Arte Moderna

Laura Aidar

A Arte Moderna é o conjunto de expressões artísticas que surgiu na Europa no final do século XIX e perdurou até meados do século XX.

Ela abrange especialmente a arquitetura, a escultura, a literatura e a pintura.

No Brasil, essa corrente artística se consolidou com a Semana da Arte Moderna que ocorreu em 1922 no Teatro Municipal da cidade de São Paulo.

Considera-se que a arte moderna teve seu declínio com o final da Segunda Guerra Mundial, dando lugar a outras correntes artísticas da arte contemporânea ou pós-moderna.

operários tarsila do amaral
A tela Operários (1933), de Tarsila do Amaral é um exemplo de obra modernista brasileira

Principais Características da Arte Moderna

A arte moderna tem como principal característica o rompimento com os padrões vigentes. Tal aspecto se dá principalmente por conta de seu momento histórico.

Aconteceu em um período de grandes conquistas tecnológicas (como o invento da fotografia e do cinema), além da Revolução Industrial, a Primeira Guerra Mundial e posteriormente a Segunda Guerra Mundial.

Assim, a arte também se transforma e passa a exercer cada vez mais um papel contestador, expressando de alguma forma as incertezas e dilemas da contemporaneidade.

Essa expressão artística transformou radicalmente o campo das artes ao quebrar com os formalismos, atingindo inclusive as estruturas gramaticais no campo literário.

Suas principais características são:

  • Rejeição ao academicismo
  • Informalidade
  • Liberdade de expressão
  • Pontuação relativa
  • Aproximação da linguagem popular e coloquial
  • Figuras deformadas e cenas sem lógica
  • Abandono da representação das formas de maneira realista
  • Arbitrariedade no uso das cores
  • Urbanismo
  • Humor, irreverência
  • Estranhamento

Principais Artistas do Modernismo

Esse foi um período de grande efervescência cultural em que muitos artistas puderam se expressar de maneira totalmente inovadora.

Artistas modernistas europeus

Veja alguns grandes nomes das artes plásticas do período modernista na Europa.

  • Wassily Kandinsky (1866-1944)
  • Pablo Picasso (1881-1973)
  • Georges Braque (1882-1963)
  • Edvard Munch (1863-1944)
  • Henri Matisse (1869-1954)
  • Piet Mondrian (1872-1974)
  • Ernst Kirchner (1880-1938)
  • Fernand Léger (1881-1955)
  • Giorgio de Chirico (1888-1978)
  • Salvador Dalí (1904-1989)
  • Joan Miró (1893-1983)
  • Marc Chagall (1887-1985)
  • Umberto Boccioni (1882-1916)

Artistas modernistas brasileiros

Contagiados pelas vanguardas europeias, os artistas no Brasil desenvolveram a sua arte de forma mais ousada.

No entanto, foram alvo de críticas dado o choque causado no público. Muitas pessoas se sentiram ofendidas com as novas propostas.

Os principais expoentes da arte moderna no país foram:

  • Na Literatura: Mário de Andrade (1893-1945), Oswald de Andrade (1890-1954), Menotti Del Picchia (1892-1988), Plínio Salgado (1895-1975), Sérgio Milliet (1898-1966).
  • Na Pintura e no Desenho: Anita Malfatti (1889-1964), John Graz (1891-1980), Oswaldo Goeldi (1895-1961), Yan de Almeida Prado (1898-1991), Tarsila do Amaral (1886-1973)
  • Na Escultura: Hildegardo Leão Veloso (1899-1966), Victor Brecheret (1894-1955) e Wilhelm Haarberg (1891-1986).
  • Na Arquitetura: Georg Przyrembel (1885-1956).

Leia também:

Principais Movimentos da Arte Moderna

Com o objetivo de criar uma nova tendência artística, surgiram diversos movimentos na Europa, dentre os quais destacamos:

Expressionismo

cena de rua em berlim
Cena de rua em Berlim (1913-15), de Ernst Kirchner, expoente do expressionismo alemão

Esse movimento artístico está entre os primeiros representantes das vanguardas históricas e talvez, o primeiro a focar em aspectos subjetivos.

