Realismo e Naturalismo

Daniela Diana

Os movimentos literários Realismo e Naturalismo surgem na Europa em meados do século XIX.

O marco inicial do realismo foi a publicação da obra Madame Bovary (1857), de Gustave Faubert. Já o naturalismo, tem início em 1867 quando foi publicado o romance Thérèse Raquin, de Émilie Zola.

Os objetivos das duas tendências estão na contraposição do Romantismo, o resgate do objetivismo e a apreciação da descrição detalhada.

O Realismo e o Naturalismo negam a fuga da realidade comum no Romantismo, apontam falhas, propõem mudanças de comportamentos humanos e das instituições e, substituem os heróis por pessoas limitadas e comuns. Assim, ambos sugerem a representação fiel da realidade.

Características do Realismo

  • Objetivismo e materialismo
  • Descrições e narrativa lenta
  • Uso de adjetivos realistas
  • Linguagem direta
  • Demonstração dos defeitos e detalhes da mulher
  • Subordinação do amor aos interesses sociais
  • Heróis são mostrados como pessoas comuns, com defeitos, incertezas e manias
  • Personagens com elaboração psicológica trabalhada
  • Críticas às instituições sociais e aos valores burgueses
  • Universalismo e cientificismo

Principais Autores do Realismo no Brasil

Machado de Assis (1839-1908) foi o principal autor do movimento literário Realismo no Brasil. Entre suas obras destacam-se: Memórias Póstumas de Brás Cubas, Dom Casmurro, Esaú e Jacó e Memorial de Aires.

Além dele, Raul Pompeia (1863-1895) destaca-se com sua obra O Ateneu e Visconde de Taunay (1843-1899) com a obra Inocência.

Saiba mais sobre o Realismo:

Características do Naturalismo

  • Realismo exagerado
  • Linguagem simples
  • Harmonia e clareza na composição
  • Uso de regionalismo
  • Demonstração de detalhes
  • Impessoalidade
  • Ser humano é mostrado como animal
  • Personagens patológicas
  • Sensualismo e erotismo
  • Objetivismo científico
  • Determinismo
  • Engajamento social

Principais Autores do Naturalismo no Brasil

Os principais autores do Naturalismo no Brasil foram Aluísio Azevedo (1857-1913) e Adolfo Ferreira Caminha (1867-1897).

A publicação de O Mulato, em 1881, do autor Aluísio Azevedo, marca o início do Naturalismo no Brasil. Azevedo também publicou Casa de Pensão (1884) e O Cortiço (1890).

A obra de Caminha que merece destaque é A Normalista (1893).

Saiba mais sobre o Naturalismo:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.