Barroco no Brasil

Daniela Diana

O Barroco no Brasil tem início no final do século XVII. No país, essa tendência artística teve grande destaque na arquitetura, escultura, pintura e literatura.

Na literatura, o marco inicial do barroco é a publicação da obra “Prosopopeia” (1601) de Bento Teixeira. Na escultura e arquitetura, Aleijadinho foi, sem dúvida, um dos maiores artistas barrocos brasileiros.

Contexto Histórico: Resumo

Foi durante o período colonial que o barroco floresceu no Brasil. A capital Salvador foi transferida para o Rio de Janeiro e, com isso, o número de habitantes aumentou consideravelmente no país.

Aliado a exploração de ouro, que passou a ser a principal atividade econômica desenvolvida, o aumento da população propiciou um forte desenvolvimento econômico.

Com a queda das exportações de açúcar nordestino no mercado consumidor mundial, têm início o chamado "ciclo do ouro". Nesse período, Minas Gerais passou a ser o grande foco, tendo em conta as jazidas encontradas no local.

Foi ali que a arte barroca mineira começou a despontar com Aleijadinho na escultura e arquitetura, e o Mestre Ataíde, na pintura

Saiba mais sobre o Aleijadinho.

Características do Barroco no Brasil

As principais características do barroco literário brasileiro são:

  • Linguagem dramática;
  • Racionalismo;
  • Exagero e rebuscamento;
  • Uso de figuras de linguagem;
  • União do religioso e do profano;
  • Arte dualista;
  • Jogo de contrastes;
  • Valorização dos detalhes;
  • Cultismo (jogo de palavras);
  • Conceptismo (jogo de ideias).

Saiba mais:

Principais autores e obras do Barroco no Brasil

Os principais autores e obras escritas no Brasil são:

1. Bento Teixeira (1561-1618)

Nascido no Porto, Portugal, Bento Teixeira é o autor da obra “Prosopopeia” (1601), que inaugura o movimento do barroco literário no Brasil. Esse poema épico com 94 estrofes exalta a obra de Jorge de Albuquerque Coelho, terceiro donatário da capitania de Pernambuco.

2. Gregório de Matos (1633-1696)

Nascido em Salvador, Gregório de Matos foi um dos maiores representantes da literatura barroca no Brasil. Sua obra reúne mais de 700 textos de poemas líricos, satíricos, eróticos e religiosos. Parte de suas poesias ironizava diversos aspectos da sociedade e, por isso, ficou conhecido como “Boca do Inferno”.

3. Manuel Botelho de Oliveira (1636-1711)

Nascido em Salvador, Manuel Botelho de Oliveira foi o primeiro brasileiro a publicar versos no estilo barroco. De sua obra poética, destaca-se: “Música do Parnaso” (1705).

4. Frei Vicente de Salvador (1564-1636)

Nascido próximo da capital baiana, O Frei Vicente de Salvador foi historiógrafo e o primeiro prosador do país. Teólogo de formação, estudou na Universidade de Coimbra e de volta ao Brasil exerceu os cargos de cônego, vigário e franciscano. De sua obra, destacam-se: “História do Brasil” e “História da Custódia do Brasil

5. Frei Manuel da Santa Maria de Itaparica (1704-1768)

Nascido na Bahia, o Frei Manuel da Santa Maria de Itaparica foi um frade franciscano. De sua poesia, destacam-se as obras: “Eustáquios” e “Descrição da Ilha de Itaparica”.

Leia também:

A Arte barroca no Brasil

Minas Gerais foi o centro mais emblemático do Barroco no Brasil, no entanto, podemos encontrar influências desse estilo em outros locais do país.

Em Minas Gerais, além de Aleijadinho, o grande nome da arte barroca mineira, destacam-se as pinturas do Mestre Ataíde.

É possível encontrar as obras de Aleijadinho (1730-1814) em diversas cidades mineiras, tais como: Ouro Preto. Congonhas, São João del-Rei, etc. Ele ficou conhecido por suas esculturas em pedra-sabão, entalhes em madeira, altares e igrejas.

Fachada da Igreja de São Francisco de Assis em Ouro Preto
Fachada da Igreja de São Francisco de Assis em Ouro Preto. Obra de Aleijadinho

Também espalhadas em diversas igrejas coloniais mineiras encontram-se as pinturas de cores vibrantes do Mestre Ataíde (1762-1830).

A Virgem entrega o Menino Jesus a Santo Antônio de Pádua, Matriz de Santo Antônio em Ouro Branco.
"A Virgem entrega o Menino Jesus a Santo Antônio de Pádua". Detalhe da obra do Mestre Ataíde na Matriz de Santo Antônio em Ouro Branco.

Leia mais sobre o Barroco:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.