocorre o encontro de uma vogal com uma semivogal, e quando fazemos a separação das suas sílabas, as duas ficam na mesma sílaba. Exemplos: papai (pa-pai), oi (a palavra "oi" não se separa), sabão (sa-bão).

Nos tritongos, ocorre o encontro semivogal, vogal e semivogal (sempre nessa ordem), e quando fazemos a separação das suas sílabas, as três ficam na mesma sílaba. Exemplos: iguais (i-guais), saguão (sa-guão), uruguaio (u-ru-guai-o).

Ditongo Tritongo Hiato
Encontro de uma vogal com uma semivogal na mesma sílaba. Encontro semivogal, vogal e semivogal (sempre nessa ordem) na mesma sílaba. Encontro de duas vogais (nunca de semivogais) em sílabas diferentes.

papai (pa-pai)

oi (a palavra "oi" não se separa)

sabão (sa-bão)

iguais (i-guais)

saguão (sa-guão)

uruguaio (u-ru-guai-o).

álcool (ál-co-ol)

navio (na-vi-o)

sda (sa-í-da)

Ditongo

Ditongo é o encontro vocálico em que uma vogal e uma semivogal ficam juntas, mesmo quando se faz a separação de sílabas. Exemplos: céu (céu), tranquilo (tran-qui-lo), boi (boi).

De acordo com a posição da vogal e da semivogal, os ditongos podem ser: crescentes ou decrescentes.

Ditongos crescentes são aqueles em que a semivogal vem antes da vogal (sv + v). Exemplos: igual (i-gual), quota (quo-ta), pátria (pá-tria).

Ditongos decrescentes são aqueles em que a vogal vem antes da semivogal (v + sv). Exemplos: meu (meu), herói (he-rói), cai (cai).

De acordo com a pronúncia, os ditongos podem ser orais ou nasais.

Ditongos orais são os pronunciados apenas pela boca. É o caso de ai, ia, iu, ui, eu, éu, ue, ei, éi, ie, oi, ói, io, au, ua, ao, oa, ou, uo, oe, eo, ea. Exemplos: mau (mau), sei (sei), viu (viu).

Ditongos nasais são os pronunciados pela boca e pelo nariz. É o caso de ão, ãe, õe, am, an, em, en, ãi, ui (ocorre apenas na palavra "muito"). Exemplos: mãe (mãe), levem (le-vem), muito (mui-to).

Palavras com ditongo

  • automóvel (au-to-mó-vel)
  • boi (boi)
  • cai (cai)
  • céu (céu)
  • deus (deus)
  • eu (eu)
  • frequente (fre-quen-te)
  • gratuito (gra-tui-to)
  • herói (he-rói)
  • igual (i-gual)
  • jeito (jeito)
  • levem (le-vem)
  • madeira (ma-dei-ra)
  • mãe (mãe)
  • mau (mau)
  • meu (meu)
  • muito (mui-to)
  • noite (noi-te)
  • oi (oi)
  • outro (ou-tro)
  • papai (pa-pai)
  • pátria (pá-tria
  • quota (quo-ta)
  • respeito (res-pei-to)
  • sabão (sa-bão)
  • sei (sei)
  • tranquilo (tran-qui-lo)
  • viu (viu)

Tritongo

Tritongo é o encontro vocálico em que semivogal + vogal + semivogal ficam juntas, mesmo quando se faz a separação de sílabas. Exemplos: Uruguai (U-ru-guai), saguão (sa-guão), enxaguam (en-xa-guam).

Os tritongos podem ser orais ou nasais.

Tritongos orais são os pronunciados apenas pela boca. Exemplos: Paraguai (Pa-ra-guai), enxaguei (en-xa-guei), iguais (i-guais).

Tritongos nasais são os pronunciados pela boca e pelo nariz. As consoantes "m" e "n" podem acompanhar os tritongos. Quando isso acontecer, os tritongos são classificados como tritongos nasais. Exemplos: quão (quão), saguões (sa-guões), enxaguem (en-xa-guem).

