Celulose

Lana Magalhães

A celulose é um carboidrato do tipo polissacarídeo abundante nos vegetais e por isso, comum na natureza. Ela consiste até 50% da composição da madeira.

É formada por monômeros de glicose, entre 15 a 15.000, unidos por ligações glicosídicas. Assim, a celulose é um polímero de glicose.

A fórmula química da celulose é C6H10O5.

Estrutura da celulose
Estrutura da celulose

A celulose é um polímero de estrutura linear e estabelece ligações de hidrogênio entre os grupos hidroxilas presentes. Nas células, as moléculas de celulose se arranjam em forma de feixes de fibras.

Os humanos não conseguem digerir a celulose, essa capacidade é apresentada apenas por algumas espécies de bactérias, fungos e animais ruminantes.

A celulose é sintetizada na membrana plasmática das células vegetais, em complexos proteicos com a presença da enzima celulose-sintase.

Funções

A celulose é o principal componente da parede celular das células vegetais, o que confere rigidez para as plantas.

Industrialmente, é processada para produção de papéis e fibras. Ela também pode sofrer outros tipos de modificações e servir para a elaboração de plásticos.

A produção de papel a partir da celulose é uma importante atividade econômica no Brasil.

Devido a qualidade das fibras presentes na madeira, as principais espécies vegetais utilizadas para extração de celulose são o eucalipto e o pinheiro (Pinus). Para garantir a exploração dessas espécies, existem muitas florestas plantadas para servir de matéria prima na produção do papel.

Como o papel é produzido?

Produção de papel
Produção de papel

A madeira extraída é descascada e picada para depois ser cozida na água e agentes químicos, resultando em uma polpa.

A partir daí, a polpa passa por um processo de lavagem, onde são extraídas as impurezas. Após um tempo em repouso, inicia-se uma outra fase, o branqueamento, na qual a celulose torna-se mais pura.

Nesse momento, a polpa obtida é distribuída em uma mesa e transforma-se em uma grande folha pronta para a secagem e prensagem. Por fim, o material pode ser enrolado, cortado, empacotado e transportado.

Conheça também sobre a Quitina.

Curiosidade

A celulose foi descoberta pelo químico francês Anselme Payen, em 1838, a partir da matéria vegetal.

Lana Magalhães
Lana Magalhães
Licenciada em Ciências Biológicas (2010) e Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais pela Universidade do Estado do Amazonas/UEA (2015). Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia pela UEA.