Cloroplastos


Os cloroplastos são organelas presentes apenas em células de plantas e algas, nas regiões que ficam iluminadas. Possuem cor verde devido à presença de clorofila e são responsáveis pela realização da fotossíntese.

Podem ter formas e tamanhos diferentes, além do que, na célula pode haver apenas um ou uma grande quantidade deles, isso varia de acordo com o tipo de planta.

Funções

Nos cloroplastos acontece a fotossíntese, processo responsável pela produção de energia e de substâncias orgânicas. Além disso, os cloroplastos são capazes de sintetizar aminoácidos e lipídeos, que constituem a sua membrana.

Fotossíntese

Durante a fotossíntese ocorrem dezenas de reações químicas que basicamente podem ser divididas em 2 etapas:

Etapa fotoquímica, ou das reações de claro: como indicado pelo nome na primeira etapa é necessário que haja a luz do sol, que é absorvida pela clorofila para a fotofosforilação (produção de ATP) e fotólise da água (decomposição da água em gás oxigênio e íons de hidrogênio).

Etapa química, ou das reações de escuro: ocorrem diversas reações em que são produzidos glicídeos a partir de moléculas de CO2 (do ar), de hidrogênio e da energia fornecida pelo ATP (ambos provenientes da primeira etapa).

Estrutura

Geralmente a forma do cloroplasto é arredondada e alongada, mas pode ter outros formatos. Possui membrana lipoproteica dupla, sendo que a mais interna das membranas forma lamelas, compostas por pilhas lamelares menores, cada uma como se fosse uma pequena bolsa achatada, chamada tilacoide. Os tilacoides são interligados e ficam empilhados, sendo o conjunto chamado granum (do latim,granum= grão).

Cloroplastos

A etapa clara (conversão da luz em energia) acontece na região das membranas dos tilacoides, onde está concentrada a clorofila. Entre as membranas dos tilacoides há um espaço preenchido por um fluido e enzimas, DNA, RNA e ribossomos, sendo denominado estroma. É no estroma que acontece a etapa escura de produção dos açucares.

Plastos

Os cloroplastos são um tipo de plastos, organelas citoplasmáticas presentes nas células das plantas e algas. São originados nos proplastos ou proplastídios, células embrionárias vegetais. Todos são capazes de se autoduplicar, bem como um pode se transformar no outro, ou seja, um cloroplasto pode se tornar um leucoplasto e vice-versa.

Existem 2 tipos de plastos: os leucoplastos que são incolores e armazenam amido e os cromoplastos cuja cor é determinada pelo pigmento que possuem, são eles que colorem folhas, frutas e flores. Dentre os cromoplastos há os xantoplastos (amarelos), os eritroplastos (vermelhos) e os cloroplastos (verdes).

Se quiser saber mais sobre as plantas, leia sobre o Reino Vegetal.

Teoria Endossimbiótica

Segundo a endossimbiogênese ou teoria da endossimbiose, a origem evolutiva de plastos e mitocôndrias está relacionada com antigos seres procarióticos que viviam em simbiose dentro de seres eucarióticos.

Essa teoria, proposta por Lynn Margulis, se baseia em semelhanças genéticas e bioquímicas que tais organelas possuem em comum com certas bactérias, especialmente as cianobactérias.

Algumas das características dos cloroplastos que os aproximam de cianobactérias são a presença de DNA, capacidade de autoduplicação, presença dos tilacoides e de alguns tipos de pigmentos.