Plantas carnívoras

Juliana Diana

As plantas carnívoras são espécies de vegetais que possuem o poder de digerir insetos e até pequenos animais. Estima-se que, em todo o mundo, existam cerca de 600 espécies.

A presença de uma enzima digestiva possibilita a planta carnívora se alimentar de forma diferente das demais plantas.

Características gerais das plantas carnívoras

As plantas carnívoras tem como habitat locais que apresentam solos pobres e encharcados, como é o caso dos brejos. Costumam ser plantas pequenas, com poucos centímetros de altura, não ultrapassando 15 cm.

Em um processo de evolução, as plantas carnívoras se adaptaram para utilizar o próprio sistema digestivo para se alimentar de insetos.

Como elas conseguem sobreviver em locais onde a presença de nutrientes é baixa, além da fotossíntese, as plantas carnívoras se alimentam de pequenos animais para complementar sua alimentação. Dessa forma, elas são seres autótrofos e heterótrofos.

As plantas carnívoras são classificadas por alguns especialistas como plantas insetívoras, pois muitas espécies tem como principal presa os insetos, como moscas, formigas e até pequenos besouros. Porém, algumas plantas carnívoras que crescem mais tem a capacidade de capturar pequenos anfíbios e répteis.

Tipos de plantas carnívoras

tipos de armadilhas - plantas carnívoras
Tipos de plantas carnívoras

De acordo com o tipo de armadilha utilizada para capturar a presa, as plantas carnívoras podem ser de três tipos: jaula, sucção ou folhas colantes.

  • Tipo jaula: são as mais conhecidas e mais lembradas quando se fala em plantas carnívoras. Seu formato é representado por duas metades, com cerdas nas bordas que se fecham ao perceber a presença da presa.
  • Tipo sucção: também são conhecidas como planta-jarra, devido ao seu formato. A captura é feita quando é sentida a presença da presa próximo à abertura da entrada, fazendo assim com que o animal seja sugado.
  • Tipo folhas colantes: são plantas que possuem substâncias espalhadas pelas folhas e que atraem os insetos. Ao pousar, os insetos ficam presos, servindo assim de alimento.

Além disso, suas cores fortes e vibrantes costumam ser um atrativo para a presa.

Espécies de plantas carnívoras

As plantas carnívoras podem ser encontradas em todo o mundo, especialmente em locais que apresentam clima áreas quentes, como as florestas tropicais úmidas. Porém, há relatos de espécies nas tundras da Sibéria.

O Brasil é considerado o segundo país com mais variedade de espécies de plantas carnívoras, ficando atrás somente da Austrália.

Conheça a seguir 3 espécies dos diferentes tipos de plantas carnívoras:

Dionaea muscipula

venus flytrap
Dionaea muscipula

A Dionaea muscipula é também conhecida como "Vênus papa-mosca", pois o tipo de armadilha que ela usa para capturar sua presa ataca principalmente os pequenos insetos, como mosquitos e moscas.

É uma das plantas carnívoras mais conhecidas em todo o mundo, porém é nativa das regiões pantanosas do sudeste dos Estados Unidos.

De estatura pequena, esta espécie apresenta entre 10 e 15 cm de altura e suas folhas possuem formato que caracterizam sua armadilha, especialmente pela presença dos espinhos que possui.

Esta espécie produz um néctar que atrai os insetos e, ao tocar nas folhas, a presa é percebida nos pelos sensoriais. A armadilha é fechada rapidamente, formando uma espécie de jaula para o animal.

Drosera capensis

Drosea capensis
Drosera capensis

A Drosera capensis é uma espécie de planta carnívora de origem africana e é considerada uma das espécies mais comuns de cultivo.

Esta espécie de planta carnívora possui diversas folhas que medem cerca de 3,5 cm de comprimento e 0,5 cm de largura. Elas são repletas de sementes que atraem os insetos, que por sua vez ficam grudados na substância pegajosa liberada.

Após capturar a presa, a folha começa a enrolar para que as glândulas gástricas comecem a atuar, dando início então ao processo digestivo da planta. Este processo dura aproximadamente 30 minutos.

Nepenthes bicalcarata

Nepenthes bicalcarata
Nepenthes bicalcarata

A Nepenthes bicalcarata é uma espécie de planta carnívora do tipo sucção, pois utilizam seu formato semelhante a um jarra para capturar a presa.

Nativa de Bornéu, próximo da Malásia, esta espécie pode ser encontrada em ambientes específicos como em florestas de areia branca e à sombra de outras espécies do reino vegetal. O clima ideal para seu desenvolvimento são locais quentes e úmidos.

Seu formato de jarro, chamado de ascídio, é uma folha modificada que favorece o acúmulo de néctar para atrair insetos. Ao capturar a presa, são liberadas as enzimas que auxiliam na digestão.

Curiosidades sobre as plantas carnívoras

  • Existem fósseis de plantas carnívoras que viveram há cerca de 65 milhões de anos, acreditando-se que essas espécies surgiram na época dos dinossauros.
  • Somente a Antártida não apresenta espécies de plantas carnívoras.
Juliana Diana
Juliana Diana
Licenciada em Ciências Biológicas pelas Faculdades Integradas de Ourinhos (FIO) em 2007. Pós-graduada em Informática na Educação pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) em 2010. Mestre em Gestão do Conhecimento pela UFSC em 2015.