Esôfago

Juliana Diana

O esôfago é um órgão que apresenta formato cilíndrico, formado por tecido muscular, apresenta cerca de 25 cm de comprimento e 3 cm de diâmetro.

É um órgão que compõe o sistema digestório, sendo responsável por fazer a ligação da faringe até o estômago e levar os alimentos ingeridos até o estômago.

Anatomia do esôfago

anatomia do esôfago
Anatomia do esôfago

Localizado no tronco do corpo, o esôfago é classificado de três formas:

  • Esôfago cervical: representa o início do órgão, o qual faz a ligação direta com a traqueia e possui cerca de 4 cm;
  • Esôfago torácico: representa a maior região do esôfago, com aproximadamente 18 cm, estando localizado atrás do brônquio esquerdo;
  • Esôfago abdominal: é uma região com cerca de 3 cm que se conecta diretamente com o diafragma, que por sua vez se liga ao estômago.

Para desempenhar sua função, o esôfago apresenta uma parte superior e uma inferior.

A parte superior do esôfago possui um músculo denominado esfincter esofágico superior, responsável por abrir espaço necessário, afrouxando o esôfago para passagem de alimentos ou líquidos.

A parte inferior do esôfago faz ligação com o estômago e recebe o nome de junção gastroesofágica. Nesta área, existe a presença do esfíncter inferior do esôfago, que auxilia no controle da passagem do alimento até o estômago. Esta ação faz com que o ácio estomacal e as enzimas digestivas não cheguem ao esôfago.

O esôfago é composto por várias camadas que formam sua parede. São elas:

Mucosa

A mucosa corresponde a camada que reveste o interior do esôfago. Ela se divide da seguinte forma:

  • Epitélio: é a camada mais interna do esôfago e é formada por células denominadas células escamosas.
  • Lâmina própria: é a camada de tecido conjuntivo formada sob o epitélio.
  • Muscularis musoca: representa a fina camada de músculo que fica localizado sob a lâmina própria.

Submucosa

A submucosa representa a camada de tecido conjuntivo que fica localizado abaixo da mucosa, apresentando vasos sanguíneos e nervos. É nesta camada que o esôfago apresenta glândulas que secretam muco.

Muscularis própria

A muscularis própria é uma camada de músculo que atua contraindo-se para que o alimento ingerido seja empurrado da garganta, passando pelo esôfago até chegar ao estômago.

Adventícia

A adventícia corresponde a camada mais externa do esôfago, sendo formada por um tecido conjuntivo.

Leia também sobre:

Doenças do esôfago

Conheça a seguir as doenças mais comuns relacionadas ao esôfago.

Câncer de esôfago

câncer de esôfago
Câncer de esôfago

O câncer de esôfago é o desenvolvimento de células cancerígenas na parede do esôfago. As causas mais prováveis para esta doença estão relacionadas ao uso de tabaco e álcool e distúrbios esofágicos.

Os principais sintomas são dificuldade para ingerir alimentos, perda de peso e dor no local. O diagnóstico é feito através de exame de endoscopia. O tratamento pode envolver cirurgia e quimioterapia, além de terapias complementares para auxiliar no alívio dos sintomas.

Inflamação do esôfago

inflamação do esôfago
Inflamação do esôfago

A inflamação do esôfago corresponde a esofagite. Os fatores mais comuns relacionados à esofagite são infecções, gastrite e refluxo gástrico. O sintoma mais comum é a azia constante, mau hálito, gosto amargo na boca e dor de garganta.

Após a confirmação do diagnóstico, o tratamento é feito com base em medicamentos aliado a uma dieta específica e mudanças no estilo de vida.

Refluxo gastroesofágico

refluxo gastroesofágico
Refluxo gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico é quando o alimento retorna para o esôfago, pois o esfincter localizado entre o estômago e o esôfago permanece aberto. Os principais sintomas são azia, desconforto na garganta e amargor na boca.

O tratamento para o refluxo consiste em medidas educativas, como evitar ingerir líquidos durante as refeições, bebidas com alto índice de cafeína e até mesmo o uso de medicamentos.

Esôfago de Barrett

esôfago de barrett
Esôfago de Barrett

O esôfago de Barrett corresponde a uma doença que resulta da complicação do refluxo gastroesofágico, causando exposição da mucosa do esôfago ao conteúdo gástrico.

Como consequência, o esôfago sofre alteração no tipo de célula que forma esta região, sendo esta uma tentativa do organismo de protege contra a acidez.

As pessoas portadoras desta doença são mais propensas a desenvolver câncer no esôfago. Os sintomas são semelhantes àqueles das outras doenças do esôfago, ou seja, azia, má digestão, sensação de queimação, dor e inflamação na garganta.

O tratamento exige acompanhamento médico, no qual é indicado o uso de medicamentos e alimentação restrita e controlada.

Desconforto no esôfago

desconforto esôfago
Desconforto no esôfago

O esôfago pode apresentar desconfortos, causando queimação, azia, má digestão, dor e inflamação.

A queimação no esôfago é muito comum e pode estar relacionada a ingestão de determinados tipos de alimentos e até mesmo na postura que a pessoa está se alimentando. A sensação de queimação acontece na região do estômago e vai até próximo da garganta.

A azia e má digestão podem ser considerados como alguns dos sintomas de doenças relacionadas ao esôfago, como câncer e esofagite.

Leia também:

Juliana Diana
Juliana Diana
Licenciada em Ciências Biológicas pelas Faculdades Integradas de Ourinhos (FIO) em 2007. Pós-graduada em Informática na Educação pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) em 2010. Mestre em Gestão do Conhecimento pela UFSC em 2015.