Questões sobre realismo e naturalismo

Daniela Diana

Teste seus conhecimentos com 20 exercícios comentados sobre os movimentos literários do realismo e do naturalismo.

Questão 1

(PUC-PR-2007) Assinale a alternativa que contém a afirmação correta sobre o Naturalismo no Brasil.

a) O Naturalismo, por seus princípios científicos, considerava as narrativas literárias exemplos de demonstração de teses e idéias sobre a sociedade e o homem.
b) O Naturalismo usou elementos da natureza selvagem do Brasil do século XIX para defender teses sobre os defeitos da cultura primitiva.
c) A valorização da natureza rude verificada nos poetas árcades se prolonga na visão naturalista do século XIX, que toma a natureza decadente dos cortiços para provar os malefícios da mestiçagem.
d) O Naturalismo no Brasil esteve sempre ligado à beleza das paisagens das cidades e do interior do Brasil.
e) O Naturalismo do século XIX no Brasil difundiu na literatura uma linguagem científica e hermética, fazendo com que os textos literários fossem lidos apenas por intelectuais.

Alternativa correta: a) O Naturalismo, por seus princípios científicos, considerava as narrativas literárias exemplos de demonstração de teses e idéias sobre a sociedade e o homem.

Apoiado nos ideais do evolucionismo, cientificismo e positivismo, o naturalismo no Brasil retrata de forma objetiva a sociedade da época. Os temas mais explorados eram, sobretudo, os problemas sociais e humanos.

Por meio de descrições minuciosas, os autores desse período utilizam uma linguagem simples, objetiva e coloquial, com foco na representação fiel da realidade.

Questão 2

(Fuvest) “E naquela terra encharcada e fumegante, naquela umidade quente e lodosa, começou a minhocar, e esfervilhar, a crescer, um mundo, uma coisa viva, uma geração, que parecia brotar espontânea, ali mesmo, daquele lameiro, a multiplicar-se como larvas no esterco.”

O fragmento de “O cortiço”, romance de Aluísio Azevedo, apresenta uma característica fundamental do Naturalismo. Qual?

a) Uma compreensão psicológica do Homem.
b) Uma compreensão biológica do Mundo.
c) Uma concepção idealista do Universo.
d) Uma concepção religiosa da Vida.
e) Uma visão sentimental da Natureza.

Alternativa correta: b) Uma compreensão biológica do Mundo.

No trecho acima, podemos destacar os termos relacionados com a natureza biológica (terra encharcada, umidade quente e lodosa, minhocar, crescer, coisa viva, brotar, lameiro, larvas no esterco), cujo mundo retratado na habitação coletiva se relaciona com a biologia.

Questão 3

(Mackenzie) Assinale a alternativa incorreta sobre a prosa naturalista:

a) As personagens expressam a dependência do homem às leis naturais.
b) O estilo caracteriza-se por um descritivismo intenso, capaz de refletir a visualização pictórica dos ambientes.
c) Os tipos são muito bem delimitados, física e moralmente, compondo verdadeiras representações caricaturais.
d) Tem como objetivo maior aprofundar a dimensão psicológica das personagens.
e) Comportamento das personagens e sua movimentação no espaço determinam-lhe a condição narrativa.

Alternativa correta: d) Tem como objetivo maior aprofundar a dimensão psicológica das personagens.

As personagens que fazem parte da prosa naturalista são descritas como produtos do meio biológico e social, onde o comportamento humano é diretamente influenciado pelo meio em que vive.

Por isso, o naturalismo é diferente realismo, uma vez que no movimento realista as obras apresentavam a dimensão psicológica de seus personagens.

Veja também: Prosa Naturalista

Questão 4

(UFPA) Os personagens realistas-naturalistas têm seus destinos marcados pelo determinismo. Identifica-se esse determinismo:

a) pela preocupação dos autores em criar personagens perfeitos, sem defeitos físicos ou morais.
b) pelas forças atávicas e/ou sociais que condicionam a conduta dessas criaturas.
c) por ser fruto, especificamente, da imaginação e da fantasia dos autores.
d) por se notar a preocupação dos autores de voltarem para o passado ou para o futuro ao criarem seus
personagens.
e) por representarem a tentativa dos autores nacionais de reabilitar uma faculdade perdida do homem: o senso do mistério.

