Henry Ford

Juliana Bezerra

Henry Ford foi um empresário e inventor americano que revolucionou a indústria automobilística.

Foi fundador da Ford Motor Company, criador do modelo Ford T e do sistema de produção em série, conhecido como Fordismo.

Henry Ford
Henry Ford e o modelo T

Biografia

Henry Ford, filho de uma família de fazendeiros, nasceu dia 30 de julho de 1863, na cidade de Springwells, Michigan, nos Estados Unidos.

Cultivou desde criança o desejo por entender o funcionamento de equipamentos e máquinas. Chegou a estruturar uma oficina nos fundos de casa.

Aos 15 anos, o rapaz ganhou um relógio de presente do pai. Ele desmontou e voltou a montar o equipamento.

Assim, torna-se um curioso sobre o funcionamento de máquinas e aparelhos. Quando a mãe falece, rejeita assumir a fazenda da família em 1879.

Naquele mesmo ano, foi para Detroit e começou a trabalhar como aprendiz de mecânico. A cidade fervia de fábricas e mais tarde seria conhecida como a capital automobilística dos Estados Unidos.

O aprendizado garantiu um emprego como reparador de motores a vapor. Henry Ford tinha 16 anos quando construiu seu primeiro motor a vapor.

A partir de 1891, Ford assume o posto de engenheiro na Edison Illuminating Company, em Detroit. Na empresa, de propriedade de Thomas Edison, Henry Ford atinge o posto de engenheiro chefe.

Em 1903, abre a Ford Company e lança o Ford T que se tornaria um ícone da indústria automobilística e dos anos 20.

Ford T
Ford T

Em conjunto com a administração da produção em larga escala de automóveis, Henry Ford também coordenou o fornecimento de insumos automotivos. Em 1905, foi empossado como presidente da Society of Automotive Engineers.

Henry Ford morreu de hemorragia cerebral em 7 de abril de 1947 na cidade de Dearborn, Michigan. Além do legado de revolucionar o sistema industrial mundial, o empresário registrou 161 patentes e criou o sistema de franquias.

Parte de sua fortuna foi deixada à caridade e é administrada pela Fundação Ford, que investe na pesquisa científica e educacional.

Administração

Nos fins de semana, Ford desenvolvia um automóvel na garagem da sua casa. Ao ver tanta atividade, os vizinhos o apelidaram de “Louco Ford”.

Nessa fase, cria o primeiro motor de combustão interna, patenteado em 1893. O protótipo era um quadriciclo de propulsão independente movido a gasolina.

Diante do êxito desse modelo, Ford deixa seu emprego estimulado pelo próprio Thomas Edison que o aconselha a seguir seu sonho.

A Ford Motor Company é fundada em 1903. Na sua fábrica, Ford implanta várias novidades na produção como a linha de montagem em massa ou em série.

Inspirado no taylorismo, Ford criou um método que consistia em especializar os operários em poucas funções. Assim, o chassi do automóvel passava sobre uma esteira enquanto os trabalhadores colocavam os componentes.

Os operários não precisavam de se deslocar para a ação de instalação das peças e um automóvel inteiro ficava pronto em poucas horas. A esse primeiro projeto foi dado o nome de Modelo T, que no Brasil foi batizado de Ford Bigode.

Com esta linha de produção, Ford conseguiu baratear o produto. Entretanto, surgiu um problema: as pessoas não tinham como comprá-lo.

Por isso, reduz a jornada de trabalho para 8 horas diárias, com folga nos fins de semana e aumenta o salário dos operários.

Os veículos, antes restritos a poucos, tornam-se mais baratos e, portanto, mais acessíveis à população. Em 1914, a companhia comercializa 250 mil unidades de automóveis. Dois anos depois, a produção vendida passa a 450 mil.

Os produtos viraram objeto de desejo da classe média norte-americana, o que influenciou diretamente na economia dos Estados Unidos. Em 1920, já eram produzidos dois milhões de unidades.

Esse pico de produção é denominado ciclo de prosperidade dos EUA, cujo impacto direto foi designado "american way of life" (estilo de vida americano).

Entretanto, Ford sofreu a concorrência de outras montadoras como a General Motors. O fato de não querer aceitar inovações como a mudança de cores de automóveis fez com que as vendas dos carros diminuíssem.

Atendendo aos pedidos do seu filho, Ford lança outro modelo chamado Ford A, que seria sucesso de vendas.

A partir daí, a empresa recuperou sua participação de mercado e até hoje é uma das líderes de venda de automóveis em todo mundo.

Fordismo

A estrutura de trabalho criada por Ford ficou conhecida como Fordismo, elemento fundamental para a modernização que caracterizou a Segunda Revolução Industrial.

O Fordismo consiste na produção em massa, redução de custos e organização administrativa da empresa para incentivar o consumo, também em massa. Esta técnica contribuiu para a otimização do processo de produção e no aumento da produtividade.

A teoria de Henry Ford é descrita em seu livro "Minha Filosofia de Indústria".

Frases de Henry Ford

  • "Pensar é o trabalho mais difícil que existe. Talvez por isso tão poucos se dediquem a ele".
  • "Não encontro defeitos. Encontro soluções. Qualquer um sabe queixar-se".
  • “O insucesso é apenas uma oportunidade para recomeçar com mais inteligência"
  • "Um idealista é alguém que ajuda outro a ter lucro".
  • "Corte sua própria lenha. Assim, ela aquecerá você duas vezes".
  • "Obstáculos são aquelas coisas assustadoras que você vê quando desvia seus olhos de sua meta".

Leia mais:

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.