Palavras com tritongo

  • apaziguou (a-pa-zi-guou)
  • desaguou (de-sa-guou)
  • enxaguam (en-xa-guam)
  • enxaguei (en-xa-guei)
  • enxaguem (en-xa-guem)
  • iguais (i-guais)
  • minguem (min-guem)
  • Paraguai (Pa-ra-guai)
  • paraguaio (pa-ra-guai-o)
  • quais (quais)
  • quão (quão)
  • saguão (sa-guão)
  • saguões (sa-guões)
  • Uruguai (U-ru-guai)
  • uruguaio (u-ru-guai-o);
  • uruguaiano (u-ru-guai-a-no)

Hiato

Hiato é o encontro vocálico em que duas vogais aparecem juntas numa palavra, mas ficam em sílabas diferentes quando se faz a separação de sílabas. Exemplos: raiz (ra-iz), Saara (Sa-a-ra), país (pa-ís).

Palavras com hiato

  • afiado (a-fi-a-do)
  • águia (á-gui-a)
  • álcool (ál-co-ol)
  • baú (ba-ú)
  • coelho (co-e-lho)
  • dia (di-a)
  • elogio (e-lo-gi-o)
  • faísca (fa-ís-ca)
  • gênio (gê-ni-o)
  • hiato (hi-a-to)
  • iate (i-a-te)
  • juiz (ju-iz)
  • karaokê (ka-ra-o-kê)
  • leão (le-ão)
  • lua (lu-a)
  • moeda (mo-e-da)
  • navio (na-vi-o)
  • oceano (o-ce-a-no)
  • país (pa-ís)
  • quieto (qui-e-to)
  • raiz (ra-iz)
  • Saara (Sa-a-ra)
  • saída (sa-í-da)
  • tio (ti-o)
  • unicórnio (u-ni-cór-ni-o)
  • voo (vo-o)
  • zoológico (zo-o-ló-gi-co)

Atenção!

Os ditongos e os tritongos não se separam, somente os hiatos.

Encontros vocálicos e consonantais

Os encontros vocálicos são o encontro de vogais ou semivogais, sem consoantes entre elas. Exemplos: mãe, poeta, piada.

Os encontros vocálicos são classificados em ditongo, tritongo e hiato.

Os encontros consonantais são a sequência de duas ou mais consoantes, sem a presença de vogais entre elas. Exemplos: Brasil, cacto, flor, objetivo, psicologia.

Os encontros consonantais podem ser separáveis ou inseparáveis.

Encontros consonantais separáveis: quando a palavra é separada, as consoantes ficam mesma sílaba. Exemplos: advogado (ad-vo-ga-do), sorte (sor-te), torta (tor-ta).

Encontros consonantais inseparáveis: quando a palavra é separada, as consoantes ficam em sílabas diferentes. Exemplos: blusa (blu-sa), livro (li-vro), trem (trem).

Leia também: Vogal, semivogal e consoante e Separação de sílabas.

Exercícios de encontros vocálicos

1. Classifique os encontros vocálicos abaixo:

a) saguão

tritongo (sa-guão)

b) lua

hiato (lu-a)

c) delinquiu

tritongo (de-lin-quiu)

d) mau

ditongo (ma-u)

e) ruim

hiato (ru-im)

2. Separe os ditongos em crescentes e decrescentes.

a) pai

ditongo decrescente (pai: vogal "a" + semivogal "i")

b) linguiça

ditongo crescente (lin-gui-ça: semivogal "u" + vogal "i")

c) frequente

ditongo crescente (fre-quen-te: semivogal "u" + vogal "e")

d) moita

ditongo decrescente (moi-ta: vogal "o" + semivogal "i")

e) sério

ditongo crescente (sé-rio: semivogal "i" + vogal "o")

3. (Fasp) Indique a alternativa cuja sequência de vocábulos apresenta, na mesma ordem, o seguinte: ditongo, hiato, hiato, ditongo:

a) jamais, Deus, luar, daí
b) joias, fluir, jesuíta, fogaréu
c) ódio, saguão, leal, poeira
d) quais, fugiu, caiu, história

Alternativa b: joi-as (ditongo), flu-ir (hiato), je-su-í-ta (hiato), fo-ga-réu (ditongo)

Quanto às alternativas restantes:

a) ja-mais (ditongo), Deus (ditongo), lu-ar (hiato), da-í hiato)
c) ó-dio (ditongo), sa-guão (tritongo), le-al (hiato), po-ei-ra (hiato, em "o-e", e ditongo, em "ei")
d) quais (tritongo), fu-giu (ditongo), ca-iu (ditongo, em "iu", e hiato, em "a-i"), his-tó-ria (ditongo)

Márcia Fernandes
Márcia Fernandes
Professora, pesquisadora, produtora e gestora de conteúdos on-line. Licenciada em Letras pela Universidade Católica de Santos.