Alternativa correta: b) pelas forças atávicas e/ou sociais que condicionam a conduta dessas criaturas.

O determinismo foi uma das teorias em que as escolas realista e naturalista estiveram apoiadas, cujo ser humano foi retratado de acordo com o meio, a raça e a hereditariedade (forças atávicas).

Veja também: Características do Naturalismo

Questão 5

(USF-SP) Pode-se entender o Naturalismo como uma particularização do Realismo que:

a) se volta para a Natureza a fim de analisar-lhe os processos cíclicos de renovação.
b) pretende expressar com naturalidade a vida simples dos homens rústicos nas comunidades primitivas.
c) defende a arte pela arte, isto é, desvinculada de compromissos com a realidade social.
d) analisa as perversões sexuais, condenando-as em nome da moral religiosa.
e) estabelece um nexo de causa e efeito entre alguns fatores sociológicos e biológicos e a conduta das personagens.

Alternativa correta: e) estabelece um nexo de causa e efeito entre alguns fatores sociológicos e biológicos e a conduta das personagens.

Embora o naturalismo e o realismo surgiram em oposição à visão romântica e idealista do movimento anterior, eles apresentam diferenças, sobretudo na descrição de suas personagens.

Assim, no naturalismo, as personagens são retratados como frutos do meio, sem deixar de lado os fatores sociais e biológicos, os quais influenciam diretamente o comportamento humano.

Já no realismo, o aprofundamento psicológico das personagens é uma característica marcante do movimento.

Questão 6

(FMTM-2003) Assinale a alternativa em que se encontram características da prosa do Realismo.

a) Objetivismo; subordinação dos sentimentos a interesses sociais; críticas às instituições decadentes da sociedade burguesa.
b) Idealização do herói; amor visto como redenção; oposição aos valores sociais.
c) Casamento visto como arranjo de conveniência; descrição objetiva; idealização da mulher.
d) Linguagem metafórica; protagonista tratado como anti herói; sentimentalismo.
e) Espírito de aventura; narrativa lenta; impasse amoroso solucionado pelo final feliz.

Alternativa correta: a) Objetivismo; subordinação dos sentimentos a interesses sociais; críticas às instituições decadentes da sociedade burguesa.

A prosa realista apresenta, de maneira descritiva e objetiva, os problemas e os interesses burgueses da época, onde os relacionamentos amorosos são mascarados por interesses e o casamento é questionado.

Desse modo, o principal objetivo do realismo era mostrar um retrato fiel da realidade do século XIX. Vale lembrar que esse movimento esteve em oposição ao romantismo, em que o sentimentalismo, a idealização da mulher e do herói nacional eram as principais caraterísticas.

Veja também: Prosa Realista

Questão 7

(FEI-SP) Leia atentamente:

I. "Segunda Revolução Industrial, o cientificismo, o progresso tecnológico, o socialismo utópico, a filosofia positivista de Auguste Comte, o evolucionismo formam o contexto sociopolítico-econômico-filosófico-científico em que se desenvolveu a estética realista."

II. "O escritor realista acerca-se dos objetos e das pessoas de um modo pessoal, apoiando-se na intuição e nos sentimentos."

III. "Os maiores representantes da estética realista/naturalista no Brasil foram: Machado de Assis, Aluísio Azevedo e Raul Pompéia."

IV. "Poderíamos citar como característica da estética realista: o individualismo, a linguagem erudita e a visão fantasiosa da sociedade."

Verificamos que em relação ao Realismo/naturalismo está (estão) correta (corretas):

a) apenas I e II.
b) apenas I e III.
c) apenas II e IV.
d) apenas II e III.
e) apenas III e IV.

Alternativa correta: b) apenas I e III.

Opostos aos ideais românticos de sentimentalismo e individualismo, o realismo e o naturalismo surgem no século XIX apoiados nas teorias do cientificismo, do positivismo de Augusto Comte, do evolucionismo de Charles Darwin e do socialismo de Marx e Engels.

Ambos movimentos, sugerem a representação fiel da realidade com a inclusão de personagens comuns, em oposição à idealização das personagens românticas.

No Brasil, Machado de Assis foi o maior destaque da prosa realista, com suas obras Memórias Póstumas de Brás Cubas (1880) e Dom Casmurro (1899).

Já na prosa naturalista, destacaram-se Raul Pompeia e sua obra O Ateneu (1888) e Aluísio de Azevedo com seu romance O Cortiço (1890).

