Questões sobre Simbolismo

Daniela Diana

Teste seus conhecimentos sobre o movimento simbolista, o simbolismo no Brasil e o simbolismo em Portugal, com 15 exercícios comentadas sobre o tema.

Questão 1

Entre as principais características do simbolismo estão:

a) objetivismo, otimismo, religiosidade.
b) subjetivismo, pessimismo e misticismo.
c) misticismo, individualismo e objetivismo.
d) cientificismo, racionalismo e otimismo.
d) subjetivismo, racionalismo e materialismo

Alternativa correta: b) subjetivismo, pessimismo e misticismo.

O simbolismo foi um movimento literário que surgiu no final do século XIX na França. Oposto ao racionalismo, materialismo e cientificismo, teve como principais características a valorização do eu, o subjetivismo, o pessimismo, o misticismo, o espiritualismo e a religiosidade.

Questão 2

Os principais escritores do simbolismo brasileiro foram:

a) Cruz e Souza e Alphonsus de Guimaraens.
b) Augusto dos Anjos e Teófilo Dias.
c) Olavo Bilac e Alberto de Oliveira.
d) Raimundo Correia e Aluísio de Azevedo.
e) Rubem Braga e Adolfo Caminha

Alternativa correta: a) Cruz e Souza e Alphonsus de Guimaraens.

O simbolismo no Brasil tem início em 1893 com a publicação das obras "Missal" e "Broquéis", de Cruz e Souza. Ao lado de Cruz e Souza, Alphonsus de Guimarães foi um dos principais poetas do momento.

Leia mais sobre o Simbolismo no Brasil.

Questão 3

Algumas das características presentes na linguagem do simbolismo são:

a) objetividade, clareza e cultismo.
b) dualidade, formalidade e inexpressividade.
c) expressividade, objetividade e clareza.
d) subjetividade, formalidade e conceptismo.
e) subjetividade, musicalidade, imprecisão.

Alternativa correta: e) subjetividade, musicalidade, imprecisão.

A linguagem do simbolismo está repleta de subjetividade, onde há grande valorização do “eu”. Dessa maneira, os escritores simbolistas utilizaram figuras de linguagem com o intuito de reforçar a expressividade das palavras, além de trazer mais musicalidade e toques sensoriais à linguagem.

Com um tom libertário, a linguagem simbolismo é criativa, transcendental e apresenta diversas imprecisões, as quais são criadas de maneira proposital pelos escritores do movimento. Os temas mais explorados são oníricos, religiosos, sensuais, amorosos, espirituais e místicos.

Questão 4

Qual das alternativas abaixo preenche corretamente a lacuna?

“Em Portugal, o simbolismo surge com a publicação da obra Oaristos (1890), de Eugênio de Castro. Além dele, _________ tiveram grande destaque na poesia simbolista.”

a) Camilo Castelo Branco e Fernando Pessoa
b) Padre Antônio Vieira e Bocage
c) Antônio Nobre e Camilo Pessanha
d) Almeida Garret e Alexandre Herculano
e) Antero de Quental e Eça de Queirós

Alternativa correta: c) Antônio Nobre e Camilo Pessanha

Ao lado de Eugênio de Castro, estavam os poetas simbolistas Antônio Nobre e Camilo Pessanha. Antônio Nobre, autor de "Torres", possui uma obra marcada pelo pessimismo, subjetivismo e egocentrismo.

Igualmente, Camilo Pessanha produziu uma obra repleta de subjetividade e pessimismo, marcantes características do simbolismo. Pessanha, autor de "Clepsidra", é considerado um dos maiores poetas do simbolismo português.

Saiba mais sobre o Simbolismo em Portugal.

Questão 5

O movimento simbolista, surgido no final do século XIX, teve início na França com a publicação da obra “As Flores do Mal” (1857) do escritor francês

a) Marcel Proust
b) Victor Hugo
c) Émile Zola
d) Charles Baudelaire
e) Marquês de Sade

Alternativa correta: d) Charles Baudelaire

Charles Baudelaire foi um dos precursores do simbolismo na França. Ele escreveu diversas obras, sendo "As Flores do Mal", um marco da poesia simbolista.

