Alfabeto Grego

Márcia Fernandes

O Alfabeto Grego, uma adaptação do alfabeto fenício, é um sistema de escrita fonética composto por 24 letras que podem representar vogais e consoantes.

Ele é usado apenas no idioma grego, mas como foi a base da maior parte dos alfabetos existentes no ocidente é comum o mesmo ser utilizado até aos nossos dias.

É o que se pode constatar em ciências como a Astronomia, em que as letras são utilizadas na nomenclatura das estrelas.

No registro arqueológico, as primeiras ocorrências do alfabeto grego aparece em gravações feitas em cerâmicas, cujas as mais conhecidas foram encontrados em Atenas na metade do século VIII a.C. A partir dele tem origem o alfabeto utilizado na língua portuguesa.

Alfabeto Grego Completo

MaiúsculasMinúsculasValoresPronúncia
Ααaalfa
Bβbbeta
Γγcgama
Δδddelta
Εεeépsilon
Ζδzdzeta
Ηηêeta
Θθtteta
Ιιjiota
Κkkcapa
ΛλLlambda
Mμm
Nνn
Ξξxksi
Οοoômicron
Ππppi
Ρρr
Σσssigma
Ττttau
Υυuupsilon
Φφffi
Χχququi
Ψψpspsi
Ωωôômega

Confira a pronúncia das letras no áudio.

Origem

O alfabeto fenício teve origem no Líbano e chegou aos gregos através de mercadores fenícios, cuja atividade comercial estava em crescimento.

À medida que esse povo comercializava suas mercadorias, também o seu sistema de escrita era propagado.

O alfabeto fenício era fonético e não se baseava em ideogramas. Era composto apenas por consoantes, da mesma forma que o árabe e o hebraico.

Os gregos sentiram a necessidade de adaptar esse alfabeto, introduzindo as vogais. Ele era tão preciso na transmissão da fala que logo se tornou uma escrita acessível.

Antes, eram poucos os que dominavam a arte da escrita; eram, na verdade, especialistas, conhecidos como escribas.

Além da introdução das vogais, outra característica que distingue os alfabetos grego e fenício é o fato de os fenícios escreverem da direita para a esquerda.

Essa forma foi inicialmente adotado pelos gregos, que mais tarde assumiram a direção iniciada do lado esquerdo utilizada no português até hoje.

Mas, segundo historiadores, o alfabeto grego não foi o primeiro sistema de escrita utilizado na Grécia.

Por volta de 1100 a.C. havia uma escrita denominada Linear B, a qual, todavia, se perdeu, de modo que somente séculos depois teria surgido o alfabeto grego.

Alfabeto Português

Inicialmente havia uma série de versões para o alfabeto grego. Somente após ser adotada uma versão oficial o mesmo passou a ser difundido e, dada a influência grega na altura, iam sendo desenvolvidos sistemas de escrita que tinham como base o modelo grego.

O alfabeto da língua portuguesa surge, assim, através de colonos gregos que habitavam a Península Itálica no século VII a.C., dando origem ao alfabeto latino, ou romano - o mais utilizado no mundo.

Repare que a palavra alfabeto é de origem grega, resulta da junção das duas primeiras letras do alfabeto grego (alfa e beta).

Quer saber mais sobre esse tema? Leia:

Márcia Fernandes
Márcia Fernandes
Professora, pesquisadora, produtora e gestora de conteúdos on-line. Licenciada em Letras pela Universidade Católica de Santos.