Veja também: Características do Realismo

Questão 8

(FMTM-2002) Eram cinco horas da manhã e o cortiço acordava, abrindo, não os olhos, mas a sua infinidade de portas e janelas alinhadas. Um acordar alegre e farto de quem dormiu de uma assentada, sete horas de chumbo. (...) Daí a pouco, em volta das bicas era um zunzum crescente; uma aglomeração tumultuosa de machos e fêmeas. Uns, após outros, lavavam a cara, incomodamente, debaixo do fio de água que escorria da altura de uns cinco palmos. O chão inundava-se. As mulheres precisavam já prender as saias entre as coxas para não as molhar; via-se-lhes a tostada nudez dos braços e do pescoço, que elas despiam suspendendo o cabelo todo para o alto do casco; os homens, esses não se preocupavam em não molhar o pêlo, ao contrário metiam a cabeça bem debaixo da água e esfregavam com força as ventas e as barbas, fossando e fungando contra as palmas da mão. As portas das latrinas não descansavam, era um abrir e fechar de cada instante, um entrar e sair sem tréguas. Não se demoravam lá dentro e vinham ainda amarrando as calças ou as saias; as crianças não se davam ao trabalho de lá ir, despachavam-se ali mesmo, no capinzal dos fundos, por detrás da estalagem ou no recanto das hortas.

No Naturalismo, época literária a que pertenceu Aluísio de Azevedo, o homem é visto

a) de forma negligente e egocêntrica, preocupado apenas com o próprio bem-estar.
b) de forma atuante, responsável pela transformação do mundo em que vive.
c) de forma idealista e romântica, alheio a tudo que acontece a seu redor.
d) como responsável pelas condições do meio em que vive e capaz de melhorá-lo.
e) como fruto do meio em que vive, sujeito a influências que escapam a seu controle.

Alternativa correta: a) de forma negligente e egocêntrica, preocupado apenas com o próprio bem-estar.

As personagens presentes nos romances naturalistas são bem diferentes daquelas do movimento romântico, em que eram idealizadas. No entanto, uma característica que se vê nas duas escolas é o egocentrismo, que surge, no entanto, de maneira diferente.

No naturalismo, as personagens são produto do meio em que vivem, sendo retratadas de maneira egocêntrica, como se nota no trecho acima do romance naturalista O Cortiço.

Veja também: O Cortiço

Questão 9

(Enem-2011) Abatidos pelo fadinho harmonioso e nostálgico dos desterrados, iam todos, até mesmo os brasileiros, se concentrando e caindo em tristeza; mas, de repente, o cavaquinho de Porfiro, acompanhado pelo violão do Firmo, romperam vibrantemente com um chorado baiano. Nada mais que os primeiros acordes da música crioula para que o sangue de toda aquela gente despertasse logo, como se alguém lhe fustigasse o corpo com urtigas bravas. E seguiram-se outra notas, e outras, cada vez mais ardentes e mais delirantes. Já não eram dois instrumentos que soavam, eram lúbricos gemidos e suspiros soltos em torrente, a correrem serpenteando, como cobras numa floresta incendiada; eram ais convulsos, chorados em frenesi de amor: música feita de beijos e soluços gostosos; carícia de fera, carícia de doer, fazendo estalar de gozo.

AZEVEDO, A. O Cortiço . São Paulo: Ática, 1983 (fragmento).

No romance O Cortiço (1890), de Aluísio Azevedo, as personagens são observadas como elementos coletivos caracterizados por condicionantes de origem social, sexo e etnia. Na passagem transcrita, o confronto entre brasileiros e portugueses revela prevalência do elemento brasileiro, pois

a) destaca o nome de personagens brasileiras e omite o de personagens portuguesas.
b) exalta a força do cenário natural brasileiro e considera o do português inexpressivo.
c) mostra o poder envolvente da música brasileira, que cala o fado português.
d) destaca o sentimentalismo brasileiro, contrário à tristeza dos portugueses.
e) atribui aos brasileiros uma habilidade maior com instrumentos musicais.

Alternativa correta: c) mostra o poder envolvente da música brasileira, que cala o fado português.

No trecho destacado acima, a cena foca na canção que surge do cavaquinho de Porfiro e do violão do Firmo, animando as pessoas do Cortiço.

