Quimiossíntese


A Quimiossíntese também é conhecida como "fotossíntese bacteriana". Trata-se da produção de matéria orgânica por meio da oxidação de substâncias minerais, sem recorrer à luz solar.

Sem espanto, estas reações fazem parte do metabolismo de bactérias autótrofas que são classificadas como quimiossintetizantes. Elas podem existir em ambientes totalmente desprovidos de luz e matéria orgânica.

Isso porque obtêm a energia necessária para sua sobrevivência por meio de oxidações inorgânicas, o que resulta na produção de matéria orgânica a partir da oxidação de substâncias minerais.

Este fenômeno é realizado especialmente por bactérias do tipo ferrobactérias, oxidantes de ferro, as sulfobactérias, oxidantes do enxofre e as nitrobactérias, oxidantes do nitrogênio.

Note que esse é um processo pelo qual a produção de matéria orgânica é dada a partir do gás carbônico, água e outras substâncias inorgânicas.

Comparada à fotossíntese, a produtividade da quimiossíntese pode ser considerada como muito reduzida. Entretanto, este processo é crucial para realização do ciclo do nitrogênio, onde este elemento é fixado no solo ou nas plantas, auxiliando na manutenção destes seres vivos.

Exemplos de bactérias que fazem quimiossíntese:

Beggiatoa e Thiobacillus, que realizam seu metabolismo a partir de oxidação de compostos de enxofre.

Nitrosomonas e Nitrobacter, que podem ser encontradas no solo e concretizam um respeitável papel na reciclagem do nitrogênio.

Como Ocorre a Quimiossíntese

A quimiossíntese divide-se em duas etapas:

  • Na Primeira etapa, a oxidação das substâncias inorgânicas libera prótons e elétrons, os quais provocam a fosforilação do ADP em ATP e a redução do NADP+ em NADPH, que por sua vez, constituirão a fase seguinte, aproveitando a energia ministrada por determinadas reações químicas de oxirredução que acontecem no meio.

Resumo da primeira etapa:

Composto Inorgânico + O2 → Compostos Inorgânicos oxidados + Energia Química

  • Na segunda fase, também chamada fase escura da fotossíntese, a redução de dióxido de carbono conduz à síntese de substâncias orgânicas por meio do processo de oxidação das substâncias inorgânicas, quando as bactérias obtêm energia suficiente para reduzir o gás carbônico por meio de sua retenção e posterior fabricação de substâncias orgânicas, as quais podem ser usadas na produção de outros compostos ou em seu próprio metabolismo.

Resumo da Segunda etapa:

CO2 + H2O + Energia Química → Compostos Orgânicos + O2

Leia também Reações Orgânicas.