Esfinge de Gizé


A Esfinge de Gizé ou Grande Esfinge de Gizé é um monumento gigante, erguido na época do Egito Antigo que está localizado próximo as Pirâmides do Egito, na margem oeste do rio Nilo, nos arredores do Cairo.

A presença das três pirâmides (Quéfren, Quéops e Miquerinos) e da Esfinge como um guardião, faz da Necrópole de Gizé, um dos mais famosos sítios arqueológicos da África e do mundo.

A Esfinge encontra-se no Planalto de Gizé, no Egito (África), pesquisadores acreditam que a data de sua construção tenha sido por volta 2500 a.C., durante o reinado do Faraó Quéfren; entretanto, alguns apontam que sua idade é muito maior: erguida em 10.000 a.C.

O termo esfinge derivada da língua egípcia “shesep-ankh”, que significa “imagem viva”, ou seja, ela atuaria como um guardião da Península de Gizé, representando a força do Faraó.

Saiba mais sobre As Pirâmides do Egito.

História

Esfinge de GizéEsfinge de Gizé

A História retrata que a Esfinge foi construída com a cabeça do Faraó Quéfren. Para os egípcios ela representava uma divindade: O Deus Sol “Atum Rá”.

Reza a lenda que por volta de 1400 a.C. Tutmés IV repousou ao lado da Esfinge e teve um sonho com o Deus do sol, pedindo que ele retirasse a areia que a encobria, em troca, o Deus o transformaria em um grande Faraó.

Entre as imensas patas do leão, é possível encontrar uma placa de granito vermelho (Estela do sonho) descrevendo essa passagem. Alguns estudiosos acreditam que ela foi pintada de vermelho, no entanto com o tempo a coloração desapareceu.

Com a tempestades de areia no local, o corpo da esfinge ficou totalmente coberto durante milênios, sendo totalmente descoberta em 1925. Além disso, ela já foi restaurada diversas vezes e atualmente é um dos monumentos mais visitados por turistas do mundo todo.

Saiba mais sobre os aspectos da Civilização Egípcia.

Estrutura da Esfinge

A Esfinge possui uma estrutura interessante baseada numa figura mítica que inclui um corpo de leão e uma cabeça humana com turbante real voltada para o sentido do sol nascente. Para o povo egípcio, o leão representava uma importante figura de proteção.

Feita de pedra calcária, ela possui 73 metros de comprimento, 19 metros de largura e 20 metros de altura e representa a maior Esfinge do planeta e ainda, a maior estátua esculpida num grande bloco de pedra.

A Esfinge por Dentro

Por dentro da esfinge foram encontradas múmias, uma vez que faz parte da mitologia mortuária egípcia mumificar os mortos importantes e colocá-los dentro de grandes monumentos a fim de protegê-los. Na cultura egípcia os faraós eram eternos e por isso, a importância de conservar seus corpos.

Para ampliar seus conhecimentos, leia o artigo: Arte Egípcia.

Mistérios da Esfinge de Gizé

Um dos maiores mistérios sobre a Esfinge está relacionado com a data em que o monumento foi erigido e ainda sobre a perda do nariz, de um metro de largura. Muitas hipóteses giram em torno dessa questão, seja pela perda numa das invasões napoleônicas, ou mesmo a erosão causada pelo tempo. No entanto, a mais aceita entre os historiadores é que alguns povos inimigos arrancaram o nariz da estátua, posto que antigamente isso significava perder a honra.

Curiosidades: Você Sabia?

Na boca da Esfinge tem uma inscrição que diz: “Eu protejo a capela do teu túmulo. Eu guardo tua câmara mortuária. Eu mantenho os intrusos afastados. Eu jogo os inimigos no chão com suas próprias armas. Eu expulso o perverso da capela do sepulcro. Eu destruo os teus adversários em seus esconderijos, bloqueando-os para que não possam mais sair.”