Em contraposição, podemos notar a opinião do autor sobre o fado, o maior estilo musical de Portugal: “Abatidos pelo fadinho harmonioso e nostálgico dos desterrados, iam todos, até mesmo os brasileiros, se concentrando e caindo em tristeza”.

Ou seja, após a tristeza do fado, surge a música popular brasileira, de raiz africana, para envolver o ambiente e trazer alegria.

Questão 10

(Enem)

O mulato

Ana Rosa cresceu; aprendera de cor a gramática do Sotero dos Reis; lera alguma coisa; sabia rudimentos de francês e tocava modinhas sentimentais ao violão e ao piano. Não era estúpida; tinha a intuição perfeita da virtude, um modo bonito, e por vezes lamentara não ser mais instruída. Conhecia muitos trabalhos de agulha; bordava como poucas, e dispunha de uma gargantazinha de contralto que fazia gosto de ouvir.

Uma só palavra boiava à superfície dos seus pensamentos: “Mulato”. E crescia, crescia, transformando-se em tenebrosa nuvem, que escondia todo o seu passado. Ideia parasita, que estrangulava todas as outras ideias.

— Mulato!

Esta só palavra explicava-lhe agora todos os mesquinhos escrúpulos, que a sociedade do Maranhão usara para com ele. Explicava tudo: a frieza de certas famílias a quem visitara; as reticências dos que lhe falavam de seus antepassados; a reserva e a cautela dos que, em sua presença, discutiam questões de raça e de sangue.

(AZEVEDO, A. O Mulato. São Paulo: Ática, 1996.)

O texto de Aluísio Azevedo é representativo do Naturalismo, vigente no final do século XIX. Nesse fragmento, o narrador expressa fidelidade ao discurso naturalista, pois

a) relaciona a posição social a padrões de comportamento e à condição de raça.
b) apresenta os homens e as mulheres melhores do que eram no século XIX.
c) mostra a pouca cultura feminina e a distribuição de saberes entre homens e mulheres.
d) ilustra os diferentes modos que um indivíduo tinha de ascender socialmente.
e) critica a educação oferecida às mulheres e os maus-tratos dispensados aos negros.

Alternativa correta: a) relaciona a posição social a padrões de comportamento e à condição de raça.

As principais características das personagens descritas na prosa naturalista estavam relacionadas com a raça, o comportamento influenciado pelo meio, bem como pela condição social.

No trecho acima, podemos notar o termo “mulato” sendo utilizado duas vezes, o que confirma a primeira alternativa como correta.

Veja também: O Mulato

Questão 11

(PUC-PR/2007) Sobre o Realismo, assinale a alternativa INCORRETA.

a) O Realismo surgiu na Europa, como reação ao Naturalismo.
b) O Realismo e o Naturalismo têm as mesmas bases, embora sejam movimentos diferentes.
c) O Realismo surgiu como conseqüência do cientificismo do século XIX.
d) Gustave Flaubert foi um dos precursores do Realismo. Escreveu Madame Bovary.
e) Emile Zola escreveu romances de tese e influenciou escritores brasileiros.

Alternativa correta: a) O Realismo surgiu na Europa, como reação ao Naturalismo.

Opostos ao movimento anterior do romantismo, o realismo e o naturalismo surgiram na Europa no século XIX. Ainda que possuam características próprias, ambos os movimentos têm em comum: o objetivismo, a descrição detalhada e a representação fiel da realidade.

Além disso, os dois estiveram apoiados nas teorias do cientificismo, do positivismo de Augusto Comte, do evolucionismo de Charles Darwin e do socialismo de Marx e Engels.

O movimento realista teve início em 1857 com a publicação da obra Madame Bovary, de Gustave Flaubert.

Já o naturalismo, teve como marco inicial a publicação do romance Thérèse Raquin, de Émile Zola, em 1867.

Questão 12

(CEFET-PR) Assinale a alternativa que melhor caracteriza o Realismo:

a) Preocupação em justificar, à luz da razão, as reações das personagens, seus procedimentos e os problemas sentimentais e metafísicos apresentados.
b) A apresentação do homem como um ser dominado pelos instintos, taras, pela carga hereditária, em detrimento da razão.
c) A preocupação em retratar a realidade como ela é, sem transformá-la. O autor, ao relatar, deverá estar baseado na documentação e observação da realidade.
d) amor é visto unicamente sob o aspecto da sexualidade e apresentado como uma mera satisfação de instintos animais.
e) Aspectos descritivos e minuciosos, sempre que possível, baseados na observação da realidade e do subjetivismo e sentimentalismo do autor.

