Macartismo


O Macartismo é uma expressão derivada do inglês “McCarthyism” e corresponde a um período histórico dos Estados Unidos.

Foi caracterizado pela intensa de repressão e perseguição política, baseada em métodos de censura e difamação pela prática de acusações de traição ou subversão, publicadas sem evidências, mas com grande impacto negativo na vida dos denunciados.

Com efeito, a denominação tem sua origem no expoente máximo da "caça as bruxas", o senador republicano Joseph McCarthy, autor de projetos de lei anticomunistas e orador enfurecido no Congresso.

Por conseguinte, vale ressaltar que o senador se insere no contexto da Guerra Fria (1945 -1989), um período de bipolarização político-ideológica mundial, que teve início com a suspensão das relações de cooperação com a União Soviética, iniciadas na era Roosevelt.

Este fato, por sua vez, é fruto da política externa anti-soviética conhecida como Doutrina Truman, do presidente Harry Truman (1945), o qual resultou em graves conflitos, como a Guerra da Coreia (1950) e a Guerra do Vietnã (1964).

Para saber mais: Guerra Fria e Guerra da Coreia

Principais Características do Macartismo

A principal característica do Macarthismo são as acusações infundadas sob o pretexto de espionagem e subversividade.

Curiosamente, toda atitude como participar de uma passeata ou apoiar as políticas do governo Roosevelt pode ser alvo da patrulha anticomunista, com isso, sofrer uma aberta perseguição política marcada pelo desrespeito aos direitos civis.

Infelizmente, este período ficou marcado pela manipulação midiática anticomunista, pela prática indiscriminada de interrogatórios produzidos por delatores pagos para indicar os comunistas, bem como pela intimidação para obtenção de confissões e mais delações e a criação das famigeradas “listas negras”, que marcavam os perseguidos como traidores.

Ora, qualquer um envolvido nos movimentos sindicais ou que manifestasse qualquer simpatia socialista era incluído na lista e dificilmente conseguiria emprego regular novamente.

Por outro lado, o mais gritante foi à evidente parcialidade nas investigações, as quais atingiam o próprio governo republicano e o exército, o que chocou a opinião pública americana e culminou no fim do macarthismo.

O Macartismo e a "Caça as Bruxas"

De fato, o macarthismo constituiu-se como uma verdadeira campanha de perseguição aos comunistas em território estadunidense, tal como a “caça as bruxas” um movimento que teve inicio no século XV e perdurou até o século XVIII.

Esta aproximação se deve ao fato desse período ficar conhecido pelas delações de supostos comunistas (delação foi à principal arma do macarthismo), como foram delatadas as supostas bruxas.

O medo do Comunismo e da espionagem soviética levou milhares de americanos a serem acusados de comunistas ou simpatizantes entre os anos de 1940 até o fim dos anos 1950.

Os principais acusados pertenciam ao serviço público, à indústria do espetáculo e cinematográfica, incluindo atores, diretores, roteiristas e músicos; outros, como cientistas, educadores e sindicalistas também foram acusados aos montes.

Nomes como os de Charlie Chaplin, Albert Einstein, J. Robert Oppenheimer e Edward U. Condon estão entre os acusados que sofreram forte perseguição política pelas medidas do macarthismo.

Para saber mais: Comunismo e Socialismo

Curiosidade

  • O anticomunismo de um modo geral é chamado de “macarthismo”.