A corrente acontece em contraposição ao movimento impressionista, que se ocupava mais dos efeitos das luzes e cores.

Já no expressionismo, a principal característica é a representação dos sentimentos e das emoções, procurando expressar as angústias e o universo psicológico da sociedade no início do século XX.

Fauvismo

a dança matisse
A dança (1909) de Henri Matisse é um belo exemplo de pintura fauvista

As principais características do movimento fauvista são o uso das cores puras e a simplificação das formas.

Os artistas criavam figuras apenas sugerindo as formas, sem representá-las de maneira realista e usavam as tintas sem misturá-las e criar degradês.

Essa corrente levou o nome de "fauvista" depois de uma exposição realizada em Paris, em 1905. Os pintores foram chamados pela crítica de fauves, que em português quer dizer "feras". Tal denominação veio por conta do uso intenso e arbitrário das cores.

Cubismo

cubismo
À esquerda, Viaduto de Estaque (1928), de Georges Braque; à direita Les Demoiselles d'Avignon, de Pablo Picasso

O cubismo pode ser considerado o primeiro movimento artístico a se caracterizar pela incorporação do imaginário urbano industrial em suas obras.

Caracterizava-se, especialmente, pela geometrização das formas, modeladas basicamente por cubos e cilindros.

Os cubistas também procuravam retratar os objetos e pessoas em todos os seus ângulos, como se esses estivem "abertos". Dessa forma, abandonam a noção de perspectiva e terceira dimensão, tão buscada pelos pintores do renascimento.

Abstracionismo

batalha kandinsky
Batalha (1910), de Kandinsky, é um marco da arte abstrata

Na arte abstrata, o que se destaca é a ausência de relação direta entre as formas retratadas com as formas realistas de um ser ou objeto.

Aqui, os artistas exploram as cores, formas, linhas, texturas, contrastes e outros elementos não pictóricos.

Pode-se considerar o artista russo Wassily Kandinsky um dos precursores da pintura moderna abstrata.

Futurismo

futurismo
Carga dos Lanceiros (1915) de Umberto Boccioni

O futurismo nas artes plásticas foi um desdobramento de tendências na literatura do início do século XX e teve bastante influência do Manifesto Futurista (1909), criado pelo escritor Filippo Tommaso Marinetti.

Caracterizava-se pela valorização do industrialismo, da aceleração e da tecnologia, que superavam a velocidade do movimento natural. Tal movimento relaciona-se com a revolução industrial que estava em curso.

Surrealismo e Dadaísmo

a persistência da memória
Persistência da Memória (1931), de Salvador Dalí

Essas vanguardas surgiram como reação ao racionalismo e materialismo da sociedade ocidental e também como crítica à Primeira Guerra Mundial (1914-1918).

No caso do Dadaísmo, a escolha do nome foi feita através da abertura aleatória de um dicionário e a palavra que surgiu foi dadá, que em francês significa "cavalo" em linguagem infantil. A palavra pouco importava, pois em um mundo tomado pelo irracionalismo da guerra, a arte também "perdia o sentido".

A partir dessa linha artística, surgiu o Surrealismo, idealizado pelo escritor André Breton (1896-1966). Essa forma de arte valorizava a fantasia, a loucura, o universo onírico e o impulso dos artistas, dando vazão às manifestações do inconsciente humano.

Concretismo

calder concretismo
Móbile Pavão (1941), do americano Alexander Calder

O Concretismo foi um movimento de vanguarda que visava a criação de uma nova linguagem por meio de figuras geométricas. Os artistas dessa corrente buscavam causar no público sensações de movimento ao olhar para as obras.

Assim, na literatura tinha como característica central a valorização do conteúdo visual e sonoro. Já nas artes plásticas, destacou-se pelo uso de formas abstratas.

Laura Aidar
Laura Aidar
Laura Aidar é licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007. Formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design de São Paulo (2010).