Alternativa correta: c) A preocupação em retratar a realidade como ela é, sem transformá-la. O autor, ao relatar, deverá estar baseado na documentação e observação da realidade.

O realismo foi um movimento literário que esteve preocupado em retratar de maneira objetiva a sociedade da época, com foco nos aspectos psicológicos de suas personagens. Ao mesmo tempo, deixava de lado características do romantismo, tais como: o subjetivismo, o sentimentalismo, a idealização das personagens.

Vale notar que o naturalismo surge como uma radicalização do realismo, com presença de personagens patológicas (mórbidas, desequilibradas e doentias) e o foco na análise dos comportamentos humanos.

Alguns dos temas explorados pelo naturalismo estão relacionados com sensualismo e erotismo.

Questão 13

(FCC-BA) Memórias Póstumas de Brás Cubas é considerado romance divisor de águas da obra machadiana porque, a partir dele, o autor

a) assume de vez a visão romântica da realidade, apenas esboçada nos romances da chamada primeira fase.
b) se insere na estética naturalista, ao denunciar as mazelas sociais, os casos patológicos e os aspectos mais repugnantes da sociedade.
c) procede a uma retificação da própria obra, através da voz de personagens por meio das quais renega os valores da primeira fase.
d) antecede as conquistas modernistas, com uma postura crítica diante da civilização industrial e uma atitude de denúncia das misérias do mundo rural.
e) desmitifica as idealizações românticas e assume uma visão crítica que, despindo as aparências que encobrem a realidade, busca as razões últimas das ações humanas.

Alternativa correta: e) desmitifica as idealizações românticas e assume uma visão crítica que, despindo as aparências que encobrem a realidade, busca as razões últimas das ações humanas.

O realismo surge em oposição aos ideais românticos associados ao sentimentalismo, egocentrismo, subjetivismo e idealização das personagens.

No Brasil, esse movimento foi inaugurado com a publicação da obra de Machado de Assis Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881). Nela, o autor faz diversas críticas sociais, inclusive à elite da época.

Veja também: Resumo e análise de Memórias Póstumas de Brás Cubas

Questão 14

(ITA-2005) Em 1891, Machado de Assis publicou o romance Quincas Borba, no qual um dos temas centrais do Realismo, o triângulo amoroso (formado, a princípio, pelos personagens Palha-Sofia-Rubião), cede lugar a uma equação dramática mais complexa e com diversos desdobramentos. Isso se explica porque

a) o que levava Sofia a trair Palha era apenas o interesse na fortuna de Rubião, pois ela amava muito o marido.
b) Palha sabia que Sofia era amante de Rubião, mas fingia não saber, pois dependia financeiramente dele.
c) Sofia não era amante de Rubião, como pensava seu marido, mas sim de Carlos Maria, de quem Palha não tinha suspeita alguma.
d) Sofia não era amante de Rubião, mas se interessou por Carlos Maria, casado com uma prima de Sofia, e este por Sofia.
e) Sofia não se envolvia efetivamente com Rubião, pois se sentia atraída por Carlos Maria, que a seduziu e depois a rejeitou.

Alternativa correta: d) Sofia não era amante de Rubião, mas se interessou por Carlos Maria, casado com uma prima de Sofia, e este por Sofia.

Em Quincas Borba, Machado de Assis narra a história do enfermeiro Pedro Rubião de Alvarenga que passa a viver no Rio de Janeiro, após a morte do filósofo Quincas Borba, de quem ele cuidava. Na cidade grande, Rubião conhece o casal Palha: Cristiano e Sofia.

Aos poucos, ele se apaixona por Sofia, mas seu amor não é correspondido. Embora seja casada com Cristiano, Sofia se interessa por Carlos Maria que, por fim, casa-se com Maria Benedita, sua prima.