Com características simbolistas, tais quais o pessimismo, o sensualismo e a presença de musicalidade, nessa obra, Baudelaire aborda sobre temas relacionados com o amor, a morte, o erotismo, o tédio e o tempo.

Leia mais sobre a vida de Charles Baudelaire.

Questão 6

O simbolismo surge na França no fim do século XIX em oposição ao

a) Romantismo
b) Parnasianismo
c) Barroco
d) Realismo
e) Modernismo

Alternativa correta: d) Realismo

Oposto ao movimento realista que prezava o materialismo, o cientificismo e o racionalismo, o simbolismo tem início no fim do século XIX. Ele surge como uma forma de negar a realidade objetiva explorada pelo movimento anterior do realismo. Assim, renascem os ideais espiritualistas e místicos repletos de subjetivismo.

Desse modo, a linguagem do simbolismo apresenta-se vaga e imprecisa com uso de figuras de linguagem (metáfora, sinestesia, aliteração, assonância e onomatopeia), tornando-se mais fluida, musical, sensorial e transcendental.

Na poesia simbolista, os principais temas de interesse são relativos à religiosidade, pessimismo, loucura, sonho, misticismo, mistério, sensualidade, dentre outros.

Veja também sobre a Linguagem do Simbolismo.

Questão 7

(FGV-2005) Assinale a alternativa INCORRETA a respeito do Simbolismo:

a) Utiliza o valor sugestivo da música e da cor.
b) Dá ênfase a imaginação e à fantasia.
c) Procura a representação da realidade do subconsciente.
d) É uma atitude objetiva, em oposição ao subjetivismo dos parnasianos.
e) No Brasil, produziu, entre outras, a poesia de Cruz e Sousa e, em Portugal, a de Antônio Nobre.

Alternativa correta: d) É uma atitude objetiva, em oposição ao subjetivismo dos parnasianos.

Com o uso de figuras de linguagem, a poesia simbolista torna-se musical e sinestésica, dando lugar à fantasia, à subjetividade e ao misticismo. Os temas mais recorrentes estão relacionados com a religiosidade, os sonhos, o pessimismo, a loucura e o mistério.

No Brasil, o movimento simbolista teve como principais representantes Cruz e Souza (1861-1898) e Alphonsus de Guimaraens (1870-1921).

Já em Portugal, merecem destaque os poetas: Camilo Pessanha (1867-1926), Eugênio de Castro (1869-1944) e Antônio Nobre (1867-1900)

Veja também: Parnasianismo e Simbolismo.

Questão 8

(UFAM-2009) Assinale a afirmativa que NÃO se refere de modo correto ao Simbolismo:

a) Surgido da inteligência européia, afirmou-se como uma oposição vigorosa ao triunfo do fato e das coisas sobre o sujeito.
b) É uma reação às correntes analíticas e a estilos literários objetivos que proliferaram na segunda metade do século XIX.
c) Os cultores desse estilo tinham a aspiração de integrar a poesia na vida cósmica, privilégio que tradicionalmente coube à religião e à filosofia.
d) As posturas estéticas do período almejavam a apreensão direta de valores transcendentais, como o Bem, o Verdadeiro, o Sagrado.
e) Converge para ideais anti-românticos, abrindo caminho para o exercício de uma outra linguagem, mais aderente aos sentidos e aos objetos.

Alternativa correta: e) Converge para ideais anti-românticos, abrindo caminho para o exercício de uma outra linguagem, mais aderente aos sentidos e aos objetos.

O simbolismo surge na Europa em finais do século XIX como reação ao materialismo e ao cientificismo. Além disso, vai contra os ideais objetivistas da escola anterior, o realismo.

Assim, esse movimento passa a ser a rejeição ao mecanicismo por meio do sonho, da tendência cósmica e do absoluto.

Foi dessa maneira que a retomada de elementos românticos na poesia simbolista torna-se notória com a exploração de temas como o pessimismo, a frustração, o medo, o amor, a sensualidade, a desilusão e o sonho (universo onírico).

