Anos 50


Os Anos de 1950 ficaram conhecidos como os “Anos Dourados”. É uma década de revoluções tecnológicas com evidentes implicações sociais, especialmente quando consideramos o ponto de vista comunicacional, pois é nesse período que as propagandas invadem a rádio e a recém chegada televisão.

Os Estados Unidos tornam-se um modelo de prosperidade e confiança, uma vez que desenvolve níveis de bem-estar social muito elevados graças as melhores qualidades de habitação e de telecomunicações.

Os norte-americanos produzem bens pouco duráveis para consumo. Na Europa, o estilo modernista da Bauhaus apresenta um design voltado à funcionalidade da vida moderna e tem como objetivo a fabricação de bens duráveis.

Cultura e Sociedade nos Anos 50

No que respeita ao padrão de beleza, a década de 50 é marcada pelos corpos esquálidos, diferentemente daquele corpo da década anterior - marcado pelas curvas de Marilyn Monroe.

Agora, o padrão de beleza a ser alcançado é o de Brigitte Bardot, até 1957. Note que a mulher está cada vez mais independente, mas além de bela e bem cuidada, ela ainda acumula a função de dona-de-casa, esposa e mãe.

Anos 50Foto de Brigitte Bardot

Não obstante, com o fim da escassez do pós-guerra, a beleza pode ser considerada um tema importante pela indústria. Assim, era tempo de cuidar da aparência de modo sofisticado. Sem espanto, será durante os anos 50, a alta-costura e a indústria de cosmética irão se desenvolver sem precedentes. Daí, surge a moda colegial, inspirada no visual sportswear.

Contudo, o ponto alto dessa década é a popularização da televisão. No Brasil, em setembro de 1950 é inaugurada a TV Tupi, o primeiro canal de televisão da América Latina. Já o cinema, seguindo o modelo norte americano, difunde a moda do garoto rebelde, representada por James Dean; os filmes mais populares são Cinderela (1950) e Peter Pan (1953).

Ora, todos os temas da época decorrem da ficção científica e as viagens espaciais. Até mesmo os carros americanos serão inspirados na tecnologia espacial (grandes, baixos e compridos, luxuosos e confortáveis), inclusive os diversos aparelhos eletrodomésticos criados, como a máquina de lavar roupas e o aspirador de pó.

No esporte, o Uruguai é campeão Mundial de futebol pela segunda vez no Brasil, em 1950. Em 1954, a Alemanha Ocidental ganha o Troféu Mundial pela 1.ª vez e, em 1958, é a vez da seleção brasileira conquistar o título, na Suécia.

Quanto aos avanços científicos, podemos destacar o primeiro transplante de órgão, em 1954; o desenvolvimento da primeira vacina de poliomielite, em 1955.

Em 1957 acontece o lançamento da nave Sputnik I, bem como o primeiro ser vivo em órbita da Terra (a cadela Laika) a bordo da Sputinik II.

Finalmente, é nessa década que surge o rock'n'roll nos Estados Unidos. A repercussão mundial esteve nas vozes de cantores como Elvis Presley, que começa a fazer sucesso em 1956 e outros, como Chuck Berry, Chubby Cheker e Bill Haley.

No Brasil, além da introdução do movimento Rock, surge um estilo de música único: a Bossa Nova, cantada nas vozes de Tom Jobim, Vinícius de Morais e João Gilberto.

Leia também: MPB - Música Popular Brasileir

Política nos Anos 50

A política nos anos de 1950 fica marcada pelos conflitos entre os blocos capitalista e socialista. São exemplos: a Guerra Fria (1947-1991), a Guerra do Vietnã (1955-1975) e, no final da década, a Revolução Cubana (1959).

A corrida espacial é um verdadeiro símbolo do cabo de guerra entre os Estados Unidos e a então União Soviética pela liderança na exploração do espaço.

No Brasil, temos a continuidade do desenvolvimentismo de Getúlio Vargas. O governo de Juscelino Kubitschek (entre 1956 e 1960) apresenta um Plano de Metas para o desenvolvimento econômico do País, cujo lema é "50 anos em 5".

Economia nos Anos 50

Nos anos 50, o acontecimento mais importante no plano econômico é a assinatura do Tratado de Roma em 1957, segundo o qual se estabelecia a Comunidade Econômica Europeia (CEE), precursora da União Europeia.

No Brasil, o evento marcante é a criação da empresa estatal Petrobras, em 1953, ainda no período Vargas. É também uma era de busca por capitais estrangeiros, quando as multinacionais irão espalhar sua cadeia produtiva pelo Mundo e pelo Brasil.

Você também pode se interessar por Anos 60 e Anos 70.