Veja também: Quincas Borba

Questão 15

(Mackenzie-2002) Assinale a alternativa correta sobre Machado de Assis.

a) Embora tenha sido um dos maiores escritores brasileiros do século XIX, não conseguiu em vida o reconhecimento de sua obra.
b) Uma de suas linhas temáticas está presente na valorização do comportamento do homem burguês.
c) Introduziu o Realismo no Brasil em 1881, mas enveredou para o estilo naturalista ao tematizar aspectos patológicos do comportamento.
d) Uma das marcas de seu estilo é a linguagem crítica, que se apresenta de maneira direta e seca.
e) Vivendo num período de culto ao cientificismo, questionou lucidamente o valor absoluto das verdades científicas.

Alternativa correta: a) Embora tenha sido um dos maiores escritores brasileiros do século XIX, não conseguiu em vida o reconhecimento de sua obra.

Um dos maiores representantes da literatura brasileira, Machado de Assis, inaugurou o realismo no Brasil com sua obra Memórias Póstumas de Brás Cubas, publicada em 1881.

Embora tenha trabalhado como escritor, redator e funcionário público grande parte de sua vida, seus escritos foram devidamente reconhecidos somente após sua morte.

Com uma linguagem culta, uso do humor e ironia, suas obras fazem críticas à sociedade burguesa da época, costumes, comportamentos, bem como às instituições sociais.

Veja também: Machado de Assis

Questão 16

(PUC) A confusão era geral. No meio dela, Capitu olhou alguns instantes para o cadáver tão fixa, tão apaixonadamente fixa, que não admira lhe saltassem algumas lágrimas poucas e caladas... As minhas cessaram logo. Fiquei a ver as dela; Capitu enxugou-as depressa, olhando a furto para a gente que estava na sala. Redobrou de carícias para a amiga, e quis levá-la; mas o cadáver parece que a tinha também. Momento houve em que os olhos de Capitu fitaram o defunto, quais os da viúva, sem o pranto nem palavras desta, mas grandes e abertos, como a vaga do mar lá fora, como se quisesse tragar também o nadador da manhã.

O trecho acima, do romance Dom Casmurro, de Machado de Assis, autoriza o narrador a caracterizar os olhos da personagem, do ponto de vista metafórico, como

a) olhos de viúva oblíqua e dissimulada, apaixonados pelo nadador da manhã.
b) olhos de ressaca, pela força que arrasta para dentro.
c) olhos de bacante fria, pela irrecusável sensualidade e sedução que provocam.
d) olhos de primavera, pela cor que emanam e doçura que exalam.
e) olhos oceânicos, pelo fluido misterioso e enérgico que envolvem.

Alternativa correta: b) olhos de ressaca, pela força que arrasta para dentro.

Na cena descrita, Capitu está triste com a morte da amiga. Assim, das alternativas, a única que pode ser considerada é a letra b “pela força que arrasta para dentro”.

Veja também: Dom Casmurro

Questão 17

(CEFET-PR) Assinale a alternativa que não diz respeito ao Realismo:

a) Finalidade subjetiva da emoção na prosa.
b) Causa e efeito é preocupação do autor.
c) As causas e circunstâncias são importantes.
d) Atitude mais contida que a do Romantismo.
e) empenho na defesa de opiniões.

Alternativa correta: a) Finalidade subjetiva da emoção na prosa.

Em oposição ao subjetivismo e o exagero do movimento anterior (romantismo), o realismo foi movimento literário onde a descrição fiel da realidade era uma das principais características.

Os escritores realistas, empenhados em apresentar características psicológicas mais aprofundadas de seus personagens, escolhem pessoas comuns para fazer parte das obras, as quais possuíam defeitos, incertezas e manias.

Assim, eles apresentam um retrato fiel da realidade, onde as causas e as circunstâncias têm grande importância, gerando efeitos na trama.

Questão 18

(UFPR) Eça de Queirós afirmava:

O Realismo é a anatomia do caráter. É a crítica do homem. É a arte que nos pinta a nossos próprios olhos – para nos conhecermos, para que saibamos se somos verdadeiros ou falsos, para condenar o que houver de mau na nossa sociedade.”

Para realizar essa proposta literária, quais os recursos utilizados no discurso realista? Selecione-os na relação abaixo e depois assinale a alternativa que os contém:

  1. Preocupação revolucionária, atitude de crítica e de combate;
  2. Imaginação criadora;
  3. Personagens fruto da observação; tipos concretos e vivos;
  4. Linguagem natural, sem rebuscamentos;
  5. Preocupação com mensagem que revela concepção materialista do homem;
  6. Senso de mistério;
  7. Retorno ao passado;
  8. Determinismo biológico ou social.

a) 1, 2, 3, 5, 7, 8
b) 1, 3, 4, 5, 8.
c) 2, 3, 4, 6, 7.
d) 3, 4, 5, 6, 8.
e) 2, 3, 4, 5, 8.

