Dia do Saci

Daniela Diana

O Dia do Saci é comemorado em 31 de outubro, no mesmo dia em que se comemora o Halloween.

A data foi criada em 2003 com o intuito de resgatar e valorizar o folclore do nosso país, promover a cultura nacional e as tradições brasileiras.

Lembre-se que o saci-pererê é uma das figuras mais emblemáticas do folclore brasileiro e possui influências indígena e africana.

Charge com Saci-pererê

Origem: Como surgiu o Dia do Saci?

O Dia do Saci foi elaborado em 2003 através do Projeto de Lei Federal n.º 2.762 proposto pelo Deputado Aldo Rebelo. No entanto, somente mais tarde essa data foi oficializada.

Em 2013, a Comissão de Educação e Cultura elaborou o Projeto de Lei Federal n.º 2.479, que institui o 31 de outubro como sendo o Dia do Saci.

Os proponentes foram o Deputado Federal Chico Alencar e a Vereadora de São José dos Campos Ângela Guadagnin.

Confira trechos do Projeto de Lei n.º 2.479, de 2003:

“Instituir o “Dia do Saci” representa oferecer à sociedade um instrumento de valorização da cultura popular como elemento fundamental na constituição da identidade brasileira. Por meio da previsão anual da comemoração da data, na forma de eventos culturais e atividades festivas, as iniciativas propõem o resgate e a valorização de nossas tradições e manifestações folclóricas originais.”

“Entendemos que a comemoração anual do “Dia do Saci” permitirá um contato sistemático com a variedade e a beleza das tradições do País, de modo a fortalecer o processo de consolidação da identidade nacional bem como a auto-estima do povo brasileiro.”

Todavia, no estado de São Paulo o Dia do Saci já tinha sido oficializado em 2004 por meio da Lei Estadual n.º 11.669.

Atualmente, nesse dia muitas instituições educacionais do País propõem atividades relacionadas com essa figura folclórica.

A ideia é divulgar a história do folclore brasileiro, já que muitos não conhecem as lendas que envolvem a imaginário do nosso país.

Como foi introduzida há pouco tempo, o Dia do Saci ainda não é muito comemorado pelos brasileiros.

Atividades para o Dia do Saci

Desde a oficialização da data no Brasil, as escolas costumam realizar eventos relacionados com a figura do Saci.

Dentre as propostas de atividades, sugerimos:

  1. Confecção de boneco do Saci;
  2. Confecção de gorros vermelhos;
  3. Leitura de lendas;
  4. Apresentações teatrais;
  5. Jogos: caça ao Saci, criar crinas de cavalo com lã e montar um circuito com elas a fim de ver quem é o mais rápido a dar nó nelas;
  6. Cantar músicas.
Criança segurando boneco do Saci
Criança segurando boneco do Saci. Fonte: SOSACI - Sociedade dos Observadores de Saci
Crianças usando gorro participando em atividade do Dia do Saci
Crianças usando gorro participando em atividade do Dia do Saci. Fonte: SOSACI - Sociedade dos Observadores de Saci

Dia do Saci e Halloween

Por trás de sua criação, o Dia da Saci revela uma resposta à comemoração do Halloween, que deixa muitas pessoas incomodadas.

Lembre-se que o Halloween (Dia das Bruxas) é uma festa tradicional que acontece em diversos países anglo-saxões, sobretudo nos Estados Unidos.

Dessa maneira, o Halloween começou a ser disseminado no Brasil há cerca de 20 anos. Os principais responsáveis foram as escolas de línguas, que começaram a divulgar a data, bem como o cinema estadunidense.

Assim, o Dia do Saci surge em contraposição à cultura dos países de língua inglesa. Por esse motivo, a data escolhida foi dia 31 de outubro, o mesmo dia que se comemora o Halloween em diversas partes do mundo.

Confira um trecho do projeto de Lei n.° 2.479, de 2003:

“A data escolhida, 31 de outubro, dia em que se festeja o Halloween, “Dia das Bruxas”, nos Estados Unidos, parece-nos pertinente. A comemoração do Halloween no Brasil – como tantas outras celebrações da cultura norte-americana de forte apelo comercial – tem atraído cada vez maior número de jovens e crianças. Criar, na mesma data, o “Dia do Saci” é, portanto, uma forma de se oferecer à juventude brasileira a alternativa de festejar as manifestações de sua própria cultura.”

Saiba mais:

Lenda do Saci-pererê

O Saci-pererê é um menino negro muito astuto que possui uma perna só. O Saci possui um gorro vermelho, fuma cachimbo, se locomove dento de um redemoinho e pratica muitas travessuras.

Dentre as principais traquinices, o Saci gosta de dar nó nas crinas e rabos dos cavalos, confundir as pessoas e animais com assobios, fazer com que as coisas desapareçam e trocar os recipientes de sal e açúcar nas cozinhas.

Você Sabia?

Monteiro Lobato, um dos maiores escritores infanto-juvenis do Brasil, foi um dos responsáveis por divulgar a lenda do Saci com a coleção de livros “Sítio do Pica-pau Amarelo”.

Mais tarde, os livros ganharam espaço nas telinhas com o programa do “Sítio do Pica-pau Amarelo” e desenhos inspirados no folclore nacional.

Curiosidades

A capital nacional do Saci é a cidade de Botucatu, no interior de São Paulo. A Associação Nacional de Criadores de Saci (ANCS) tem sede no município e tem como intuito principal divulgar essa figura folclórica.

A SOSACI - Sociedade dos Observadores de Saci, por sua vez, é uma organização que foi criada em São Luiz do Paraitinga e que tem como objetivo valorizar a cultura popular brasileira incentivando o desenvolvimento de projetos que promovam a sua difusão.

Leia também:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.