Características do Realismo

Daniela Diana

As características do realismo estão relacionadas com a capacidade demostrar a realidade da maneira mais verossímil possível.

Para tanto, os artistas realistas estavam preocupados em apresentar uma realidade mais voltada a contemporaneidade segundo a veracidade dos fatos, diferente da escola literária anterior, o romantismo, em que a idealização, egocentrismo e subjetividade eram as características mais importantes.

Desse modo, os realistas representavam a arte a partir de temas relacionados com a realidade focados nos aspectos sociais e cotidianos.

Ainda que a poesia tenha sido explorada pelos escritores realistas, foi na prosa que ela adquire grande valor literário.

Origem do Realismo

Antes de mais nada, vale lembrar que o Realismo foi um movimento artístico e cultural iniciado no século XIX na Europa. Além da literatura, o realismo esteve manifestado no teatro, arquitetura, escultura e nas artes plásticas.

Na Europa, o realismo surge durante a Segunda Revolução Industrial num período marcado pela agitação política, social e cultural.

Além disso, o desenvolvimento do pensamento científico, filosófico e tecnológico (positivismo, determinismo, socialismo, liberalismo, democracia e o darwinismo) marca o período, aspectos refletido nas artes.

Caracterizado por opor-se às ideias românticas, os artistas desse período buscavam retratar a sociedade de maneira mais real, sem idealizações e forte subjetividade.

Na literatura, teve como marco inicial a publicação da obra de Gustave Flaubert (1821- 1880) “Madame Bovary” em 1857, na França.

No Brasil o realismo tem início com a publicação da obra de Machado de Assis: Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881). Em Portugal, o realismo tem como marco inicial a Questão Coimbrã.

Principais Características

  • Oposição aos ideais românticos
  • Retrato fidedigno da realidade
  • Objetivismo e materialismo
  • Universalismo e cientificismo
  • Veracidade e contemporaneidade
  • Linguagem culta, descritiva e detalhada
  • Temas urbanos, sociais e cotidianos
  • Preocupação com o presente
  • Crítica aos valores burgueses
  • Crítica as instituições sociais e a igreja católica
  • Denúncia social (miséria, hipocrisia, exploração, corrupção, etc.)
  • Investigação do comportamento humano
  • Personagens comuns e não idealizados
  • Aprofundamento psicológico das personagens
  • Romances de caráter documental

Para complementar sua pesquisa, veja também os artigos:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.