Três Reis Magos


Os Três Reis Magos foram os três personagens que visitaram Jesus quando ele nasceu. Chamavam-se Belchior, Gaspar e Baltazar. O nome Belchior também pode ser encontrado nas variantes Melchior ou Belquior. Cada um deles ofereceu ao Menino ouro, incenso e mirra, respectivamente.

História

Embora sejam chamados de reis, na verdade, eram sábios que viajaram das suas terras com o intuito de visitar o Menino Jesus e adorá-lo.

Belchior veio da Europa, Gaspar da Ásia e Baltazar da África.

Diz-se que eram três, mas não há registros históricos que afirmem quantos eles eram. Quanto aos nomes dos três reis magos, também não há referências históricas, sabendo-se apenas que muitos anos depois do acontecimento os mesmos foram atribuídos.

O caminho para Belém, local onde Jesus nasceu, teria sido indicado por uma estrela. A estrela se tornou símbolo do Natal e é conhecida como a “estrela de Belém”.

O fenômeno do aparecimento da estrela não é desvendado pelos astrônomos, os quais continuam a estudar a sua origem.

Os Três Reis Magos sendo guiados pela estrela de Belém
Os Três Reis Magos sendo guiados pela estrela de Belém

Antes de Belém, porém, os 3 reis magos chegaram à Jerusalém e, encontrando com o rei Herodes, perguntaram por Jesus.

Herodes sentia-se ameaçado com a notícia do nascimento de um rei e por esse motivo pediu que os magos seguissem o seu caminho e voltassem para avisá-lo a localização de Jesus quando o encontrassem. O intuito era matá-lo.

Os magos foram, mas não voltaram para avisar Herodes, pois através de sonhos tinham sido alertados para não fazerem isso.

De acordo com a tradição, 6 de janeiro é o dia da visita dos reis magos a Jesus. Assim, essa data passou a ser celebrada como o Dia de Reis e é uma festa popular em muitos estados brasileiros, na qual se encerra a quadra natalina.

Leia Folia de Reis.

Adoração dos Magos, Gentile da Fabriano (1423)
Adoração dos Magos, Gentile da Fabriano (1423)

Na catedral de Colônia, cidade da Alemanha, encontram-se guardados os restos mortais dos reis magos, provavelmente uma das relíquias mais sagradas do mundo cristão.

Ouro, incenso e mirra

Os presentes oferecidos pelos magos têm cada qual um simbolismo. Eles refletem não só a identidade de Jesus, como o reconhecem como rei.

  • Ouro: a realeza. Era usado como oferta aos deuses.
  • Incenso: a divindade. Era usado em atos de purificação.
  • Mirra: os aspectos humanos de Jesus. Era usado como um medicamento.

É pelo fato de Jesus receber ofertas que a troca de presentes se tornou tradição no Natal.

Na Bíblia

Esse acontecimento cristão é citado na Bíblia e pode ser lido no capítulo 2 do Evangelho de São Mateus:

"Depois de ouvirem o rei, eles seguiram o seu caminho, e a estrela que tinham visto no oriente foi adiante deles, até que finalmente parou sobre o lugar onde estava o menino.

Quando tornaram a ver a estrela, encheram-se de júbilo.

Ao entrarem na casa, viram o menino com Maria, sua mãe, e, prostrando-se, o adoraram. Então abriram os seus tesouros e lhe deram presentes: ouro, incenso e mirra.”

(Mateus 2, 9-11)

Leia: