Reino Vegetal

Juliana Diana

O Reino Vegetal ou Reino Plantae, é caracterizado por organismos autótrofos (produzem seu próprio alimento) e clorofilados.

Por meio da luz solar, realizam o processo da fotossíntese e, por esse motivo, são chamados de seres fotossintetizantes.

Vale lembrar que a fotossíntese é o processo pelo qual as plantas absorvem energia solar para produzirem sua própria energia. Isto ocorre através da ação da clorofila (pigmento associado à coloração verde das plantas) existente em seus cloroplastos.

As plantas formam a base da cadeia alimentar. Elas são produtoras de matéria orgânica e alimentam os seres heterótrofos, ou seja, representam o grupo responsável pela nutrição de diversos organismos consumidores.

Isso indica que sem a existência desses seres autótrofos, a vida na terra seria impossível.

Características Gerais do Reino Vegetal

Saiba mais:

Estrutura das Plantas

Reino Vegetal
Estrutura principal de uma planta angiosperma

No que diz respeito à sua estrutura, basicamente as plantas são formadas pela raiz (fixação e alimentação), caule (sustentação e transporte de nutrientes), folhas (fotossíntese), flores (reprodução) e frutos (proteção das sementes).

Leia também:

Classificação do Reino Vegetal

O Reino Vegetal é composto de plantas vasculares (pteridófitas, gimnospermas e angiospermas) que possuem vasos condutores de seiva, e plantas avasculares (briófitas), destituídas desses vasos.

Briófitas

Reino Vegetal
Briófitas

As briófitas são plantas de pequeno porte que não recebem luz direta do sol, uma vez que habitam locais úmidos, por exemplo, os musgos.

A reprodução desse grupo ocorre através do processo de metagênese, ou seja, possui uma fase sexuada, produtora de gametas, e outra assexuada, produtora de esporos.

Ademais, não possuem vasos condutores de seiva, o que as torna distintas dos outros grupos vegetais. Sendo assim, o transporte de nutrientes ocorre mediante um processo vagaroso de difusão das células.

Pteridófitas

Reino Vegetal
Chifre-de-veado

As pteridófitas apresentam mais variedade que as briófitas. Elas são plantas que, em sua maioria, são terrestres e habitam locais com grande umidade. Alguns exemplos desse grupo: samambaias, avencas e xaxins.

Apresentam vasos condutores de seiva, raiz, caule e folhas e, da mesma maneira que as briófitas, a reprodução desses vegetais ocorre mediante uma fase sexuada e outra assexuada.

Quando o caule das pteridófitas é subterrâneo, denomina-se de rizoma. Já as epífitas são plantas que se apoiam em outras plantas, todavia, sem causar-lhes danos, como as samambaias e os chifres-de-veado.

Gimnospermas

Araucária
Araucária

O grupo das gimnospermas é composto por uma grande variedade de árvores e arbustos de diversos portes.

São plantas vasculares (presença de vasos condutores de seiva), que possuem raiz, caule, folha e sementes. Alguns exemplos de gimnospermas: sequoias, pinheiros, araucárias, dentre outras.

A reprodução das Gimnospermas é sexuada. A fecundação ocorre nos órgãos femininos pelo pólen, que é produzido pelos órgãos masculinos e transportado com o auxílio da natureza através de vento, chuva, insetos e pássaros.

O que as difere do grupo das Angiospermas são principalmente suas sementes, visto que apresentam as chamadas sementes nuas, ou seja, não envolvidas pelo ovário.

Angiospermas

angiospermas
Angiospermas

As angiospermas são plantas vasculares, ou seja, possuem vasos condutores. Elas habitam diferentes ambientes e representam um grupo muito variado, composto de vegetais de pequeno e grande porte.

As angiospermas caracterizam o maior grupo do reino vegetal, com aproximadamente 200 mil espécies.

São distintas das Gimnospermas na medida em que suas sementes são guardadas no interior do fruto. Sua reprodução é sexuada e a fecundação ocorre com a presença do pólen masculino.

Curiosidades

O Reino Vegetal é composto de aproximadamente 400 mil espécies conhecidas, sendo portanto, um dos maiores grupos de seres vivos.

Por serem organismos autossuficientes (autótrofos), as plantas foram os primeiros seres habitantes do planeta Terra.

Plantas Carnívoras

Planta carnívora
Planta carnívora

As plantas carnívoras ou insetívoras são um caso curioso do Reino Vegetal, pois apresentam uma característica peculiar que atraiu a atenção de muitos cientistas.

Elas também realizam a fotossíntese, contudo, por habitarem solos pobres em nutrientes, buscam complementação nutricional por meio da digestão de alguns pequenos animais. Para isso, costumam capturar pequenos insetos ou, em alguns casos mais raros, sapos, ratos, pequenos mamíferos e pássaros.

Plantas Parasitas

planta parasita
Erva de passarinho

São conhecidas como plantas parasitas de outros vegetais porque necessitam da seiva deles para sua nutrição. Elas buscam em outros organismos fotossintetizantes a energia necessária para sobreviverem, uma vez que não produzem o suficiente.

Há aproximadamente 300 espécies com essas características, algumas delas são: erva de passarinho, planta fantasma, visco, cipó dourado, dentre outras.

Conheça também sobre os outros Reinos dos Seres Vivos:

Juliana Diana
Juliana Diana
Licenciada em Ciências Biológicas pelas Faculdades Integradas de Ourinhos (FIO) em 2007. Pós-graduada em Informática na Educação pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) em 2010. Doutora em Gestão do Conhecimento pela UFSC em 2019.