Linguística

Daniela Diana

A linguística é uma ciência que tem como objeto de estudo a linguagem e suas manifestações.

Os estudos da linguística estão divididos em fonética, fonologia, sintaxe, semântica, pragmática e estilística. Há ainda três áreas relacionadas: lexicologia, terminologia e filologia.

No Brasil, existem diversas faculdades de linguística. Os linguistas são as pessoas formadas nessa área que investigam a linguagem verbal, suas manifestações, evoluções e gramática. Além disso, eles estudam as línguas e sua relação com outros idiomas.

Introdução à Linguística

A linguística estuda a linguagem verbal humana e, portanto, ela possui métodos de aprofundamento para compreender as manifestações da fala.

A observação é uma das metodologias utilizada para analisar as variações linguísticas que acontecem, na maior parte, na linguagem oral em diferentes contextos.

Isso porque o linguista pretende compreender o porquê e onde ocorrem essas variações em detrimento da norma culta.

Assim, depois da observação minuciosa da língua e dos aspectos da fala, o linguista coleta, organiza e analisa essas informações. E, por fim, se debruça nas teses de estudiosos sobre o tema.

Para além disso, a linguística pode se apoiar em outras áreas como a sociologia, psicologia, etnografia, neurologia, etc. Com isso, é possível expandir a área da linguística, por exemplo em etnolinguística, sociolinguística, psicolinguística, neurolinguística, etc.

Ao considerar o viés metodológico e sua fundamentação teórica podemos considerar algumas caracterizações dessa ciência.

Linguística Geral

Como o próprio nome indica, essa área da linguística engloba de maneira geral todas as ferramentas de análise, além dos conceitos que são trabalhados por essa ciência. Assim, sem muito aprofundamento, ela oferece um panorama mais geral da disciplina.

Ferdinand Sausurre foi o precursor dos estudos linguísticos e as aulas que ministrou foram reunidas pelos seus alunos na obra “Curso de Linguística Geral”.

Os principais temas abordados pelo estudioso foram: língua, fala, signo linguístico, significante, significado, sintagma, sincronia e diacronia.

Linguística Aplicada

Na linguística aplicada o foco de estudo está para solucionar os problemas que surgem em relação ao ensino das diferentes línguas e da tradução de textos. Além disso, ela também propõe resolver alguns distúrbios relacionados com a linguagem.

Obs: Para além dessa categorização, a linguística pode ter um foco de análise sincrônico ou diacrônico.

Linguística Sincrônica

Também chamada de linguística descritiva, nesse viés metodológico diversas falas são observadas ao mesmo tempo, ou seja, numa determinada fase. Ela está intimamente relacionada com a linguística teórica que oferece modelos teóricos sobre a área.

Linguística Diacrônica

Também chamada de linguística histórica, nesse foco de análise, as manifestações linguísticas são observadas ao longo do tempo. Assim, ela estuda as mudanças que ocorrem através do tempo.

Linguística Textual

A linguística textual contempla a análise de textos com foco no processo comunicativo estabelecido entre o escritor e o leitor do texto.

Um dos principais conceitos dessa vertente é a coesão textual. Ela é analisada por diversos fatores de textualidade dos quais merecem destaque: a intertextualidade, a situacionalidade e a informatividade.

Leia também:

Principais Pensadores

  • Ferdinand de Saussure (1857-1913): linguista suíço e fundador da linguística moderna. Seus estudos foram fundamentais para a autonomia da área.
  • Noam Chomsky (1928-): linguista e filósofo estadunidense considerado o “pai da linguística moderna”. Seus estudos sobre cognição foram essenciais para o avanço na área da psicologia cognitiva.
  • Roman Jakobson (1896-1982): linguista russo, considerado um dos maiores linguistas do século XX. Seus estudos focaram na comunicação e na análise estrutural da linguagem.
  • Charles Sanders Peirce (1839-1914): linguista e filósofo estadunidense. Seus estudos foram essenciais para o avanço da semiótica e da filosofia.

Leia também:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.