Articulações do ombro

Juliana Diana

As articulações do ombro são consideradas uma das mais importantes dos membros superiores, pois elas permitem movimentos de grande amplitude.

O ombro consiste na ligação entre o braço e a escápula que, por sua vez, é formada pelas articulações e por um conjunto de músculos e ligamentos que ajudam na fixação e movimentação do braço.

Quais são as articulações do ombro?

articulações do ombro
Localização das quatro articulações do ombro

O ombro é composto por quatro articulações: esterno-clavicular, escápulo-torácica, acromioclavicular e glenoumeral.

Conheça abaixo como cada uma delas atua.

Esternoclavicular

A esternoclavicular é uma articulação que faz a ligação entre o membro superior e o esqueleto axial, que é cabeça e tronco.

Esta articulação permite realizar os movimentos de elevação, depressão, protração, rotação e retração.

Escápulo-torácica

A articulação escápulo-torácica se caracteriza por não apresentar a anatomia de uma articulação comum. Porém, devido a função realizada, estudiosos e pesquisadores consideram esta como uma articulação, uma vez que ela possibilita a realização de movimentos específicos.

Os movimentos permitidos pela articulação escápulo-torácica são adução, abdução e rotação da escápula, além do movimento de elevação e depressão.

Acromioclavicular

Esta articulação está localizada entre a clavícula e o acrômio, que é um osso da escápula. Esses dois ossos não possuem um encaixe perfeito, porém sua função permite a realização de diferentes movimentos.

A articulação acromioclavicular permite, além de movimentos de elevação e depressão, realizar rotação, retração e protração do ombro.

Glenoumeral

A glenoumeral é uma articulação que está associada à cintura escapular.

Os movimentos permitidos por esta articulação estão relacionados à rotação interna e externa do ombro, além de abdução, adução, flexão e extensão.

Patologias relacionados às articulações do ombro

As articulações do ombro são consideradas aquelas que mais permitem movimento do corpo humano. Por esse motivo, é comum surgir patologias que limitam a mobilidade na região.

Conheça a seguir duas patologias mais comuns que comprometem a articulação do ombro e seus movimentos.

Tendinite do supra-espinhal

tendinite supra-espinhal
A tendinite do supra-espinhal pode ser causada por diferentes motivos

A tendinite do supra-espinhal é uma inflamação e degeneração que acontece no tendão do ombro. A supra-espinhal é um pequeno músculo que atua no corpo com o objetivo de auxiliar na elevação do braço.

As causas para esta patologia podem estar relacionadas a realização de movimentos repetitivos, obesidade, fatores genéticos, fraturas, postura inadequada, dentre outros.

Bursite subacromial

bursite subacromial
A bursite é causada principalmente pela realização de movimentos repetitivos

A bursite no ombro é a inflamação da bursa, uma espécie de bolsa que ajuda a proteger os tecidos que ficam próximos da articulação do ombro. Os principais sintomas são dificuldade na movimentação do ombro, dor e rigidez na região.

As causas mais comuns estão relacionadas à realização de movimentos repetitivos com o braço, lesões, artrite e outras doenças relacionadas à articulação.

Você pode aprender mais sobre:

Juliana Diana
Juliana Diana
Licenciada em Ciências Biológicas pelas Faculdades Integradas de Ourinhos (FIO) em 2007. Pós-graduada em Informática na Educação pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) em 2010. Doutora em Gestão do Conhecimento pela UFSC em 2019.