Tipos de flores e suas funções

Lana Magalhães

A flor é a estrutura responsável pela reprodução das plantas angiospermas.

É por meio da reprodução que novas plantas são originadas, assegurando a manutenção dos ecossistemas.

Funções das flores

A função primordial das flores é a produção de sementes para a formação de novas plantas, garantindo a sobrevivência das espécies.

Assim, a flor é responsável pela reprodução das plantas. Para isso, elas são formadas por folhas modificadas, geralmente de cores atrativas e formatos diferenciados para atrair os seus polinizadores.

Partes das flores

Partes da flor
Partes da flor

Uma flor completa apresenta as seguintes estruturas:

  • Estame: estrutura masculina da flor onde localizam-se o filete e a antera.
  • Carpelo: estrutura feminina da flor, formada pelo estigma, estilete e ovário.
  • Pétalas: folhas modificadas e coloridas com a função de atrair os polinizadores. O conjunto de pétalas é chamado de corola.
  • Sépalas: localizadas abaixo das pétalas, geralmente, de coloração verde. O conjunto de sépalas é chamado de cálice.

Toda essa estrutura é sustentada pelo pedúnculo, haste responsável por ligar a flor à planta.

O pedúnculo apresenta uma porção dilatada ligada à flor denominada de receptáculo floral, onde estão inseridos os elementos florais.

Gineceu e Androceu

Estrutura da flor
Flor feminina e flor masculina

De acordo com a estrutura da flor, ela pode ser feminina ou masculina. Essa definição depende da presença do gineceu e do androceu.

Gineceu

O conjunto de carpelos é denominado de gineceu, a parte feminina da flor.

O gineceu é formado por carpelos, pistilo, estigma, estilete e ovário. Dentro do ovário estão os gametas femininos da planta.

O estigma é a porção que recebe o grão de pólen e através do estilete liga-se ao ovário. Já o ovário é a parte que vai se transformar em fruto.

O fruto é resultado do desenvolvimento do ovário, enquanto a semente representa o desenvolvimento do óvulo depois da fecundação.

Androceu

O conjunto de estames é denominado de androceu, a parte masculina da flor. O androceu é formado pelos estames, antera e filete.

Os estames são formados pela antera e filete. O filete corresponde a uma haste longa e fina, onde em sua extremidade encontra-se a antera, responsável pela produção do pólen.

Leia também:

Tipos de flores

tulipa flor hermafrodita
Exemplo de flor hermafrodita

As flores apresentam diferentes classificações, que pode ser quanto ao sexo ou quanto ao número de flores.

Classificação quanto ao sexo

  • Hermafroditas ou monoicas: são as flores que apresentam os órgãos reprodutores masculino e feminino na mesma flor. A maioria das angiospermas são hermafroditas, como exemplo podemos citar a tulipa.
  • Dioicas: são as flores que apresentam os órgãos reprodutores masculino ou feminino de formas separadas. Como exemplo podemos citar o mamoeiro.

Presença dos elementos florais

  • Flores completas: são as flores que apresentam todos os elementos florais: cálice, corola, androceu e gineceu. A rosa é um exemplo de flor completa.
  • Flores incompletas: são as flores com a ausência de algum dos elementos florais. A begônia é um exemplo de flor incompleta, pois ela possui uma estame ou um pistilo, mas não ambos.

Polinização das flores

polinização
Tipos de polinização

A polinização é o ato de reprodução das plantas que consiste na transferência do pólen da parte masculina da flor para a parte feminina.

A polinização pode ocorrer da seguinte forma:

  • Polinização direta: quando acontece na mesma flor, é a autopolinização.
  • Polinização indireta: representa a polinização entre flores da mesma planta.
  • Polinização cruzada: é quando a polinização acontece entre flores de plantas diferentes.

Curiosidade

A presença de flor e de fruto que protege a semente é uma das principais características das angiospermas, que por sua vez, são vasculares, pois possuem raiz, caule e folhas.

Já as gimnospermas são plantas que produzem flores e sementes, porém suas sementes são nuas e não ficam envoltas pelo ovário desenvolvido (que são os frutos).

Para saber mais:

Lana Magalhães
Lana Magalhães
Licenciada em Ciências Biológicas (2010) e Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais pela Universidade do Estado do Amazonas/UEA (2015). Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia pela UEA.