Além desses temas, os simbolistas fazem da poesia uma espécie de religião, onde são explorados motivos religiosos, espirituais e sagrados.

Questão 9

(PUC-PR 2009) Assinale o que for INCORRETO a respeito da estética simbolista e da poesia de Cruz e Sousa.

a) Os poetas simbolistas se opunham ao objetivismo cientificista dos realistas/naturalistas.
b) Cruz e Sousa é o maior representante da estética simbolista no país. Porém, nas primeiras décadas do século XX, observa-se urna grande expansão do Simbolismo no Sul do Brasil, sendo o Paraná um dos estados com maior número de manifestações poéticas dessa escola, seja pelas revistas que foram criadas, seja pelos poetas que foram revelados.
c) Verifica-se na estética simbolista o culto à musicalidade do poema, em sintonia com a busca pela espiritualidade, um dos temas predominantes na poesia de Cruz e Sousa.
d) O Simbolismo brasileiro recupera de modo inequívoco os procedimentos e os temas do Romantismo, valorizando o sentimento nacionalista e as ideias abolicionistas.
e) Para os simbolistas, a poesia, experiência transcendente, é uma forma pela qual se alcança o sentido oculto das coisas e das vivências.

Alternativa correta: d) O Simbolismo brasileiro recupera de modo inequívoco os procedimentos e os temas do Romantismo, valorizando o sentimento nacionalista e as ideias abolicionistas.

Oposto ao movimento anterior do realismo, o simbolismo surge em finais do século XIX na Europa com a proposta de explorar a subjetividade e a individualidade do ser humano.

Com o uso de figuras de linguagem (sinestesia, metáfora, assonância, aliteração, onomatopeia), as obras desse momento apresentam uma linguagem mais musical e sensitiva.

Diante disso, a valorização do “eu”, visto nos ideais românticos, é retomado mediante a exploração de temas como o amor, o pessimismo, as frustrações.

Ainda que as ideias abolicionistas foram exploradas, por exemplo, pelo poeta Cruz e Souza, não há vestígios do sentimento nacionalista, associado à exaltação dos valores nacionais, típicos da primeira geração romântica.

Além disso, temas relativos à religião, espiritualidade, misticismo e transcendentalismo foram explorados pelos poetas do simbolismo.

No Brasil, o movimento do Simbolismo começa em 1893 com a publicação de “Missal” (prosa) e “Broquéis”, obras de Cruz de Souza. Filho de ex-escravos, esse poeta nasceu em Florianópolis, capital de Santa Catarina, no sul do país, onde o movimento teve grande adesão.

Sua obra é marcada pela subjetividade, musicalidade e espiritualidade com temáticas individualistas, pessimistas, amorosas, satânicas, místicas, religiosas e sensuais.

Saiba mais sobre os Autores do Simbolismo Brasileiro.

Questão 10

(Unificado-RS)

Nasce a manhã, a luz tem cheiro... Ei-la que assoma
Pelo ar sutil... Tem cheiro a luz, a manhã nasce...
Oh sonora audição colorida do aroma!

A linguagem poética, em todas as épocas, foi e é simbólica; o Simbolismo recebeu esse nome por levar essa tendência ao paroxismo.

Os versos acima atestam essa exuberância, pela fusão de imagens auditivas, olfativas e visuais, constituindo rico exemplo de:

a) eufemismo
b) polissíndeto
c) sinestesia
d) antítese
e) paradoxo

Alternativa correta: c) sinestesia

A sinestesia é uma figura de linguagem que se enquadra nas denominadas figuras de palavras. Ela estabelece uma relação entre os diferentes planos sensoriais, sendo, portanto, uma mistura de sensações relacionadas aos sentidos (tato, audição, olfato, paladar e visão).

No trecho acima, temos como exemplo dessa mistura o último verso: “Oh sonora audição colorida do aroma!" que relaciona a audição (sonora audição) com a visão (colorida) e o olfato (aroma). Outro exemplo é no trecho do primeiro verso “a luz tem cheiro” onde a visão se mistura com o olfato.

Leia tudo sobre as Características do Simbolismo.

Questão 11

(Enem-2009)

Cárcere das almas

Ah! Toda a alma num cárcere anda presa,
Soluçando nas trevas, entre as grades
Do calabouço olhando imensidades,
Mares, estrelas, tardes, natureza.

Tudo se veste de uma igual grandeza
Quando a alma entre grilhões as liberdades
Sonha e, sonhando, as imortalidades
Rasga no etéreo o Espaço da Pureza.

Ó almas presas, mudas e fechadas
Nas prisões colossais e abandonadas,
Da Dor no calabouço, atroz, funéreo!

Nesses silêncios solitários, graves,
que chaveiro do Céu possui as chaves
para abrir-vos as portas do Mistério?!

CRUZ E SOUSA, J. Poesia completa. Florianópolis: Fundação Catarinense de Cultura / Fundação Banco do Brasil, 1993.

Os elementos formais e temáticos relacionados ao contexto cultural do Simbolismo encontrados no poema Cárcere das almas, de Cruz e Sousa, são

a) a opção pela abordagem, em linguagem simples e direta, de temas filosóficos.
b) a prevalência do lirismo amoroso e intimista em relação à temática nacionalista.
c) o refinamento estético da forma poética e o tratamento metafísico de temas universais.
d) a evidente preocupação do eu lírico com a realidade social expressa em imagens poéticas inovadoras.
e) a liberdade formal da estrutura poética que dispensa a rima e a métrica tradicionais em favor de temas do cotidiano.

Alternativa correta: c) o refinamento estético da forma poética e o tratamento metafísico de temas universais.

O soneto do poeta brasileiro simbolista Cruz de Souza utiliza uma linguagem formal para abordar um tema universal que é o sofrimento humano.

Vale lembrar que o soneto é uma forma fixa formada de dois quartetos e dois tercetos que foi muito utilizada na poesia simbolista.

Questão 12

(Enem-2014)

Vida obscura

Ninguém sentiu o teu espasmo obscuro,
ó ser humilde entre os humildes seres,
embriagado, tonto de prazeres,
o mundo para ti foi negro e duro.

Atravessaste no silêncio escuro
a vida presa a trágicos deveres
e chegaste ao saber de altos saberes
tornando-te mais simples e mais puro.

Ninguém te viu o sentimento inquieto,
magoado, oculto e aterrador, secreto,
que o coração te apunhalou no mundo,

Mas eu que sempre te segui os passos
sei que cruz infernal prendeu-te os braços
e o teu suspiro como foi profundo!

SOUSA, C. Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1961.

Com uma obra densa e expressiva no Simbolismo brasileiro, Cruz e Sousa transpôs para seu lirismo uma sensibilidade em conflito com a realidade vivenciada. No soneto, essa percepção traduz-se em

a) sofrimento tácito diante dos limites impostos pela discriminação.
b) tendência latente ao vício como resposta ao isolamento social.
c) extenuação condicionada a uma rotina de tarefas degradantes.
d) frustração amorosa canalizada para as atividades intelectuais.
e) vocação religiosa manifesta na aproximação com a fé cristã.

Alternativa correta: a) sofrimento tácito diante dos limites impostos pela discriminação.

Cruz e Souza foi o maior representante do simbolismo no Brasil. Filho de ex-escravos, o poeta sofreu discriminação e grande parte de sua poesia é reflexo disso.

No trecho acima, podemos notar o sofrimento do negro “vida presa a trágicos deveres” e, por isso, trata-se um sentimento tácito (que não está expresso formalmente; está implícito, subentendido) que o eu-poético vive pela discriminação.

Em muitas partes do soneto, podemos notar o uso de termos relacionados com esse universo da cor: “espasmo obscuro”; “mundo foi negro”; “silêncio escuro”.

Leia sobre a vida e obra de Cruz e Souza.

Questão 13

(PUC-RS)

Hão de chorar por ela os cinamomos,
Murchando as flores ao tombar do dia.
Dos laranjais hão de cair os pomos,
Lembrando-se daquela que os colhia.

