Pop Art

Laura Aidar

Pop Art é um movimento artístico que se caracteriza pela reprodução de temas relacionados ao consumo, publicidade e estilo de vida americano (american way of life).

Esse é um termo em inglês que significa "arte popular" e surgiu durante a década de 1950, na Inglaterra. A expressão foi criada pelo crítico Lawrence Alloway durante os encontros de um grupo de artistas intitulado "Grupo Independente". Depois, difundiu-se durante os anos de 1960, atingindo seu auge em Nova York.

A pop art não deve ser considerada um fenômeno de cultura popular (apesar de estar muito interligada a ela), mas uma interpretação feita pelos seus artistas da cultura dita popular e de massas.

Este fenômeno artístico baseou-se, em grande medida, na estética da cultura de massas, a mesma criticada pela Escola de Frankfurt.

O movimento influenciou grandemente o grafismo e os desenhos relacionados à moda.

Características da pop art

  • Aproximação da arte com a vida cotidiana;
  • Utilização de cores intensas e vibrantes;
  • Reproduções de peças publicitárias;
  • Inspiração na cultura de massa;
  • Uso da serigrafia;
  • Imitação da estética industrial;
  • Reproduções em série do mesmo tema;
  • Uso da imagem de celebridades;
  • Inspiração no universo das história em quadrinhos.
in the car - pop art
In the Car, de Roy Lichtenstein, é um óleo sobre tela de 1963. Junto com Andy Warhol, esse artista é destaque na pop art

Os artistas dessa corrente trabalhavam com cores vivas, inusitadas e massificadas pela publicidade. Eles elegiam as imagens pictóricas e os símbolos de natureza popular.

Esses símbolos eram ironizados de modo a constituir uma crítica subjetiva ao excesso de consumo da sociedade capitalista. Isso porque o capitalismo é incentivado de forma abundante pela dimensão publicitária, cinematográfica, etc.

Entretanto, de certa forma, a pop arte alimentava-se e confundia-se com essa indústria cultural.

Apesar de diferirem pelo mundo afora, os artistas, de modo geral, mantinham as mesmas temáticas, os desenhos simplificados e as cores saturadas.

A Pop Art buscava evidenciar a crise da arte do século XX por meio de um retorno à arte figurativa. Fazia um bom contraponto ao expressionismo abstrato e ao hermetismo da arte moderna.

Ela recusa-se à separação entre arte e vida. Daí a arte pop ser capaz de se conectar ao seu público a partir de signos e símbolos extraídos do imaginário da cultura de massa e da vida cotidiana.

Este feito foi levado a cabo quando estes artistas utilizaram na arte a linguagem do design comercial. Com isso, diluíram as diferenças que separavam arte erudita da arte popular.

Obras de Andy Warhol

Andy Warhol tornou-se o representante mais conhecido da Pop Art no Mundo.

Ficou famoso por retratar ídolos da música popular e do cinema, evidenciando o quanto estas figuras são impessoais e vazias. São exemplos Marilyn Monroe, Michael Jackson e Elvis Presley.

1. Marilyn Monroe (1962)

A primeira representação de Marilyn foi feita logo após o falecimento da diva, em 1962. Depois foi reproduzida novamente em outras cores e formatos.

Andy Warhol
Marilyn Monroe (1962), Andy Warhol. A primeira série de imagens mostra a diva colorida, e a segunda em preto e branco é como se sugerisse a morte da celebridade.

2. Triple Elvis (1963)

triple elvis
Triple Elvis (1963), de Warhol, retrata o ídolo da música Elvis Presley

3. Coca cola (1963)

Warhol também representou a impessoalidade do objeto ao reproduzir as garrafas de Coca-Cola e as latas de sopa Campbell.

coca cola andy warhol
Coca cola (1963), de Andy Warhol. A pop art busca referências diretas na publicidade

Para saber sobre assuntos relacionados, leia:

4. Sopa Campbell (1962)

sopa campbell
Com a obra Sopa Campbell (1963), as vendas do produto aumentaram muito nos EUA

Outros artistas da Pop Art

O Independent Group (IG), estabelecido em Londres no ano 1952, é considerado o precursor do movimento de Pop Art.

As obras dos artistas britânicos acolheram essa cultura nos trabalhos de:

  • Eduardo Luigi Paolozzi (1924-2005)
  • Richard Hamilton (1922-2011)
  • Peter Blake (1932)
colagem de richard hamilton
A colagem O que Exatamente Torna os Lares de Hoje Tão Diferentes, Tão Atraentes? (1956), de Richard Hamilton, é considerada uma das primeiras obras da pop art

Já nos Estados Unidos, os artistas produziram de modo isolado até 1963. A partir daí, suas obras passaram a ser reunidas e expostas em galerias de arte. Os seus principais artistas são:

  • Andy Warhol (1928-1987)
  • Roy Lichtenstein (1923-1997)
  • Claes Oldenburg (1929)
  • James Rosenquist (1933-2017)
  • Tom Wesselmann (1931-2004)
  • Wayne Thiebaud (1920)
  • Jasper Johns (1930)

Pop Art no Brasil

No Brasil, a Pop Art surgiu em outro contexto histórico. Aqui, estava em curso a ditadura militar e os artistas utilizaram a estética pop para se comunicar com as massas e, assim transmitir críticas ao sistema.

Não há vagas - rubens gerchman
Não há vagas (1965), Rubens Gerchman, é uma crítica social

Os principais nomes da pop art brasileira são:

  • Antonio Dias (1944)
  • Rubens Gerchman (1942-2008)
  • Claudio Tozzi (1944)

O artista contemporâneo Romero Britto utiliza hoje em dia a estética da pop art para produzir suas obras. Entretanto, ele não possui caráter crítico.

Se quiser saber também sobre a produção musical (de protesto) na época da ditadura, confira: Músicas da Ditadura Militar.

Quiz da História da Arte

Laura Aidar
Laura Aidar
Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007. Formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design de São Paulo (2010).