Ácidos Graxos


Ácidos Graxos são componentes estruturais dos fosfolipídios das membranas celulares. Também podem ser encontrados na sua forma livre e ser oxidados em certos tecidos para produzir energia. São constituídos por átomos de carbono ligados que podem formar cadeias curtas ou longas, e eles podem ser saturados ou insaturados.

Ácidos GraxosEsquema da bicamada lipídica que constitui as membranas celulares.

As gorduras insaturadas são encontradas nos óleos vegetais e em alimentos como as nozes e o abacate e ajudam a elevar o nível do HDL, chamado "bom colesterol" porque retira o excesso de gordura do sangue, sendo por isso considerado mais saudável. Enquanto as saturadas são consideradas mais prejudiciais porque aumentam os níveis de colesterol no sangue.

Características Importantes

Ácidos GraxosEsquema da estrutura do colesterol e dos triglicerídeos. Observe as ligações duplas das moléculas insaturadas.

Grau de Saturação

Quando os átomos de carbono apresentam ligações simples entre si, o ácido graxo é saturado. Se houver ligações duplas entre um ou mais pares de carbonos, a molécula é chamada de monoinsaturada ou poliinsaturada, respectivamente. Na figura acima, estão representadas as estruturas dos 3 tipos de triglicerídeos: saturado (ligação simples), monoinsaturado (uma ligação dupla) e poliinsaturado (duas ligações duplas).

Comprimento da Cadeia

há ácidos graxos que contém apenas 1 carbono, como é o caso do ácido fórmico. No leite há quantidades significativas de AG de cadeia curta, com 4 carbonos, como é o caso do ácido butírico, mas também podem ter 10 carbonos, como o ácido caprílico. Lipídios estruturais e triglicerídios contém AG de cadeia longa, com pelo menos 16 carbonos, como é o caso do ácido araquidônico, um AG essenciais do tipo omega- 6 com 20 carbonos e 4 ligações duplas.

Ácidos GraxosEstrutura química de alguns ácidos graxos (AG) essenciais.

Ácidos Graxos Essenciais

Existem alguns AG que são estruturais e sua deficiência provoca problemas, como é o caso do ácido linoléico e do ácido linolênico, esse último é um ácido graxo ômega 3, obtido na alimentação, que é precursor de outros AG omega 3 importantes para o crescimento e o desenvolvimento (sua deficiência acarreta diminuição da visão e alteração do aprendizado).

Estrutura dos Ácidos Graxos

Ácidos GraxosRepresentação de uma molécula com uma extremidade hidrofílica e o corpo hidrofóbico. Essas moléculas se reúnem formando micelas.

Os ácidos graxos (AG), ou ácidos gordos como também são conhecidos, são compostos por cadeias de carbono com uma carboxila na extremidade. É uma molécula de natureza anfipática (veja figura abaixo), ou seja, contém uma cadeia hidrocarbonada hidrofóbica, enquanto que o grupo carboxila terminal é hidrofílico (pode ser ionizado em pH=7). Os AG de cadeia longa são predominantemente hidrofóbicos, sendo portanto altamente insolúveis em água.

Funções

Os ácidos graxos esterificados compõem moléculas complexas como os triglicerídeos, são armazenados nas células adiposas e representam a principal reserva energética do organismo.

Já os ácidos graxos não-esterificados são encontrados na forma livre em todos os tecidos em níveis baixos, ou ainda em níveis mais elevados no plasma durante o jejum. Esses AG livres podem ser oxidados em muitos tecidos, mas em especial no fígado e nos músculos, e assim produzir energia.

Além disso são componentes estruturais de membranas celulares, uma vez que constituem moléculas de lipídios como os fosfolipídios e os glicolipídios. São ainda precursores de prostaglandinas (eicosanoide) que produzem respostas fisiológicas e patológicas, atuando por exemplo, como mediadores nas inflamações, na febre e nas alergias.