Pop Art

Laura Aidar

Pop Art é um movimento artístico que se caracteriza pela reprodução de temas relacionados ao consumo, publicidade e estilo de vida americano (american way of life).

Esse é um termo em inglês que significa "arte popular" e surgiu durante a década de 1950, na Inglaterra. A expressão foi criada pelo crítico Lawrence Alloway durante os encontros de um grupo de artistas intitulado "Grupo Independente". Depois, difundiu-se durante os anos de 1960, atingindo seu auge em Nova York.

A pop art não deve ser considerada um fenômeno de cultura popular (apesar de estar muito interligada a ela), mas uma interpretação feita pelos seus artistas da cultura dita popular e de massas.

Este fenômeno artístico baseou-se, em grande medida, na estética da cultura de massas, a mesma criticada pela Escola de Frankfurt.

O movimento influenciou grandemente o grafismo e os desenhos relacionados à moda.

Características da pop art

  • Aproximação da arte com a vida cotidiana;
  • Utilização de cores intensas e vibrantes;
  • Reproduções de peças publicitárias;
  • Inspiração na cultura de massa;
  • Uso da serigrafia;
  • Imitação da estética industrial;
  • Reproduções em série do mesmo tema;
  • Uso da imagem de celebridades;
  • Inspiração no universo das história em quadrinhos.
in the car - pop art
In the Car, de Roy Lichtenstein, é um óleo sobre tela de 1963. Junto com Andy Warhol, esse artista é destaque na pop art

Os artistas dessa corrente trabalhavam com cores vivas, inusitadas e massificadas pela publicidade. Eles elegiam as imagens pictóricas e os símbolos de natureza popular.

Esses símbolos eram ironizados de modo a constituir uma crítica subjetiva ao excesso de consumo da sociedade capitalista. Isso porque o capitalismo é incentivado de forma abundante pela dimensão publicitária, cinematográfica, etc.

Entretanto, de certa forma, a pop arte alimentava-se e confundia-se com essa indústria cultural.

Apesar de diferirem pelo mundo afora, os artistas, de modo geral, mantinham as mesmas temáticas, os desenhos simplificados e as cores saturadas.

A Pop Art buscava evidenciar a crise da arte do século XX por meio de um retorno à arte figurativa. Fazia um bom contraponto ao expressionismo abstrato e ao hermetismo da arte moderna.

Ela recusa-se à separação entre arte e vida. Daí a arte pop ser capaz de se conectar ao seu público a partir de signos e símbolos extraídos do imaginário da cultura de massa e da vida cotidiana.

Este feito foi levado a cabo quando estes artistas utilizaram na arte a linguagem do design comercial. Com isso, diluíram as diferenças que separavam arte erudita da arte popular.

Obras de Andy Warhol

Andy Warhol tornou-se o representante mais conhecido da Pop Art no Mundo.

Ficou famoso por retratar ídolos da música popular e do cinema, evidenciando o quanto estas figuras são impessoais e vazias. São exemplos Marilyn Monroe, Michael Jackson e Elvis Presley.

1. Marilyn Monroe (1962)

A primeira representação de Marilyn foi feita logo após o falecimento da diva, em 1962. Depois foi reproduzida novamente em outras cores e formatos.

Andy Warhol
Marilyn Monroe (1962), Andy Warhol. A primeira série de imagens mostra a diva colorida, e a segunda em preto e branco é como se sugerisse a morte da celebridade.

2. Triple Elvis (1963)

triple elvis
Triple Elvis (1963), de Warhol, retrata o ídolo da música Elvis Presley

3. Coca cola (1963)

Warhol também representou a impessoalidade do objeto ao reproduzir as garrafas de Coca-Cola e as latas de sopa Campbell.

coca cola andy warhol
Coca cola (1963), de Andy Warhol. A pop art busca referências diretas na publicidade

Para saber sobre assuntos relacionados, leia:

4. Sopa Campbell (1962)

sopa campbell
Com a obra Sopa Campbell (1963), as vendas do produto aumentaram muito nos EUA

Outros artistas da Pop Art

O Independent Group (IG), estabelecido em Londres no ano 1952, é considerado o precursor do movimento de Pop Art.

As obras dos artistas britânicos acolheram essa cultura nos trabalhos de:

  • Eduardo Luigi Paolozzi (1924-2005)
  • Richard Hamilton (1922-2011)
  • Peter Blake (1932)
colagem de richard hamilton
A colagem O que Exatamente Torna os Lares de Hoje Tão Diferentes, Tão Atraentes? (1956), de Richard Hamilton, é considerada uma das primeiras obras da pop art

Já nos Estados Unidos, os artistas produziram de modo isolado até 1963. A partir daí, suas obras passaram a ser reunidas e expostas em galerias de arte. Os seus principais artistas são:

  • Andy Warhol (1928-1987)
  • Roy Lichtenstein (1923-1997)
  • Claes Oldenburg (1929)
  • James Rosenquist (1933-2017)
  • Tom Wesselmann (1931-2004)
  • Wayne Thiebaud (1920)
  • Jasper Johns (1930)

Pop Art no Brasil

No Brasil, a Pop Art surgiu em outro contexto histórico. Aqui, estava em curso a ditadura militar e os artistas utilizaram a estética pop para se comunicar com as massas e, assim transmitir críticas ao sistema.

Não há vagas - rubens gerchman
Não há vagas (1965), Rubens Gerchman, é uma crítica social

Os principais nomes da pop art brasileira são:

  • Antonio Dias (1944)
  • Rubens Gerchman (1942-2008)
  • Claudio Tozzi (1944)

O artista contemporâneo Romero Britto utiliza hoje em dia a estética da pop art para produzir suas obras. Entretanto, ele não possui caráter crítico.

Se quiser saber também sobre a produção musical (de protesto) na época da ditadura, confira: Músicas da Ditadura Militar.

Quiz da História da Arte

Laura Aidar
Laura Aidar
Arte-educadora, pesquisadora e fotógrafa. Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007 e formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design, localizada em São Paulo, em 2010.