Uma das linhas temáticas da poesia de Alphonsus de Guimaraens, como se observa no exemplo, é a:

a) amada morta
b) religiosidade profunda
c) transfiguração do amor
d) atmosfera litúrgica
e) paisagem mariana

Alternativa correta: a) amada morta

No trecho do poema acima, Alphonsus de Guimaraens, um dos poetas mais emblemáticos do simbolismo brasileiro, faz referência à morte, um dos temas explorados pelos simbolistas.

Os verbos utilizados como “chorar”, “Murchando”, “tombar” e “cair” fazem referência à morte da amada, cujos elementos da natureza mencionados “cinamomos”, “flores”, “laranjais” e “pomos” irão sentir falta da pessoa que estava ali sempre fazendo a colheita: “Lembrando-se daquela que os colhia.”

Saiba mais sobre a vida e a obra de Alphonsus de Guimaraens.

Questão 14

(UFRRJ-2003) Leia o fragmento a seguir do poema 'Evocações' de Alphonsus de Guimaraens:

Na primavera que era a derradeira,
Mãos estendidas a pedir esmola
Da estrada fui postar-me à beira.
Brilhava o sol e o arco-íris era a estola
Maravilhosamente no ar suspensa

Como se sabe, Alphonsus de Guimaraens é tido como um dos mais importantes representantes do Simbolismo no Brasil. No fragmento acima, pode-se destacar a seguinte característica da escola a qual pertence:

a) bucolismo, que se caracteriza pela participação ativa da natureza nas ações narradas.
b) intensa movimentação e alta tensão dramática.
c) concretismo e realismo nas descrições.
d) foco no instante, na cena particular e na impressão que causa.
e) tom poético melancólico, apresentando a natureza como cúmplice na tristeza.

Alternativa correta: d) foco no instante, na cena particular e na impressão que causa.

No trecho acima, podemos notar que a intenção do eu poético é simplesmente descrever a cena e suas impressões, sem que haja um tom melancólico ou uma tensão envolvida.

Ainda que o foco está em apresentar o momento de um dia de primavera, o eu poético faz isso de modo subjetivo. Ou seja, ele não apresenta a cena de maneira realista e concreta, mas segundo suas impressões, o que ele está vendo e sentindo.

Note que também não há exaltação da natureza, como acontecia nas poesias bucólicas e pastorais do arcadismo, em que os temas campestres e pastoris eram explorados e possuíam um papel central.

Saiba mais sobre a Poesia Simbolista.

Questão 15

(Mackenzie)

Violoncelo

Chorai, arcadas
Do violoncelo!
Convulsionadas
Pontes aladas
De pesadelo ...

Trêmulos astros…
Soidões* lacustres…
- Lemes e mastros…
E os alabastros
Dos balaústres!

soidões solidões.

(Camilo Pessanha)

Assinale a alternativa correta sobre o texto.

a) Destaca a expressão egocêntrica do sofrimento amoroso, de nítida influência romântica.
b) Recupera da lírica trovadoresca a redondilha maior, a estrutura paralelística e os versos brancos.
c) A influência do Futurismo italiano é comprovada pela presença de frases nominais curtas e temática onírica.
d) A linguagem grandiloqüente, as metáforas cósmicas e o pessimismo exacerbado comprovam o estilo condoreiro.
e) A valorização de recursos estilísticos relacionados ao ritmo e à sonoridade é índice do estilo simbolista.

Alternativa correta: e) A valorização de recursos estilísticos relacionados ao ritmo e à sonoridade é índice do estilo simbolista.

Uma das características mais marcantes da poesia simbolista está na musicalidade de suas produções poéticas. Isso acontece pelo uso de figuras de de linguagem associadas ao som das palavras, como a assonância, a onomatopeia e a aliteração.

No poema acima, temos a presença da assonância (repetição de vogais) e da aliteração (repetição de consoantes).

Saiba mais sobre o Simbolismo: Características e Contexto Histórico

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.