Membrana Plasmática

Lana Magalhães

A membrana plasmática, membrana celular ou plasmalema é um envoltório fino, poroso e microscópico que reveste as células dos seres procariontes e eucariontes.

É uma estrutura semipermeável, responsável pelo transporte e seleção de substâncias que entram e saem da célula.

Apenas com o desenvolvimento do microscópio eletrônico foi possível a observação da membrana plasmática.

Funções

As funções da membrana plasmática são:

  • Permeabilidade Seletiva, controle da entrada e saída de substâncias da célula;
  • Proteção das estruturas celulares;
  • Delimitação do conteúdo intracelular e extracelular, garantindo a integridade da célula;
  • Transporte de substâncias essenciais ao metabolismo celular;
  • Reconhecimento de substâncias, graças a presença de receptores específicos na membrana.

Estrutura e Composição

Estrutura da Membrana Plasmática

Estrutura da Membrana Plasmática

A membrana plasmática apresenta o denominado "modelo do mosaico fluido”. Ele foi desvendado pelos biólogos estadunidenses Seymour Jonathan Singer e Garth L. Nicolson, em 1972.

O nome "mosaico fluido" deve-se pela presença de estruturas flexíveis e fluidas, com grande poder de regeneração.

A membrana plasmática é quimicamente constituída por lipídios (glicolipídeos, colesterol e os fosfolipídeos) e proteínas. Por isso, é reconhecida por sua composição lipoproteica.

Os fosfolipídios estão dispostos em uma camada dupla, a bicamada lipídica. Eles estão conectadas às gorduras e proteínas que compõem as membranas celulares.

Os fosfolipídios apresentam uma porção polar e outra apolar. A porção polar é hidrofílica e volta-se para o exterior. A porção apolar é hidrofóbica e voltada para o interior da membrana.

Os fosfolipídios movem-se, porém, sem perder o contato. Isso permite a flexibilidade e elasticidade da membrana.

As proteínas são representadas por enzimas, glicoproteínas, proteínas transportadoras e antígenos. As proteínas podem ser transmembranas ou periféricas.

  • Proteínas transmembranas: atravessam a bicamada lipídica lado a lado.
  • Proteínas periféricas: situam-se em apenas um dos lados da bicamada.

As enzimas que estão presentes na membrana plasmática possuem diversas funções catalisadoras, responsáveis por facilitar as reações químicas intracelulares.

Saiba mais, leia também:

Transporte de Substâncias

A membrana atua como um filtro, permitindo a passagem de substâncias pequenas e impedindo ou dificultando a passagem de substâncias de grande porte. Essa propriedade é chamada de Permeabilidade Seletiva.

O transporte de substâncias através da membrana plasmática pode ser de modo passivo ou ativo:

O transporte passivo ocorre sem gasto de energia. As substâncias deslocam-se do meio mais concentrado para o menos concentrado. São exemplos:

  • Difusão Simples - É a passagem de partículas de onde estão mais concentradas para regiões em que sua concentração é menor.
  • Difusão Facilitada - É a passagem, através da membrana, de substâncias que não se dissolvem em lipídios, com ajuda das proteínas da bicamada lipídica da membrana.
  • Osmose - É a passagem de água de um meio menos concentrado (hipotônico) para outro mais concentrado (hipertônico).

O transporte ativo ocorre com gasto de energia (ATP). As substâncias deslocam-se de menor para o de maior concentração. São exemplos:

  • Transporte em Bloco: Endocitose e Exocitose - Ocorre quando a célula transfere grande quantidade de substâncias para dentro ou para fora do seu meio intracelular.
  • Bomba de Sódio e Potássio - Passagem de íons sódio e potássio para a célula, devido às diferenças de suas concentrações.

Saiba mais:

Exercícios de Vestibular

1. (PUC RJ-2007) Em relação aos envoltórios celulares, podemos afirmar que:

a) todas as células dos seres vivos têm parede celular.
b) somente as células vegetais têm membrana celular.
c) somente as células animais têm parede celular.
d) todas as células dos seres vivos têm membrana celular.
e) os fungos e bactérias não têm parede celular.

d) todas as células dos seres vivos têm membrana celular.

2. (Mack-2005) Assinale a alternativa correta a respeito da membrana lipoprotéica.

a) Em bactérias, apresenta uma organização diferente da encontrada em células eucariotas.
b) Existe apenas como envoltório externo das células.
c) É formada por uma camada dupla de glicoproteínas, com várias moléculas de lipídios encrustadas.
d) É rígida, garantindo a estabilidade da célula.
e) Está envolvida em processos como a fagocitose e a pinocitose.

e) Está envolvida em processos como a fagocitose e a pinocitose.

3. (VUNESP-2010) Devido à sua composição química – a membrana é formada por lipídios e proteínas – ela é permeável a muitas substâncias de natureza semelhante. Alguns íons também entram e saem da membrana com facilidade, devido ao seu tamanho.... No entanto, certas moléculas grandes precisam de uma ajudinha extra para entrar na célula. Essa ajudinha envolve uma espécie de porteiro, que examina o que está fora e o ajuda a entrar. (Solange Soares de Camargo, in Biologia, Ensino Médio. 1.ª série, volume 1, SEE/SP, 2009.) No texto, e na ordem em que aparecem, a autora se refere:

a) ao modelo mosaico-fluído da membrana plasmática, à difusão e ao transporte ativo.
b) ao modelo mosaico-fluído da membrana plasmática, à osmose e ao transporte passivo.
c) à permeabilidade seletiva da membrana plasmática, ao transporte ativo e ao transporte passivo.
d) aos poros da membrana plasmática, à osmose e à difusão facilitada.
e) aos poros da membrana plasmática, à difusão e à permeabilidade seletiva da membrana.

a) ao modelo mosaico-fluído da membrana plasmática, à difusão e ao transporte ativo.

Lana Magalhães
Lana Magalhães
Licenciada em Ciências Biológicas (2010) e Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais pela Universidade do Estado do Amazonas/UEA (2015). Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia pela UEA.