Bolcheviques e Mencheviques

Juliana Bezerra

Bolcheviques e Mencheviques são as duas correntes nas quais se dividiu o Partido Operário Social-Democrata da Rússia.

As palavras “Bolchevique” e “Menchevique” vêm do russo e significam, respectivamente, maioria e minoria.

Divisão entre Bolcheviques e Mencheviques

A ruptura do Partido Operário Social-Democrata da Rússia aconteceu quando a organização realizava seu segundo congresso, em 1903.

Naquela reunião, dois grupos se formaram: os bolcheviques, liderados por Lenin, e outro, os mencheviques, por Yuli Martov.

Lenin e Yuli Martov
Lenin e Yuli Martov fundaram o Partido Social-Democrata da Rússia, mas romperiam por divergências ideológicas

Durante as deliberações, houve um intenso debate sobre as possibilidades de como e quando instalar um regime socialista na Rússia.

Segundo Lenin, o partido deveria estar constituído de revolucionários profissionais que se encarregariam de conduzir às massas ao regime socialista.

Também defendia a tese que o aliado da classe operária deveria ser os camponeses, pois estes também eram oprimidos tanto pelo regime czarista quanto pela burguesia. Finalmente, quando os operários tomassem o poder, seria instalada a ditadura do proletariado.

Já Yuli Martov argumentava que o partido deveria se abrir a todo aquele que desejasse entrar e militar na causa revolucionária.

Para fazer a revolução, a classe operária precisaria se aliar à burguesia liberal e, desta maneira, desenvolver plenamente o capitalismo na Rússia. Primeiro, deveriam fazer uma revolução burguesa e somente depois disso, iniciar a construção de uma sociedade socialista, sem passar pela ditadura do proletariado.

As teses de Lenin saíram vitoriosas durante a votação do Comitê Central. Após este fato, o partido ficaria fraturado até 1912, quando os mencheviques optaram por fundar seu próprio partido.

Apesar das divergências, os mencheviques tiveram uma participação fundamental durante a Revolução Russa em 1917.

O Socialismo e a Revolução Russa (1917)

A repressão exercida pela polícia política czarista e as duras condições de vida do operariado russo fazem muitos intelectuais admirarem as ideais socialistas de Karl Marx.

Ao longo do século XIX, em toda Rússia, são fundadas várias organizações de trabalhadores inspiradas nas ideias marxistas.

A fim de unificá-los, em 1898, é fundado o Partido Operário Social-Democrata da Rússia, cujos presidentes seriam Lenin e Yuli Martov.

Ambos eram vigiados pela polícia e foram mandados para a Sibéria por conta de suas atividades políticas, até que foram exilados em Londres.

As ideias de Lenin saíram vitoriosas e passaram a constituir a “maioria” na organização. Por sua parte, as teses de Yuli Martov tornaram-se a “minoria” dentro do partido.

Líderes Bolcheviques e Mencheviques

Lenin, junto com Leon Trotsky, foi um dos mais destacados dirigentes bolcheviques e da Revolução Russa. Mais tarde, este núcleo daria origem ao Partido Comunista da União Soviética - PCUS.

Por sua parte, o líder dos mencheviques, Julius Martov, foi afastado da vida política russa após 1917 e obrigado a se exilar na Alemanha, onde faleceria em 1921.

Saiba também sobre este assunto:

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.