Tempos Modernos, filme de Charles Chaplin

Laura Aidar

Tempos Modernos é um obra cinematográfica de 1936 idealizada por Charles Chaplin. O filme se tornou um clássico do cinema e é um dos mais conhecidos do cineasta.

O personagem principal é Carlitos, interpretado também por Chaplin. Essa figura pitoresca, que é a marca registrada do artista, está presente na maior parte de seus filmes.

Carlitos é uma homem do povo. Ele consegue misturar humor com ingenuidade e lirismo de forma brilhante, sendo assim uma espécie de clown, ou palhaço.

Resumo de Tempo Modernos

Tempos Modernos narra a vida de um trabalhador comum, um homem que está em busca de se estabelecer tanto profissionalmente quanto como indivíduo em uma sociedade cheia de inovações tecnológicas e contradições.

A história começa com Carlitos sendo operário em uma fábrica. Lá, o trabalho é cansativo e alienante e sua única função é rosquear pares de parafusos.

tempos modernos

O homem não se adapta à atividade repetitiva e às exigências do chefe, sempre cobrando por produtividade e desempenho.

O filme retrata a preocupação e a disposição dos donos dos meio de produção em conseguirem cada vez mais lucro às custas dos trabalhadores.

Tal fato fica evidente na cena em que Carlitos é obrigado a testar uma "máquina de alimentação", que segundo seus inventores iria "facilitar" a hora do almoço dos funcionários.

Na verdade, era um aparato que prometia "alimentar" os operários enquanto eles continuavam executando suas tarefas nas fábricas. Obviamente, a invenção não funciona direito, o que rende uma interpretação engraçadíssima de Chaplin.

carlitos

Outra passagem importante na fábrica é quando Carlitos fica desnorteado com o trabalho e acaba sendo "engolido" pela máquina e entrando nas suas engrenagens, o que mostra a desumanização do homem na época, quase como se fosse uma peça mecânica.

Depois desse acontecimento, Carlitos sofre uma crise nervosa e é mandado embora. O homem então liga-se a um protesto de rua e acaba preso, o que demonstra a repressão aos movimentos sociais.

tempos modernos chaplin

Na penitenciária, ele ingere drogas acidentalmente mas consegue ser liberado. O homem então vai em busca de outro emprego e consegue um posto como segurança de uma loja de departamentos, mas logo é despedido.

Carlitos conhece Ellen, uma jovem que estava em situação igualmente precária e roubava comida para sobreviver. Os dois se apaixonam, mas logo ele envolve-se novamente em uma confusão e vai preso novamente.

Ao sair da cadeia, eles se reencontram e, nessa altura, a moça trabalhava como dançarina em um café. Ela consegue um emprego para Carlitos como garçom mas, além disso, ele também faz apresentações para os clientes.

carlitos dançando

Ellen é considerada criminosa por vadiagem e passa a ser procurada pela polícia. Nesse momento, Carlitos se une a ela e os dois partem em busca melhores condições de vida.

Você também pode se interessar por:

Contexto histórico de Tempos Modernos

O filme se passa na década de 30, logo após a "Grande Depressão", ou crise de 29. Nessa época, houve uma recessão no capitalismo, a quebra da bolsa de valores de Nova York e outras tensões sociais que culminaram em grandes taxas de desemprego, fome e miséria.

Paralelamente a isso, havia também um crescimento tecnológico importante, a chamada "modernidade". As fábricas estavam desenvolvendo sistemas de produção a fim de otimizar o tempo de trabalho e produção dos operários.

O taylorismo e o fordismo foram algumas das estratégias da burguesia para esse fim. Nesses sistemas, os trabalhadores realizam apenas uma tarefa nas fábricas, aumentando a produtividade e lucro do patrões, mas ficando alienados do processo de construção dos produtos. Esse é um conceito histórico bastante explorado no filme e pode ser um bom exemplo em sala de aula.

Nessa época, também ocorriam diversas inquietações políticas e sociais que tiveram como consequência a Segunda Guerra Mundial.

Para complementar seus conhecimentos sobre o contexto histórico, leia:

Filme completo

O talentoso Charles Chaplin

Charles Spencer Chaplin foi um multiartista britânico responsável por dezenas de filmes no século XX. Ele nasceu em 16 de abril de 1889 em Londres, Inglaterra.

Filho de artistas, Chaplin teve os primeiros ensinamentos de música ainda muito criança. Entretanto, logo o casal se separa e seu pai falece em decorrência de problemas de alcoolismo.

Sua mãe tinha grandes desequilíbrios emocionais e foi internada em um asilo. Assim, Chaplin chega a viver em um orfanato e frequentar uma escola para crianças de baixa renda.

Aos 19 anos, o jovem começa a fazer mímicas em um grupo de teatro e, em 1910, faz sua primeira turnê pelos EUA. A partir de então, seu talento é descoberto e ele começa a viver da arte.

charles chaplin
Retrato de Charles Chaplin

Em 1915, Chaplin lança o filme O vagabundo, originalmente The tramp. Surge então "Carlitos", o incrível personagem do cineasta e ator, que o acompanharia pelo resto da vida.

Chaplin era realmente genial e participava de todos os processos de criação das suas obras, roteirizando, produzindo, dirigindo, atuando, dançando, cantando e gerenciando seus filmes.

Ele era bastante crítico e sensível aos problemas do mundo, demonstrando tais questões em seu trabalho. Por conta disso, foi considerado comunista e anarquista, sofrendo perseguição por parte do governo estadunidense, no que ficou conhecido como macartismo.

Charles Chaplin viveu até os 88 anos e faleceu em 25 de dezembro de 1977 em Corsier-sur-Vevey, na Suíça.

Laura Aidar
Laura Aidar
Arte-educadora, pesquisadora e fotógrafa. Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007 e formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design, localizada em São Paulo, em 2010.