Amido

Carolina Batista
Carolina Batista
Professora de Química

O amido, ou amilo, é um polímero natural formado pela condensação das moléculas de glicose com ligações α e surge em decorrência da fotossíntese. A sua fórmula é (C6H10O5)n.

Encontrado nas plantas, na forma de grânulos, é um composto complexo, que tem uma função muito importante, a de ser a reserva energética dos vegetais. Com o intuito de liberar energia, as ramificações do amido podem ser quebradas facilmente.

O amido é a principal fonte de carboidratos. Sem sabor e sem cheiro, a sua presença é abundante em cereais, como arroz, milho e trigo, e em tubérculos, como batata e mandioca.

A densidade do amido é 1,5 g/cm³ e a sua massa molecular pode variar entre 60.000 u e 1.000.000 u.

Estrutura do amido

O amido é formado por uma cadeia composta por dois polissacarídeos: amilose, numa proporção de 20-15%, e amilopectina, numa proporção de 75-80%.

A amilose é um polímero linear de D-glicose α-(1,4).

Amilose
Estrutura da amilose

A amilopectina é um polímero de D-glicose com ligações α-(1,4) e 5% de ramificações α-(1,6). Trata-se da molécula que existe com maior proporção na composição do amido.

Estrutura da amilopectina
Estrutura da amilopectina

Saiba mais sobre os polissacarídeos.

Digestão do amido

A digestão do amido inicia na boca. A enzima amilase presente na saliva transforma o amido em moléculas menores de açúcar, a maltose, para facilitar sua digestão.

A conversão do amido continua no intestino, onde as enzimas presentes nesse órgão farão com que a maltose seja modificada por meio da hidrólise e se transforme em glicose.

No que respeita à digestão do amido pelos animais, ocorre o seguinte: o amido é decomposto em glicose e se transforma em glicogênio, ou amido animal, no fígado. A partir daí, o glicogênio volta a ser decomposto em glicose, com o objetivo de transportar energia para o organismo, o que é feito através do sangue. Por fim, a glicose é oxidada.

Saiba mais sobre a Glicose.

Função do amido

Pelo fato de ser tão rico em carboidratos, fonte de energia para o organismo, o amido é um excelente alimento.

Na indústria de alimentos, o amido é utilizado como:

  • Espessantes - para dar mais consistência a molhos e pudins, por exemplo;
  • Ligantes - para misturar ou combinar, tal como as gelatinas.
  • Substituto de lipídios - gorduras, que também consiste em reserva de energia - em alimentos dietéticos.

Além disso, é muito comum utilizar o amido na iodometria, técnica de laboratório usada para identificar a presença de iodo em uma substância, pois o amido reage produzindo a cor violeta quando em contato com o iodo.

Leia também:

Carolina Batista
Carolina Batista
Técnica em Química pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (2011) e Bacharelada em Química Tecnológica e Industrial pela Universidade Federal de Alagoas (2018).