Alternativa correta: b) 1, 3, 4, 5, 8.

O movimento realista surge no século XIX em oposição ao romantismo, onde os personagens eram idealizados e o subjetivismo fazia parte das obras.

Assim, a linguagem realista é direta e objetiva, com presença de crítica e denúncia social. Os temas mais explorados estão voltados aos aspectos sociais e cotidianos.

Dessa maneira, os personagens das obras realistas são retratos fiéis da sociedade, reunindo pessoas comuns, com defeitos e manias.

Questão 19

(Mackenzie) Assinale a alternativa correta.

Mas Luísa, a Luisinha, saiu muito boa dona de casa; tinha cuidados muito simpáticos nos seus arranjos; era asseada, alegre como um passarinho, como um passarinho amiga do ninho e das carícias do macho; e aquele serzinho louro e meigo veio dar à sua casa um encanto sério. (…)

Estavam casados havia três anos. Que bom que tinha sido! Ele próprio melhorara; achava-se mais inteligente, mais alegre … E recordando aquela existência fácil e doce, soprava o fumo do charuto, a perna traçada, a alma dilatada, sentindo-se tão bem na vida como no seu jaquetão de flanela!

(Eça de Queirós, O primo Basílio)

a) A prosa realista, com intuito moralizador, desmascara o casamento por interesse, tão comum no século XIX, para defender uma relação amorosa autêntica, segundo princípios filosóficos do platonismo.
b) A prosa romântica analisa mais profundamente a natureza humana, evitando a apresentação de caracteres padronizados em termos de paixões, virtudes e defeitos.
c) A prosa realista põe em cena personagens tipificados que, metamorfoseados em heróis valorosos, correspondem à expressão da consciência e valores coletivos.
d) A prosa realista, apoiando-se em teorias cientificistas do século XIX, empreende a análise de instituições burguesas, como o casamento, por exemplo, denunciando as bases frágeis dessa união.
e) A prosa romântica recria o passado histórico com o intuito de ironizar os mitos nacionais.

Alternativa correta: d) A prosa realista, apoiando-se em teorias cientificistas do século XIX, empreende a análise de instituições burguesas, como o casamento, por exemplo, denunciando as bases frágeis dessa união.

Na obra O Primo Basílio, Eça de Queirós apresenta um retrato fiel da sociedade portuguesa da época, destacando a hipocrisia da classe burguesa e as instituições sociais, como o casamento.

Assim, ele critica a burguesia fazendo uma análise psicológica de seus personagens, dos estereótipos e de seus comportamentos.

Veja também: O primo Basílio

Questão 20

(Fuvest-2004) Tendo em vista as diferenças entre O primo Basílio e Memórias póstumas de Brás Cubas, conclui-se corretamente que esses romances podem ser classificados igualmente como realistas apenas na medida em que ambos

a) aplicam, na sua elaboração, os princípios teóricos da Escola Realista, criada na França por Émile Zola.
b) se constituem como romances de tese, procurando demonstrar cientificamente seus pontos de vista sobre a sociedade.
c) se opõem às idealizações românticas e observam de modo crítico a sociedade e os interesses individuais.
d) operam uma crítica cerrada das leituras romanescas, que consideram responsáveis pelas falhas da educação da mulher.
e) têm como objetivos principais criticar as mazelas da sociedade e propor soluções para erradicá-las.

Alternativa correta: c) se opõem às idealizações românticas e observam de modo crítico a sociedade e os interesses individuais.

Tanto na obra de Eça de Queirós (O Primo Basílio) quanto na obra de Machado de Assis (Memórias Póstumas de Brás Cubas), a oposição aos ideais românticos estão presentes, de modo que em nenhuma delas há presença do subjetivismo e de personagens idealizadas.

Ao contrário, as obras realistas possuem uma linguagem direta e objetiva, ao mesmo tempo em que criticam a sociedade, a burguesia e as instituições.

Os escritores realistas, empenhados em retratar a sociedade da época de modo fiel, incluem personagens comuns.

Leia também:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.